Evento

Planeta Rock 2018

Um dos meus passeios preferidos é ir a festivais de música, e fui ao Planeta Rock deste ano, sétima edição do evento que eu tinha descoberto que existe há algum tempo e ainda não tinha visitado.

O evento aconteceu em duas datas: 10 e 11 de agosto, sexta e sábado. Fui ao evento somente no sábado; as atrações da sexta-feira eram as apresentações das bandas finalistas do concurso que promoveram, e show dos Raimundos. Vou falar somente sobre a data em que eu estive lá.

Infelizmente, o evento no sábado já começou com o que vai ser minha primeira reclamação: atrasos enormes. Cheguei ao local do evento perto de quatro horas da tarde, com ingresso pra pista comum. A previsão anunciada era de abertura dos portões às quatro e meia, o que de fato ocorreu.

Conforme a imagem, estava previsto que o primeiro show deveria começar 16:45, o que não aconteceu. Ainda estavam organizando bastante coisa; inclusive as pessoas dos camarotes e da pista premium precisaram aguardar um tempinho antes de acessar esses setores.

As atividades de fato começaram somente seis da tarde – banda Psicodella, que eu ainda não conhecia e achei o trabalho bem interessante. Tinham prometido que o evento seria transmitido ao vivo pelo Facebook e pelo YouTube, e de fato tem uma boa parte do evento de sexta no canal da Insatv, uma das organizações que patrocinou o evento, porém do sábado só localizei uma parte do show dos Detonautas transmitida disponível. Não encontrei transmissão no facebook nem da sexta e nem do sábado. Por favor, ano que vem escolham outra companhia para fazer o streaming.

O Ricardo di Roberto, conhecido como Japinha, da banda CPM22, fez uma colaboração especial em um cover que apresentaram.

Vídeo de uma das músicas que achei mais legais que Psicodella apresentou lá:

Depois dessa banda, teve a final do concurso de bandas; as três finalistas apresentaram duas músicas cada, uma para verificação dos equipamentos e ajustes, e outra para ser avaliada. As concorrentes eram: banda Kapitu, do Rio de Janeiro, que ficou em segundo lugar, banda Mute, de São José do Rio Preto mesmo, terceira colocada, e banda Violência Moral, de Ribeirão Preto, que foi a vencedora. Também não encontrei vídeo da apresentação; vou deixar neste post uma música deles:

Em seguida, quem se apresentou foi Armandinho. Inclusive na entrevista que fizeram com ele depois da apresentação, um dos assuntos foi a ligação entre o reggae e o rock, e, sim, tem sentido ele estar nesse festival. Entrevistaram a maioria das bandas, e essa foi uma das conversas que achei mais interessantes. Uma música dele:

A próxima apresentação foi do Humberto Gessinger, e dessa tem vídeo! Bora relembrar um pouco da história do rock brasileiro?

Quem tocou depois foi Jota Quest. A apresentação foi pra lamentar muito o fato de não ter uma pessoa comigo do meu lado ali. Abrace a pessoa que é seu mozão, e assista ao vídeo do show.

E aí tivemos CPM22. Também pra assistir junto com a pessoa que você ama, e, assim como Jota Quest, também foi um show de nostalgia.

Um ponto que chamou a atenção foi a parte em que ele disse umas palavras se declarando favorável à descriminalização do cultivo de uma certa planta.

O próximo foi um dos shows mais esperados do festival: Pitty! Setlist bem parecida com a do João Rock, porque o show faz parte da mesma turnê, e para surpresa de ninguém a apresentação foi maravilhosa! Admirável Chip Novo, Setevidas, Memórias, a nova Contramão e a mais nova ainda Te conecta, entre outras. Não teve participação da Tássia Reis e da Emily Barreto na hora de Contramão desta vez, e mesmo assim foi maravilhoso!

O macacão vermelho me chamou bastante a atenção por lembrar a roupa famosa que personagens usaram em La Casa de Papel, e por eu ter visto um muito parecido, se não idêntico, numa loja antes de ir ao festival; imagino que provavelmente foi uma referência de propósito mesmo.

Por último, Detonautas Roque Clube, ou simplesmente Detonautas. Lembram que eu contei lá no começo que teve atrasos absurdos? Então, o show da Pitty estava marcado pra meia noite e quinze, e foi começar já eram três da manhã, e acabou entre quatro e quatro e quinze. Por conta dos atrasos, já estava perto do horário do ônibus de volta pro lugar onde eu moro, então precisei ir embora antes desse último show começar. A apresentação:

Agora a gente cuida de recuperar a voz depois de ter cantado e gritado até as cordas vocais terem tirado férias, porque tem um outro festival pra ir daqui a algum tempo – e eu prometo voltar aqui e escrever sobre ele!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge