Coluna

WT recomenda: agosto

Ah! Agosto… Mês do cachorro louco e talz. Mas lembra desse post que estava circulando pelo tumblr no início do ano?

http://nycelitsa.tumblr.com/post/155583726454/yyeoj-susiethemoderator

Pois bem, 2017 pode ter tido uns 7×1 de vez em quando, mas agora que estamos oficialmente no segundo semestre, acho que dá pra perceber que tem mais coisa boa do que ruim acontecendo ao nosso redor. Quer dizer, olha o tanto de novidade, como diriam os jovens, TOP que aconteceu no mês mais temido do ano!

Cabeça erguida, sabe? Vai ficar tudo bem.

Música

Bibia Be Ye Ye – Ed Sheeran

O mês já começou bem de novo, com o Ed Sheeran liberando esse clipe que nem era pra existir, porque Bibia Be Ye Ye nem é single, mas ele fez mesmo assim. Colorido e dançante, uma das melhores músicas do álbum Divide rendeu um vídeo lindo, feliz.

Perfect Places – Lorde

A Lorde aparece duas vezes nessa lista por um motivo simples: Melodrama provavelmente vai ganhar álbum do ano nos Grammys 2018. É difícil ouvir faixa por faixa sem dizer “essa é a minha música preferida”, e todo visual do álbum está dentro desse clipe de Perfect Places. Lorde é a artista dessa nova geração, a gente meio que suspeitava quando Pure Heroine foi lançada. Não bastava a produção da trilha de Jogos Vorazes: A Esperança Parte 1, claro. Sempre rolava um medinho de que ela tinha começado alto de mais para continuar com a mesma qualidade, mas não. Ela sabe a que veio. Mais sobre a menina Lorde mais pra frente, guentaí.

Gente Feliz (Sinceridade) – Vanessa da Mata e Baiana System

Olha quem fez a Shakira e apareceu bem quando a gente começava a se perguntar “E a Vanessa da Mata, heim? Foi parar onde?” Com um clipe no estilo de “Boa Sorte”, ela está de volta e é bem vinda. Seu estilo de MPB diferencia dos “novos indie-MPB” que têm ganhado espaço no cenário nacional e é um prazer vê-la de volta.

Strobelite – Gorillaz

Aproximadamente 84 anos depois de lançar o álbum novo, HUMANZ, finalmente o Gorillaz apareceu com um clipe novo. A batidinha delícia de Strobelite, recheada de aparições dos colaboradores do álbum e a dancinha combinada de 2D e Noodle são a distração perfeita para o que essa fase realmente reserva. Jamie Hewett mandou avisar para prestar atenção no Murdoc, porque ele não está planejando nada de bom (pra variar, né?). É provável que eles lancem mais um clipe, talvez dois antes de estreiar a série de TV, que promete 10 episódios de fase 4. Além do mais, foi oficialmente anunciado um show deles em São Paulo, dia 30 de março, no Jockey Club. Os ingressos começam a ser vendidos dia 4 de setembro pelo T4F.

What about us – P!nk

A homenageada dos VMAs 2017 voltou e voltou no melhor estilo P!nk. What About Us é linda maravilhosa, e esse clipe dói no coração, como Try e F*cking Perfect doem – de um jeito bom. O próximo álbum, Beautiful Trauma, vai ser lançado dia 13 de outubro.

Rainbow – Kesha

De longe um dos melhores, mais crus e reais albuns desse ano, Rainbow de Kesha foi lançado dia 11 e está disponível pra stream em duas versões (explicita e censurada). Este é, sinceramente, um álbum excelente que merece muito mais buzz do que tem recebido, porque Kesha está de volta! Sem autotune e do jeito que ela realmente queria. É pra glorificar de pé!

Hard Feelings/Loveless – Lorde

Aqui no WT a gente promete e cumpre, então Lorde apareceu de novo, dessa vez com a VEVO Session que saiu na metade do mês. Com versões acústicas de algumas faixas escolhidas de Melodrama, a gente descobre que na verdade gosta de tudo que ela lança. Êta menina talentosa, essa Ella. Até que enfim um álbum pra ouvir de cabo a rabo. Você encontra todas as faixas dessa Session na playlist abaixo.

Swish Swish – Katy Perry

Tudo bem, a gente sabe que esse clipe é uma completa bagunça, MAS, ouve a gente aqui rapidão, Swish Swish é a melhor música chiclete desse verão. Além do mais, o fato de Katy ter optado por homenagear memes (!) num clipe deliciosamente bizarro cheio de estrelas de dentro e fora da internet, é, diga-se, a melhor coisa. Não importa que você sinta vergonha alheia assistindo, porque a quantidade de Easter Eggs do bem nesses 4 minutos valem a pena.

Menções honrosas

TV

Cavalerios do Zodíaco na Netflix

Wet Hot American Summer: Ten Years Later

Pensa numa série tão absurda que beira ser ofensiva. Essa é Wet Hot American Summer, que primeiramente apareceu como um filme de 2001 que contava sobre todos os acontecimentos malucos do último dia de acampamento de verão em 1981. Quatorze anos depois, a Netflix ressuscitou o elenco gigante desse filme ao fazer uma série sobre o primeiro dia de acampamento daquele mesmo verão de 1981 (levando em consideração que os atores estavam nos mid-20s durante o filme interpretando personagens de 16, imagina como foi ver todo mundo na casa dos 40 interpretando os mesmos personagens de 16 anos??? Pois é.) e então, devido ao sucesso, a série voltou de novo “dez anos depois”, como foi combinado ao final do último dia de acampamento. A série em 8 episódios de 20 minutos cada consegue ser mais maluca ainda, seguindo a linha que te faz questionar se toda a ideia por trás dessa história é a mais idiota ou completamente genial. O fato é que a saga (?) de Wet Hot American Summer é um cult favorite, e vai entender o que faz algo entrar pra essa lista? No mais, se você está disposto a rir bastante e falar vários “Mas o que diabos…?”, essa é a série que você deveria estar assistindo.

Justiceiro

Strike: O Chamado do Cuco

Aclamado pela crítica livreira, agora é a vez de receber o aval da TV. O Chamado do Cuco, resenhado por nós em 2014, e o primeiro episódio foi ao ar dia 27 pela BBC One. Com 7 episódios de 60 minutos, JK Rowling ajudou até no script e o primeiro episódio foi bem recebido. Strike vai ser exibido pela HBO em alguns países da América, mas ainda não tem casa no Brasil, por enquanto.

The Shannara Chronicles

Tudo bem, a primeira temporada de The Shannara Chronicles, embora visualmente maravilhosa, teve lá seus altos e baixos, e sua versão literária não é uma de nossas preferidas, mas com esse elenco e com a nova casa (da MTV para o Spike) a série promete boas mudanças. Quer dizer, se depender do trailer lançado no final do mês, as expectativas subiram consideravelmente. Prevista para estrear dia 11 de outubro nos EUA, só nos resta esperar de dedos cruzados pelo melhor.

Vale a pena ressaltar:

  • Anne with an E foi renovada para a segunda temporada com 10 episódios! Se você ainda não assistiu essa série linda, corre pra Netflix e veja!
  • Novo elenco de 13 Reasons Why foi anunciado (e a gente não entendeu nada, mas já tem um monte de especulação)

Filmes

Em Ritmo de Fuga


Baby Driver estava tão fora do radar, mas tão fora do radar, que ela não foi nem CITADA na Comic Con Experience de 2016. Até que ela chegou aos festivais e foi um completo BOOM de adoração. Teve até quem disse que o filme salvou o mercado de filmes de ação, que é o melhor filme de ação desde Mad Max, então como boa amante de filme sem plot, resolvi que queria conferir. E olha. É verdade. Esqueça o fato de que a internet odeia o Ansel Elgort. Apenas… se você gosta de Velozes e Furiosos, de Scott Pilgrim e de musicais, vai querer assistir esse filme. Acredite em mim.

In a Heartbeat

Duas palavras: ASSISTE ISSO!!!!!!!!!

E você vai enteder. Só assiste. *-*

Proud Mary

AKA a versão de cor de Atômica. Parece que vem tiro por aí.

Documentário sobre o filho do baxista do Metallica tocando com o Korn

Quantos anos você tem? Quantas coisas você já conseguiu em todos esses anos? Bem, o jovem Tye, de apenas 12 anos não achou suficiente ser filho do baixista do Metallica, Robert Trujillo, nem ser um prodígio da música. Pense nas coisas mais legais que você já fez durante sua vida nesse mundo. Nenhuma delas é entrar em turnê com o Korn. Aos. 12. Anos. Nesse curta de 14 minutos entitulado “Korn and the prodigy son” (Korn e o filho prodígio em tradução literal), nós vimos como é ser a criança mais legal do mundo da música, e aí a gente morre de inveja um pouquinho, mas também fica alegre porque é essa a geração que vai dominar o mundo.

Still KD: Through the Noise

Esse documentário em 35 minutos lançado no final de julho é para os amantes de esporte. Uma das transferências mais polêmicas depois de LeBron no Heat e antes do Neymar no PSG foi aquela de Kevin Durant para o Golden State Warriors. KD, limitado em seu time anterior (o OKC), arriscou tudo e foi para o arquirival GSW buscando crescimento e um anel de campeão… que veio junto de um troféu de MVP das finais. De longe a melhor temporada dele como jogador, e ainda com muito pela frente, o embaixador da Nike no basquete é um dos caras mais suaves e gente fina de acompanhar. Em seu brand new canal do youtube – que tem estado ativo há mais ou menos um ano cheio de bastidores, aquela coisa toda que o povo gosta – KD mostrou como foi transitar pelo barulho e chegar ao seu grande objetivo. Aperte os cintos, galera. Seu legado com os Warriors está apenas começando.

Kimi no na Wa

A animação que foi recordista de bilheteria em 2016, no Japão, vai chegar aos cinemas brasileiros pela rede Cinemark. A história acompanha a vida de dois jovens insatisfeitos que vivem em locais distintos e em um dia atípico descobrem que possuem uma forte ligação e trocam de corpo. De “Sexta-feira muito louca” não tem nada a ver. Há muito drama e aquela pitada de romance. O filme, inicialmente, não parece nada demais, mas o desenvolvimento é incrível e no final você tá impactada. Assistam!

Leitura

A revista TIME tem uma nova série de empoderamento: Firsts

Série “Firsts” da revista TIME, que estreia dia 7 de setembro, vai trazer grandes nomes, grandes MULHERES que fizeram a diferença em suas áreas (Lembra daquela cena maravilhosa de Janelle Monae em Estrelas Além do Tempo?). De Selena Gomez a Aretha Franklin, essa é uma séria para ficar de olho mês que vem. A revista ainda falou para ficar de olho na tag #SheIsTheFirst nas redes sociais, incentivando os leitores a publicarem sobre as pioneiras que conhecem, e para atiçar a curiosidade, eis um trailer do que se espera:

WEB

A saga da pizza de borda com borda de pizza está ganhando o mundo

Se um meme já é bom e internacional, imagina quando um meNe ganha esse mesmo status? Foi o que aconteceu quando um post do Site dos Menes viralizou ao ponto de uma pizzaria fazer a tal pizza de borda com borda de pizza. A criação foi tão inusitada que ganhou perna no reddit e agora quase nem nos pertence mais. Brasil, grande exportador mesmo.

Extensão do Chrome mede tudo em salários do Neymar

25 funks das antigas

http://whosthanny.tumblr.com/post/164345235179/25-funks-das-antigas-que-te-fizeram-descer-até-o

Aulão da Nilce e do Leon do Coisa de Nerd sobre nazismo

É aquela história, né? Se até a VEJA teve que explicar, é porque a coisa tá feia mesmo

Utilidades

10 encanações desnecessárias dos 20 e poucos anos

http://whosthanny.tumblr.com/post/163810861429/10-encanações-desnecessárias-dos-vinte-e-poucos

12 cientistas mulheres lacradoras

Conheça 12 cientistas do nosso tempo que arrasam no que fazem! (E tem duas brasileiras!)

Nova Miss Brasil é mais linda ainda

Dia 19, Monalysa Alcantara, miss Piauí foi eleita a mulher mais bonita do Brasil e embora, sim, ela é linda, não é nem difícil de perceber, rolou um baita choro dos racistas. Nós já abordamos aqui no WT sobre como o racismo continua sendo uma realidade no Brasil, mas é sempre frustrante ver esse display de desrespeito desnecessauro assim, por toda parte. Boa sorte para Monalysa no Miss Universo, e pros racistas? Vão procurar o que fazer.

E a Miss Piauí é a nossa Miss Brasi! A nossa @monalysaalcantara ! Parabéns! #MissBrasil

Uma publicação compartilhada por Hugo Gloss (@hugogloss) em

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge