Vlog-se #3: Webséries

Por Jully e Thayná.

Previously on Vlog-se: Nós indicamos alguns vloggers para você se iniciar neste mundo e falamos sobre alguns que retratam temas como depressão e automutilação. A abordagem de hoje é um tanto mais leve e divertida: vamos falar de webséries?

Você provavelmente já ouviu falar de The Lizzie Bennet Diaries, certo? Essa adorável adaptação de Orgulho e Preconceito foi um divisor de águas no mundo das séries produzidas para a internet. Foi por causa dela que muitas pessoas descobriram a existência de outros projetos no mesmo formato e começaram a prestar atenção nesse novo tipo de entretenimento. Até mesmo séries aclamadas, feitas para a TV, já viram a mina de ouro que está por trás desse tipo de mídia e apostaram nas webséries para lançar spin-offs, como Pretty Little Liars e The Walking Dead.

Nós não iremos falar deles aqui hoje, vamos deixar isso para um outro momento. Esse post é especialmente para você conhecer outros tipos de séries e se encantar que nem a gente! Get ready e vamos lá!

The Joker Blogs

A descoberta mais por um acaso da vida, sério. Se você gosta de Batman ou somente ficou encantado com a participação maravilhosa do Coringa na série de Christopher Nolan, você precisa assistir essa websérie. The Joker Blogs concentra-se em pequenos videos-diários de sessões do Coringa em terapia com Dr. Harleen Quinzel (que mais tarde se torna a Arlequina!). Quando nos encantamos com Heath Ledger interpretando este personagem em O Cavaleiro das Trevas, mal podíamos imaginar que Scott McClure poderia ser tão bom quanto ele. Aqui o Joker oscila entre um personagem cômico e assustador. Além disso, vemos o quanto o ator está a vontade com o personagem, podendo dar muito mais veracidade nas cenas.
Apesar do estilo amador, The Joke Blogs conseguiu uma fama bem grande, principalmente entre os fãs da nova série do Batman. Essa resposta positiva garantiu duas temporadas para a produção e o lançamento de um dvd. Você pode acompanhar algumas notícias (antigas!) sobre aqui.


Nível de inglês: Intermediário/ Avançado.
É fácil de entender? Não tão fácil devido ao caráter do próprio personagem, que vai do lúcido ao louco em poucos segundos.

Dr. Horrible’s Sing Along Blog

Se os super heróis existissem, também existiriam os vilões, certo? A coisa mais normal para eles seria criar um clube dos vilões, chamado “Evil League of Evil”. A Websérie acompanha Dr. Horrible(Interpretado por Neil Patrick Harris) na sua tentativa de entrar para o clube, ao mesmo tempo em que ele tenta conquistar Penny(Felicia Day), a garota da lavanderia. Mas Captain Hammer(Nathan Fillion) é arqui-inimigo declarado do Dr Horrible, e fará de tudo para impedi-lo de fazer o mal e conquistar a garota. Tudo isso com várias músicas interpretadas durante o episódio, se tornando uma websérie musical.

 

Nível de inglês: Fácil/intermediário.
É fácil de entender? Extremamente fácil, e a maioria dos lugares onde é encontrada a websérie possui legenda em inglês.

Squaresville

Se você assistiu The Lizzie Bennet Diaries, com certeza irá reconhecer Mary Kate Wiles, a Lydia. Quando TLBD ainda estava no ar, logo no comecinho, procurei mais sobre os atores, e encontrei um video onde a MK falava da disparidade entre suas personagens Lydia e Zelda. Podemos dizer que esta última é o total oposto da primeira, mas muito, muito mais legal. Em L7 (apelido carinhoso que a série recebeu), conhecemos Zelda e Esther, duas melhores amigas que moram em uma cidade pequena nos Estados Unidos. O enredo da série parece clichê, mas toda a ambientação e abordagem dos acontecimentos parece completamente verdadeiro pra quem assiste. O primeiro beijo, o primeiro namorado, aturar aquelas pessoas esquisitas e populares da escola, a descoberta de um segredo da melhor amiga, tudo é muito perto do coração.
Squaresville foi criado por Matt Enlow e contou com uma arrecadação do Kickstarter para ser produzida. Chegou em sua segunda temporada no começo deste ano e lançou, como bônus, pequenos monólogos dos personagens. Prometo que se você assistir, não vai se arrepender.

 

Nível de inglês: Intermediário.
É fácil de entender? Sim, porém os personagens tendem a falar muito baixo. É aconselhado a ativar as legendas do Youtube.

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Jéssika Costa
    21/06/2013 at 1:01 am

    Muito Obrigada! Ainda não me recuperei do fim de TLBD, mas novas webséries são sempre bem vindas.
    Este formato é incrível por diversos motivos, mas o meu favorito é a possibilidade de ver a interação dos fãs com as séries, e poder fazer parte desta.
    /smile

  • Reply
    Larissa
    16/07/2013 at 6:08 pm

    Comecei a assistir Squaresville depois que descobri LBD. LBD eu indiquei pra todas as pessoas que eu conhecia hehe.
    Dr. Horrible é muito bom tbm, já vi várias vezes ;)

    Ultimamente eu tenho assistido/procurado webseries, vou deixar algumas indicações:
    – The Guild (sobre jogadores viciados em um jogo estilo WoW que finalmente se conhecem pessoalmente – a premissa não parece mto interessante mas é mto divertido- acabou esse ano na 6 temporada)
    – Space Janitors (até em naves é necessário alguem fazer o trabalho de limpeza)
    – Video Game High School (Esse aí é pra quem curte bastante jogos de video game)
    – Hipsterhood (vida de 2 hipsters no dia-dia)

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge