Televisão

Penny Dreadful

A maior série de terror que você respeita, maninho. Penny Dreadful pode ter terminado, mas se você não chegou a assistir, trate de fazê-lo. É sério.

Londres por si só já é alvo de várias imaginações de categoria sobrenatural. Some isso a época vitoriana então que o palco para criaturas das trevas dos mais diversos tipos está pronto. Parece uma fórmula pronta e até clichê certo? Mas Penny Dreadful consegue fazer com que não seja.

Vanessa Ives, majestosamente interpretada por ninguém menos que Eva Green (007 – Cassino Royale), é a principal protagonista da série, cuja história é narrada entrelaçando-se com a história de personagens clássicos da literatura de terror como Frankenstein e Dorian Gray. Vanessa Ives está marcada pelo Diabo (literalmente falando, saca, O Diabo mesmo) e todos ao seu redor são envolvidos em sua jornada que inicia-se, primeiramente, no resgate da amiga Mina Murray (Olivia Llewellyn, Os Piratas do Rock). E se isso fez você se perguntar se o queridinho Drácula está presente na série, a resposta é: sim.

As criaturas sobrenaturais são múltiplas e cada uma das três temporadas é presenteada com mais algum, geralmente icônico, igual o conhecido Dr. Jekyll (Shazad Latif, My Mad Fat Diary) na terceira temporada e Madame Kali (Helen McCrory, Peaky Blinders) na segunda. E, assim como estes seres sombrios, as narrativas são múltiplas, mas que se encontram em algum ponto chave para a continuação da luta contra as trevas que assolam cada vez mais a conhecida Londres.

E QUE SÉRIE LINDA! Não no quesito de uma fangirl nesse caso agora, mas de verdade, a ambientação é maravilhosamente bem feita com uma fotografia que enaltece a montagem ainda mais. Desde a sujeira da rua londrina aos deslumbrantes figurinos em mansões luxuosas ou esquinas enevoadas e sombrias. Penny Dreadful é linda até em seus desenvolvimentos mais fracos, as atuações são de marejar os olhos de lindeza (mesmo que certos Emmy não reconheça cof cof) num mundo de vampiros, bruxas, demônios e corações entrelaçados em lutas maiores que eles mesmos.

No mais, mesmo que assuste e que tenha uns probleminhas e que o final não foi muito o que a gente pediu não, Penny Dreadful é, com toda certeza, uma das melhores coisas da história das séries.

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Karla
    November 6, 2016 at 11:29 am

    ainda não assisti ,ma lendo aqui gostei muito ,bjs

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge