Literatura

Roleta Russa, Jason Matthews

Um daqueles livros que você simplesmente sabe que vai ser 5 estrelas só de ler as primeiras páginas.

redsparrow

Roleta Russa conta a história de Dominika Egorova, bailarina que sonha entrar para o Bolshoi, balé mais importante da Rússia. Seu grande desejo teria se realizado caso a moça não tivesse sofrido uma sabotagem, acabando com sua carreira na dança. Para piorar as coisas, seu pai morre, e o tio de Dominika resolve pressioná-la a entrar para o SVR, o serviço secreto russo. Ela cede, e logo é enviada à Escola de Pardais, lugar onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.

Após o treinamento, Egorova precisa conquistar Nathaniel Nash, agente da CIA responsável pelo maior informante russo que os americanos já tiveram, e arrancar dele a identidade do traidor. Assim começa uma batalha de inteligência e manipulação entre dois espiões implacáveis que precisam lidar com a atração que sentem um pelo outro.

Não vou mentir: o mundo da espionagem muito me fascina. Pode ser da forma mais chutadora de bundas ou o lado entediante e diplomático da profissão, eu vou querer ler/assistir coisas de espião. E, bem Roleta Russa pareceu ser feito pra mim. E não estava errada. Cheio de manipulação, dramas entre países, um ar de Guerra Fria a todo tempo, personagens interessantes e uma protagonista incrível, a obra de Jason Matthews traz uma trama de qualidade com um pouco de ação, sem deixar de lado os riscos que a espionagem traz.

O mundo era pequeno demais para que alguém pudesse se esconder nele.

Eita livro maravilhoso, viu? A perfeita mistura de trama conspiratória, realismo, assuntos atuais e uma boa treta entre EUA e Rússia. Apesar de sua narrativa que demanda um pouco mais de tempo e atenção, a imprevisibilidade da história faz com que não seja maçante. Quem curte cenas mais picantes e/ou violentas vai ficar muito satisfeito, assim como quem gosta de facadas nas costas de forma figurativa, já que traição é o maior plot do negócio. Basicamente tudo o que o povo gosta, aham.

Dominika é uma protagonista que dá gosto de ler. Uma mulher complexa, patriota e cheia de ideias sobre o mundo que estão sempre mudando de acordo com o que lhe é infligido. Ela não tem medo de enfrentar seus superiores quando sabe que está certa e é uma agente incrível. Seu relacionamento com Nate Nash simplesmente faz sentido, duas pessoas inteligentes e bonitas presas num jogo e que acabam se atraindo, apesar de suas diferenças. Nate, entretanto, me pareceu não muito desenvolvido, e não conseguiu saltar das páginas da mesma forma que outros fizeram (principalmente Gable, que é zoeiro num meio onde todos são tão sérios <3). De qualquer forma, você acaba se importando com o que pode acontecer com aquelas pessoas, e os personagens secundários, por menores que sejam, ganham nuances, enriquecendo ainda mais a história.

Eles ficaram ali na penumbra, encarando-se, ambos cogitando para onde aquilo estava indo, como um poderia manipular o outro.

A escrita de Jason Matthews é bem detalhada, competente ao situar o leitor nos diversos cenários e países ao longo da trama. Os diálogos são inteligentes e realistas, com umas boas doses de sarcasmo. O autor também gosta de brincar com os sentimentos de quem está lendo, fazendo questão de avisar quando alguém está prestes a morrer e te obrigando a conhecer a história de vida daquela pessoa, mesmo que você saiba que algum muito ruim vai acontecer em seguida. É quase desesperador.

Um diferencial bem bacana do livro são as receitas de diferentes comidas no final de cada capítulo, muitas delas de iguarias que algum personagem comeu nas páginas anteriores. Nem preciso comentar que dá uma fome do caramba, preciso?

A moça tinha tudo: beleza, inteligência, habilidade técnica. Sem falar na incandescência daqueles olhos azuis. Não havia dúvida de que ela sabia o que estava fazendo, de que amava seu país, mas sob a superfície parecia haver algo borbulhando secretamente como um lençol freático. Orgulho, raiva, desobediência. E mais alguma outra coisa, difícil de definir. Um lado secreto, certa inclinação à rebeldia. Era como se ela flertasse com o risco como a compulsão de um vício.

A única coisa que acabou alterando minha nota final foram as últimas 100 páginas, que pareceram desandar. O foco estava em coisas chatas e o término da história é um pouco insatisfatório. Não destruiu minha experiência, porém, visto que Roleta Russa é sensacional de qualquer forma. Se você não se importa com uma narrativa mais lenta, pode ir com fé ler essa maravilha.

informações

safasfas

 

Cortesia para resenha.
Título: Roleta Russa
Autor: Jason Matthews
Número de Páginas: 432
Edição: 1ª – 2014
ISBN: 9788580412758
Editora: Arqueiro
Preço: R$39,90
Classificação: ★★★★½

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Na Telona: lançamentos no cinema em março - Who's Thanny?
    03/03/2018 at 5:27 pm

    […] do ótimo livro de Jason Matthews (que a gente já falou sobre), Red Sparrow gira em torno de Dominika Egorova, talentosa bailarina russa que é enviada para uma […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge