Literatura

A Vida Secreta das Abelhas, Sue Monk Kidd

A escrita delicada de Sue Monk Kidd aquece o coração dos leitores em A Vida Secreta das Abelhas.

Vida secreta das abelhas Sue Monk Kidd

As abelhas têm uma vida secreta que nós não conhecemos de forma alguma.

Lily Owens, no auge de seus 14 anos, não vê muito futuro para si. Ela mora com o pai, o agressivo T. Ray, numa fazenda de pêssegos e é cuidada pela negra Rosaleen em plenos anos 60 no sul dos Estados Unidos. Meio que dá para imaginar o que isso significa.

Duas coisas – que poderiam ser consideradas pequenas – fazem a vida mudar naquele verão de 64: as abelhas em seu quarto e o dia em que Rosaleen foi espancada por homens brancos quando estava no caminho para se registrar para votar. A segunda foi a gota d’água para Lily, o último empurrão para pegar suas coisas, ajudar sua querida Rosaleen a escapar e fugir de sua cidade numa jornada cega para saber mais sobre sua mãe, que havia falecido quando ela ainda era pequena. Ela só tinha uma pista: a imagem da virgem Maria negra e o nome de uma cidade – Tiburon – e foi por aí que começaram.

Até então eu pensava que o grande objetivo era que os brancos e negros se dessem bem, mas depois disso decidi que um plano melhor era todo mundo ser incolor. Lembrei de Eddie Hazelwurst dizer que eu me rebaixaria vivendo naquela casa com aquelas negras, e por mais que tentasse não conseguia entender por que o mundo tinha acabado assim, porque as mulheres de cor haviam se tornado o ponto mais baixo na escala da vida. Bastava olhar para elas para ver como eram especiais, uma verdadeira realeza oculta entre nós. Eddie Hazelwurst. Que merda de homem.

Comecei a ler A vida secreta das abelhas em 2010, mas não cheguei a terminar e já tinha dado o tempo de devolução na biblioteca da faculdade, então eu só assisti o filme. Agora que o livro foi reeditado pela Paralela, resolvi dar uma segunda chance e o fato de eu ter esquecido a maioria da história fez com que cada página parecesse nova.

Sua escrita, extremamente delicada e inocente (do jeito que uma garota branca, criada na fazenda por uma negra pode ser), é encatadora e as analogias de Sue Monk Kidd quase nos faz lembrar de A menina que roubava livros. É um livro preciosíssimo e atual que aquece o coração, nos fazendo sorrir e chorar, morrer de raiva e se embalar em compreensão. É um livro sobre mulheres fortes que venceram dificuldades que foram impostas a elas. E se eu falar de mais, caso você não tenha visto o filme ainda, é capaz que eu entregue a história, então vou ficar bem quietinha e dizer uma coisa mais: quando você estiver procurando por algo que aqueça seu coração, leia esse livro.

Não podemos pensar em mudar a cor da nossa pele. É preciso mudar o mundo, é assim que devemos pensar.

informações


Cortesia da editora para resenha
Título: A Vida Secreta das Abelhas
Autor: Sue Monk Kidd
Número de Páginas: 232
Edição: 1ª – 2014
ISBN: 9788565530576
Editora: Paralela
Preço: R$29,90
Classificação: ★★★★½

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge