literatura category image

Na estrada Jellicoe, Melina Marchetta

Você já se sentiu velho de mais pra algo? E não, isso não tem a ver com a protagonista do livro. ‘Guenta aí que eu já explico.

na estrada jellicoe

Na estrada Jellicoe é um livro que estava na minha lista de leituras há muitos anos. E quando eu digo muitos anos quero dizer muitos anos mesmo, pelo menos uns 7. Por ser um livro australiano, eu tive uma dificuldade muito grande de conseguir comprar o original, e quando a Cia. anunciou que finalmente tinha conseguido trazer o livro pro Brasil, eu pulei de alegria. E acreditem em mim, eu fiquei atormentando a Thanny – que é nosso contato com a Cia. – desde esse anúncio pedindo dibs assim que liberarem e o livro chegou pra mim tipo ERAS atrás, mas eu tive uns ~pobreminha~ aí chamado: não consigo ler nem frasco de shampoo no banho e acabou que eu fiquei quase um ano inteiro não lendo mais do que quadrinhos e fanfic.

Por causa disso, e porque o primeiro terço do livro é uma confusão que você não tem certeza se vai ser resolvida, levou um tempo para eu engrenar na história de Taylor, a líder de fronteiras da Escola Jellicoe, Griggs, o líder dos cadetes, Santangelo, líder dos citadinos, e Hannah, a escritora solitária que encontrou Taylor anos atrás num posto de gás da estrada Jellicoe. E, pra dizer a verdade, a intercalação com o manuscrito de Hannah – que contava a história de 5 amigos que o destino uniu na mesma estrada Jellicoe 18 anos atrás – não estava ajudando muito a entender o objetivo de tudo aquilo.

Foi graças a um dia inteiro sem energia elétrica 10 meses depois de o livro chegar em minha casa que finalmente consegui passar daquele primeiro terço caótico e ver as peças começarem a se encaixar. E depois disso, bastaram algumas horas pra eu chegar ao final obviamente aos prantos.

It’s funny how you can forget everything except people loving you. Maybe that’s why humans find it so hard getting over love affairs. It’s not the pain they’re getting over, it’s the love.

Na estrada Jellicoe é um quebra-cabeças atrelado à memória de Taylor e ao manuscrito de Hannah. É sobre como aqueles adolescentes de agora tinham tanto a ver com os adolescentes de 18 anos atrás, e como as vidas deles estavam mais que intrinsecamente conectadas, até mesmo com os pais de Santangelo, o ermitão que virou a vida de Taylor de ponta cabeça e o Brigadeiro, que tinham algo a acrescentar na jornada da protagonista.

Se eu for honesta, quando volto a pensar na história, ela ainda me faz chorar, mas enquanto eu lia, não conseguia deixar de pensar que eu provavelmente estaria gostando muito mais se tivesse lido 7 anos atrás, quando descobri sobre ela. Ou se ela tivesse chegado às minhas mãos em 2006, seu ano de publicação na Australia, o ano em que eu tinha a mesma idade dos protagonistas. E embora esse seja um livro com uma história que obviamente toca quem lê do jeito certo, não consigo deixar de lado a ideia de que esse também é um livro que deve ser lido na época certa para cada um. No meu caso, agora ele já tinha passado da hora. Mas eu amei mesmo assim, mesmo estando velha de mais pra ele.

E recomendo.

It happened on the Jellicoe Road. The prettiest road I’d ever seen, where trees made breezy canopies like a tunnel to Shangri-La. We were going to the ocean, hundreds of miles away, because I wanted to see the ocean and my father said that it was about time the four of us made that journey. I remember asking, ‘What’s the difference between a trip and a journey?’ and my father said, ‘Narnie, my love, when we get there, you’ll understand,’ and that was the last thing he ever said.

informações

Cortesia da editora para resenha
Título: Na estrada Jellicoe
Autor: Melina Marchetta
Tradução: Guilherme Miranda
Número de Páginas: 296
Edição: 1ª edição/2016
ISBN: 9788555340017
Editora: Seguinte
Preço: R$39,90
Classificação: ★★★★½

cinema-2 category image

Na Telona: lançamentos no cinema em fevereiro

Um pouco atrasada estou para agraciar vossas senhorias sobre as estreias do mês, mas a vida estraga os planos de postar as coisas na hora certa de vez em quando, peço perdão pelo vacilo.

Keanu Reeves em John Wick: Chapter 2

Keanu Reeves em John Wick: Chapter 2

De qualquer forma, fevereiro segue jogando filme de Oscar na nossa cara, pra dar aquele auxílio camarada nos bolões com os migos cinéfilos. Um aviso, porém: as datas de estreia podem mudar sem aviso prévio, então verifique as datas com seu cinema e se programe direitinho porque IMPREVISTOS, GENTE, IMPREVISTOS.

Cá estão os selecionados do mês!

2 de fevereiro

A Qualquer Custo (Hell or High Water)

Já começamos com uma errata, visto que este longa estrearia em janeiro e agora sua data certa é em fevereiro (se bobear vai ser em março até esse post ir ao ar). Enfim, o longa foi indicado a 4 Oscars, incluindo de Melhor Ator Coadjuvante para Jeff Bridges e Melhor Filme, e conta a história de dois irmãos e seu esquema desesperado para salvar o rancho de sua família no Texas. Chris Pine e Bem Foster estrelam o drama.

O Chamado 3 (Rings)


No sentimento de revival de franquias que julgamos estar mortas, chega O Chamado 3, com aquela mesma trama da maldição que ameaça uma jovem moça e ameaça mata-la em 7 dias, etc.

Estrelas Além do Tempo (Hidden Figures)


Indicado a 3 Oscars (incluindo Melhor Filme e Melhor Atriz Coadjuvante para Octavia Spencer), Hidden Figures retrata a história real de um time de mulheres negras que forneceram importantes dados matemáticos para a NASA, ajudando no lançamento da primeira missão espacial de sucesso. Taraji P. Hanson e Janelle Monáe também estão no elenco.

Jackie


Também indicado a 3 Oscars, Natalie Portman estrela a biografia de Jackie Kennedy, que, após o assassinato do presidente John F. Kennedy, precisa lutar contra o trauma e a tristeza para consolar seus filhos e definir o legado histórico de seu marido.

A Espera (L’attesa)


Uma mãe, passando por um momento de dor e luto, recebe a visita da noiva de seu filho. As mulheres acabam por se conhecer melhor enquanto esperam pela chegada do rapaz. Juliette Binoche protagoniza.

Armas na Mesa (Miss Sloane)


Jessica Chastain é Elizabeth Sloane, uma das melhores lobistas em Washington, D.C. Quando resolve enfrentar o oponente mais poderoso de sua carreira, a moça descobre que ganhar pode sair caro demais. O longa rendeu uma indicação de Melhor Atriz para Chastain no Globo de Ouro.

Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois


Clarisse mora longe do pai moribundo, mas quando decide visita-lo, descobre segredos de sua infância, o que causa um turbilhão de emoções em sua vida. O terror cearense já foi exibido em 10 países.

9 de fevereiro

Nunca Diga Seu Nome (The Bye Bye Man)


Três amigos se deparam com as terríveis origens de uma figura misteriosa que está por trás de atos malignos indescritíveis. E eles terão de lutar para continuar vivos, visto que sua descoberta resulta na criatura perseguindo-os.

Cinquenta Tons Mais Escuros (Fifty Shades Darker)

A continuação da saga de Christian Grey e Anastasia Steele chega para encher os cinemas porque a gente adora assistir umas safadezas na telona. Enquanto Christian batalha consigo mesmo, Anastasia deve enfrentar a raiva e inveja das mulheres que vieram antes dela. Dakota Johnson e Jamie Dornan protagonizam.

LEGO Batman: O Filme (The LEGO Batman Movie)

Na categoria de diversão para toda a família (que não pode assistir Cinquenta Tons), chega o spin-off de Uma Aventura Lego. Dessa vez o protagonista é o Homem-Morcego, que, além de ter que lidar com os criminosos de Gotham City, precisa compreender a responsabilidade de criar o menino que adotou. Quem não adora uma animação com o melhor herói, não é mesmo?

Não Sou Seu Negro (I Am Not Your Negro)


Documentário narrado por Samuel L. Jackson. O escritor James Baldwin conta uma história sobre raça na América moderna, retratando a vida e morte de alguns de seus amigos, como Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Junior.

Redemoinho


Os caminhos de dois amigos se cruzam após muito tempo separados. Na véspera de Natal, os dois se reúnem e surge a oportunidade de falar sobre sua vida, seus remorsos, lembranças e alegrias. O drama tupiniquim tem Irandhir Santos e Dira Paes no elenco.

16 de fevereiro

John Wick: Um Novo Dia Para Matar (John Wick: Chapter 2)


Após seu retorno ao mundo criminoso em sua busca por vingança, John Wick está de volta para ajudar um velho amigo a derrubar uma organização internacional secreta. Keanu Reeves reprisa o papel principal, e promete muita ação e chutação de bundas na sequência do ótimo De Volta ao Jogo.

A Cura (A Cure for Wellness)


Um Jovem e ambicioso executivo é enviado para resgatar o presidente de sua companhia de um misterioso “Centro de Cura”, mas logo suspeita que os tratamentos milagrosos do spa não são o que parecem. O filme é estrelado por Dane DeHaan e Jason Isaacs.

Aliados (Allied)


O ano é 1942. Um espião canadense encontra uma espiã francesa enquanto estão em uma importante missão no Marrocos. Quando se reúnem em Londres, o relacionamento dos dois é testado pelas pressões da guerra. Allied é dirigido por Robert Zemeckis e tem Marion Cotillard e Brad Pitt nos papéis principais.

Lion: Uma Jornada Para Casa (Lion)


Um menino indiano de 5 anos se perde nas ruas de Calcutá, milhares de quilômetros longe de casa, e enfrenta vários desafios até ser adotado por um casal australiano. 25 anos depois, o homem sai em busca de sua família perdida. O longa foi indicado a 6 Oscars, incluindo Melhor Filme e nas categorias de Coadjuvante para Dev Patel e Nicole Kidman.

T2: Trainspotting


Continuação de Trainspotting – Sem Limites. 20 anos se passaram; muito mudou, mas muito continua igual. Renton (Ewan McGregor) retorna ao único lugar que pode chamar de casa, onde todos seus amigos o esperam. Outros velhos conhecidos estão por lá também: perda, vingança, ódio, amizade, alegria, medo, arrependimento e perigo mortal. O filme trás o elenco original para reprisar seus papéis, e Danny Boyle dirige.

Um Homem Chamado Ove (Em man som heter Ove)


Ove, aposentado e mal humorado homem que vive sua rotina entediante de visita o túmulo de sua mulher, finalmente desistiu de viver. Isso até que uma amizade inesperada surge com um vizinho. A comédia dramática sueca foi indicada a 2 Oscars, incluindo Melhor Filme Estrangeiro.

23 de fevereiro

A Grande Muralha (The Great Wall)


Mercenários europeus acabam envolvidos na defesa da grande Muralha da China contra uma horda de criaturas monstruosas. Matt Damon e Pedro Pascal nos agraciam com suas presenças neste filme.

A Lei da Noite (Live by Night)


Um grupo de gangsters de Boston se desloca para da Flórida durante a era da Proibição, encarando a competição e o Ku Klux Klan. Ben Affleck estrela, escreve e dirige o drama, que também conta com atuações de Elle Fanning, Sienna Miller e Zoe Saldana.

Moonlight: Sob a Luz do Luar (Moonlight)


Uma história atemporal de auto-descoberta humana e conexão, Moonlight mostra a jornada de um jovem negro desde a infância até a vida adulta, enquanto ele se esforça para achar seu lugar no mundo. Um dos favoritos no Oscar, o filme abocanhou 8 indicações.

Então é isso por enquanto, pessoal! Qual filme você está mais ansioso pra assistir? Pode contar pra gente nos comentários, eu deixo.

literatura category image

O Talentoso Ripley, Patricia Highsmith

O talentoso ripley livro

Muitos podem gostar do filme O Talentoso Ripley pela trama envolvente e tensa, pelo cast bem recheado de estrelas como Matt Damon, Jude Law e Gwyneth Paltrow, mas saibam que este filme é uma segunda adaptação para as telonas da obra escrita por uma das autoras mais icônicas do século passado quando se trata de dramas policiais e thrillers, Patricia Highsmith.

Tom Ripley, apesar de ser um personagem inteligente, não sabe lidar com as pessoas e acabou por viver de pequenos golpes, achando que viveria o restante da sua existência nesta inércia. No entanto, ele se encontra Sr. Greenleaf, um milionário que descobre que Ripley era um grande amigo de seu filho Richard Greenleaf, porém mal sabia que eles eram apenas conhecidos, e devido a esta proximidade incumbiu a ele uma tarefa de trazer seu filho de volta para casa, pois Richard se encontra na Itália e não pretende retornar.

WhatsApp Image 2017-02-07 at 21.12.31

Tom por ser um golpista viu nesta situação uma maneira de galgar na vida e sair de Nova York, cidade que odeia, assim como seus residentes e “amigos”. Por estes fatores e mais outros que nós vemos ao transcorrer do livro, percebemos que o personagem tem um desvio de personalidade e acaba por negar a mesma constantemente, além disso, ele não parece ter um alto controle de suas emoções principalmente quando é subvertido. Um dos enfoques maiores do livro não é a narrativa, ou a descrição das belas paisagens, ou até mesmo na tensão que ele gera ao passar das páginas, e sim no psicológico quebrado de Tom, que é um mix de prepotência, antipatia, solidão e negação da sua própria existência.

A narrativa é bem arrastada na primeira metade do livro, porém começa a acelerar quando Ripley começa a montar a sua teia de mentiras, o que acaba perturbando o personagem constantemente e cada situação de fuga ou liberdade dão a ele mais segurança a continuar a enganar a suas presas. Por fim, o livro consegue ser excitante, porém é bem possível você desgostar de Tom assim como os outros personagens da obra, no entanto vale a leitura por ser um bom clássico.

informações

Cortesia da editora para resenha.
Título: O Talentoso Ripley
Autor: Patricia Highsmith
Tradução: Álvaro Hattnher
Número de Páginas: 296
Edição: 2012
ISBN: 9788535920512
Editora: Companhia de Bolso
Preço: R$42,90
Classificação: ★★★½☆