Televisão

Veep

Mais uma série inteligente que mistura política com comédia. AÍ SIM.

Dos criadores da britânica The Thick of It saiu Veep, série que tem Selina Meyer, ex-senadora e atual vice-presidente dos Estados Unidos, como personagem principal. A trama se desenrola entre o gabinete de Selina e os funcionários que lá trabalham, incluindo as campanhas que a vice-presidente tenta aprovar e toda aquela coisa de “troca de favores” e politicagens. Quem disse que trabalho de Veep é fácil?

Acho necessário avisar que, não, Veep não é uma série para todo mundo. Se seu tipo de comédia é The Big Bang Theory ou Two and a Half Men, passe longe. Mas se você prefere um humor mais inteligente e afiado tipo Parks and Recreation ou até Girls, pode correr pro abraço. Admito que demorei um tempo para entender a graça da série, mas assim que compreendi me apaixonei. A forma que Veep trata de política se assemelha a The Thick of It, com seus ótimos diálogos e personagens marcantes (e palavreados). A série meio que flui de forma lenta, mas quando flui de vez é só alegria.

O maior trunfo de Veep é, sem dúvidas, seus personagens. Julia Louis-Dreyfus me fez compreender a razão pela qual ela abocanhou um Emmy por sua atuação. E me fez ficar com mais raiva do Globo de Ouro, que preferiu premiar Lena Dunham* ao invés das icônicas intérpretes das icônicas Selina Meyer, Leslie Knope e Liz Lemon (de Louis-Dreyfus, Amy Poehler e Tina Fey, respectivamente). A sério. Julia é incrível e sua personagem também, mesmo que ela não seja respeitada como deveria ser e tenha que se virar para se livrar das gafes que comete com frequência. Tony Hale, que já é amor de outros tempos (quem nunca assistiu Arrested Development não sabe o que é felicidade), é a coisa mais engraçada na série toda. Anna Chlumsky (que era a guriazinha de Meu Primeiro Amor, QUEM LEMBRA?) e Matt Walsh também merecem menção por serem uns lindos. É, todos são lindos e engraçados e vivem falando palavrão (sério, até a própria Veep [x]). Inclusive dá pra aprender uns insultos daora para usar na vida. Tipo:

Além de saber perfeitamente como colocar política junto de comédia, Veep também tem suas boas pitadas de drama, mas nada muito exagerado. Suas tramas se desenvolvem de forma inesperada e cada diálogo é bem colocado, cheio de sacadas inteligentes e sarcasmo. Ok, sei que já falei “inteligente” várias vezes, porém é impossível não definir a série usando esta palavra. Os roteiristas basicamente entendem seus personagens e brincam com isso, tirando proveito sem nunca deixar de lembrar que, como seres humanos, aqueles indivíduos cometem erros e muitos deles são uns bostas interesseiros. Assim como na vida real, sabe?

Então fica aqui meu apelo: ASSISTAM VEEP. É uma série muito boa, engraçadíssima, cheia de ótimas atuações e roteiros de qualidade. Os 8 episódios de 30 minutos da primeira temporada são uma delícia de assistir (e fazer maratona), e quando você terminar vai querer mais. A segunda temporada começa em abril, FINALMENTE. É sempre bom ver a HBO mostrando que definitivamente não está pra brincadeira, porque a quantidade de acertos nas séries inteligentes da emissora dá até vontade de chorar. Só Veep e The Newsroom** já zeram a vida por não serem convencionais e ainda assim maravilhosas. Pode inserir o Selo Sam de Qualidade aqui porque estou aprovando essas glórias.

E tem como não aprovar uma série da HBO que não tem sexo e gente nua a cada 30 segundos?


E tem como não amar uma personagem dessas?

*Sim, eu gosto de Girls. Mas não, ninguém vai me enfiar na cabeça que a Lena Dunham é uma atriz tão boa que merece ganhar da Poehler ou da Fey ou da Louis-Dreyfus. Lena é boa em roteiro e direção. Fim.
** The Newsroom já pode ganhar a vida por ser uma das melhores séries já criadas, inclusive. Amém.

You Might Also Like

8 Comments

  • Reply
    Emilly M.
    06/03/2013 at 8:08 pm

    Está série é incrível. Lembro que assim que anunciaram ela eu já havia ficado curiosa e quando fui conferir a série me impressionou muito. Ótima atuação da principal.

  • Reply
    felipe
    07/03/2013 at 12:26 am

    Julia Louis \o/ \o/ \o/ Outra série protagonizada por ela, já tava com saudades, já faz um bom tempo que old christine acabou /grin
    felipe recently posted..Rocco divulga primeiro capítulo do livro “Trocada”, Primeiro livro da série “Trylle”My Profile

  • Reply
    Sue Anne
    07/03/2013 at 1:17 am

    Tenho que assistir isso logo, de tanto que você fala sobre.

    Also, sammy diva recomendando Newsroom <3

  • Reply
    @hey_deeds
    07/03/2013 at 1:29 pm

    Ah, não sabia que Veep era comédia *-* Jurava que era aquelas séries de 40 min, com drama e tal hahaha
    Vou dar uma olhada (depois que acabar o semestre) e ver se gosto *-*

  • Reply
    Luísa Krummenauer
    10/03/2013 at 2:27 pm

    A ideia geral de juntar politica com humor parece ser muito legal, pretendo assistir essa nas férias! /smile

  • Reply
    Mariana Siqueira
    15/03/2013 at 11:46 am

    Old Christine era o máximo!!! Sintia falta da Julia! Não curto muito séries envolvendo política, mas essa tem um lado cômico, talvez me convença. Anna Chlumsky foi uma novidade que me deixou feliz *-* poxa, faz milianos que eu sonho ver ela de novo na tv, ela era uma gracinha .. *-*

    Beijo ;*
    Mariana Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo » As novidades da TV entre março e junho
    16/05/2013 at 7:35 pm

    […] Veep Também já falamos dessa, confira. […]

  • Reply
    The Thick of It - Who's thanny?
    13/04/2015 at 11:20 am

    […] Vocês precisam dessa série, principalmente se vossa senhoria curte Veep (e se não curte, faz o favor). A produção da BBC é sem dúvida umas das coisas mais inteligentes que tive o prazer de […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge