Coluna

Os melhores quotes de A Culpa é das Estrelas

Nós somos apaixonadas por tudo que John Green escreve. Então, você pega um livro como “A Culpa é das Estrelas” dizendo vou começar a marcar minhas citações preferidas e acaba marcando praticamente tudo!

Eis aqui, caros leitores, uma seleção de quotes feita por mim, Jully e Byzinha. Livre de spoilers, mas não de todos os feels que você vai sentir.

Estou numa montanha russa que só vai para cima, amigão.

Se ela estivesse melhor ou o senhor, mais doente, então as estrelas não estariam tão terrivelmente cruzadas, mas é da natureza das estrelas se cruzar, e nunca Shakespeare esteve tão equivocado como quando fez Cássio declarar: “A culpa, meu caro Bruto, não é de nossas estrelas/ Mas de nós mesmos.”

– O.k. – falei.
– O.k. – ele disse.
Eu ri e repeti:
– O.k.
Aí a linha ficou silenciosa, mas não completamente muda. Era quase como se ele estivesse no meu quarto comigo, mas de um jeito ainda melhor – como se eu não estivesse no meu quarto e ele, não no dele, mas, em vez disso, estivéssemos juntos numa invisível e tênue terceira dimensão até onde só podíamos ir pelo telefone.
– O.k. – ele disse, depois do que pareceu ser uma eternidade. – Talvez o.k. venha a ser o nosso sempre.
– O.k. – falei.
E foi o Augustus quem desligou.

Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam. E aí tem livros como Uma Aflição Imperial, do qual você não consegue falar – livros tão especiais e ratos e seus que fazer propaganda da sua adoração por eles parece traição.
Não era nem pelo fato de o livro ser bom nem nada; era só porque o autor, Peter Van Houten, parecia me entender dos modos mais estranhos e improváveis. Uma aflição imperial era o meu livro, do mesmo jeito que meu corpo era meu corpo e meus pensamentos eram meus pensamentos.

– Esse é o problema da dor – o Augustus disse, e aí olhou para mim. – Ela precisa ser sentida.

E, é claro, se o senhor algum dia resolver escrever qualquer outra coisa, mesmo que não queira publicar, eu adoraria ler. Para ser sincera, eu leria até a sua lista de compras de supermercado.

– Eu sou tipo. Tipo. Sou tipo uma granada, mãe. Eu sou uma granada e, em algum momento, vou explodir, e gostaria de diminuir a quantidade de vítimas, tá?
Meu pai inclinou a cabeça um pouquinho para o lado, como se eu fosse um cachorrinho que acabou de ser repreendido.
– Eu sou uma granada – repeti. – Só quero ficar longe das pessoas, ler livros, pensar e ficar com vocês dois, porque não há nada que eu possa fazer para não ferir vocês; vocês estão envolvidos demais, por isso me deixem fazer isso, tá? Não estou deprimida. Não preciso sair mais. E não posso ser uma adolescente normal porque sou uma granada.

Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações.

“Você está tão ocupada sendo você mesma que não faz ideia do quão absolutamente sem igual você é.”

Enquanto ele lia, me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra.

– Eu estou apaixonado por você – ele disse, baixinho.
– Augustus – falei.
– Eu estou – ele disse, me encarando, e pude ver os cantos dos seus olhos se enrugando. – Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenar um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você.

Seria uma honra ter o coração partido por você.

Passei a maior parte da minha vida tentando não chorar na frente das pessoas que me amavam, por isso sabia o que o Augustus estava fazendo. Você trinca os dentes. Você olha para cima. Você diz a si mesmo que se eles o virem chorando, aquilo vai magoá-los, e você não vai ser nada mais que Uma Tristeza na vida deles. Você não deve se transformar numa mera tristeza, então não vai chorar, e você diz tudo isso para si mesmo enquanto olha para o teto. Aí engole em seco, mesmo que sua garganta não queira, olha para a pessoa que ama você e sorri.

– Não é justo – falei. – É tudo tão injusto…
– O mundo não é uma fábrica de realização de desejos – ele retrucou.

Eu quero deixar uma marca. Mas, Van Houten: as marcas que os seres humanos deixam são, com frequência, cicatrizes.

Não dá para escolher se você vai ou não se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo.

Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.

Acredito que o universo quer ser notado. Acho que o universo é, questionavelmente, tendencioso para a consciência, que premia a inteligência em parte porque gosta que sua elegância seja observada. E quem sou eu, vivendo nomeio da história, para dizer ao universo que ele, ou a minha observação dele, é temporária?

Conforme o Brincando com Livros avisou, hoje daremos uma pausa para falar de “A Culpa é das Estrelas” e o Este Já Li te conta daqui a uma hora todas as novidades sobre a adaptação cinematográfica.

Mas você tá aqui para ganhar um kit do livro “O Teorema Katherine“? Confira nossas promoções aqui e participe do sorteio no Twitter com a hashtag #TeoremaJohnGreen.

You Might Also Like

17 Comments

  • Reply
    Mareska
    28/03/2013 at 11:06 pm

    Olha só, eu acho esse post uma tremenda sacanagem porque eu já tô emocionalmente instável, aí ‘ce me vem com essa. Muito bonito, dona Thanny, VEM ENXUGAR MINHAS LÁGRIMAS AGORA.
    Mareska recently posted..É O PRIMEIRO DIA DE AULA… SEMPRE! (R. L. Stine)My Profile

  • Reply
    Luísa Krummenauer
    28/03/2013 at 11:18 pm

    Poxa, eu ainda não consegui ler o livro. Já conhecia a maioria dos quotes porque minha amiga é viciadinha e usa eles no dia-a-dia, haha

  • Reply
    Felipe
    28/03/2013 at 11:35 pm

    Meio que eu vou ter que ler o livro de novo, toda vez que eu vejo alguém usar um quote do livro eu lembro de todas as emoções que senti enquanto o lia.
    Felipe recently posted..Destino, Ally CondieMy Profile

  • Reply
    Aline T.K.M.
    29/03/2013 at 1:05 am

    Amei o post! Ainda não tenho o livro, mas quero tanto… Só li coisas positivas dele até agora e nem sei como tenho segurado a ansiedade e o impulso de comprá-lo. Ainda lerei o livro, com certeza!

    Bj, Livro Lab
    Aline T.K.M. recently posted..Vídeo: (Pseudo)caixinha do correioMy Profile

  • Reply
    David
    29/03/2013 at 3:54 pm

    Tio Green sempre me deixando sem saber por onde começar, mas tambem, o livro é demais, como escolher uma parte apenas ne?
    David recently posted..News!My Profile

  • Reply
    Alice
    29/03/2013 at 4:13 pm

    “Todo salvamento é temporário” o livro todo é um grande quote, socorro… a maior ressaca literária ever.

  • Reply
    Natália Araujo
    29/03/2013 at 11:42 pm

    não tenho costume de marcar quotes de livros, mas nesse eu tive que marcar alguns rs
    beijo
    Natália Araujo recently posted..The Carrie DiariesMy Profile

  • Reply
    Semana #TeoremaJohnGreen |
    03/04/2013 at 8:06 pm

    […] 28/03 – A culpa é dos personagens, por Literalmente falando 28/03 – Sobre A Culpa é das Estrelas, por Livros e Vagalumes 28/03 – Uma pausa para ACEDE, por Brincando com Livros 28/03 – A Culpa é das Estrelas (e as resenhas), por Nem um Pouco épico 28/03 – A culpa, meu caro Brutus, ainda é do John Green, por ConversaCult 28/03 – A culpa é das estrelas e o filme, por Este já Li 28/03 – Os melhores quotes de A culpa é das estrelas, por Who’s Thanny […]

  • Reply
    Bruno Athanasio
    06/04/2013 at 11:12 pm

    Eu preciso ler A Culpa das Estrelas! E esta semana especial esta me fazendo ter mais vontade a cada dia!
    Bruno Athanasio recently posted..Resenha | Branca dos Mortos e os 7 Zumbis, de Abu FobiyaMy Profile

  • Reply
    Camila Costa
    21/04/2013 at 7:54 pm

    todas, todas as quotes são perfeitas *-* eu amei tanto esse livro! A unica que faltou foi a minha favorita “Alguns infinitos são maiores que outros” que até virou tatuagem nas minhas costas! *-*
    Camila Costa recently posted..It’s all about him – O Temor do Sábio de Patrick RothfussMy Profile

  • Reply
    Tamires
    17/05/2013 at 1:05 pm

    Não vejo a hora de ler este livro! *-*

  • Reply
    Mayara (@MayaraMah)
    21/07/2013 at 12:13 am

    Um dos melhores livros que eu já li na vida! Foi meu primeiro contato com John Green e desde então me apaixonei pelas obras dele, já li Quem é você, Alasca? e recentemente comecei a ler O Teorema Katherine. :)
    Mayara (@MayaraMah) recently posted..Férias, ideias soltas e bla bla bla!My Profile

  • Reply
    A culpa é das estrelas | Ganbatte xDD
    01/10/2013 at 12:58 am

    […] Vídeo do John Green falando sobre o livro Instituto Nacional de Câncer Página oficial do iba Citações do livro pelo site ‘Who’s Thanny?’ Quotes pelo site […]

  • Reply
    luana
    11/05/2014 at 9:41 pm

    como a camila estou decidida a fazer uma tatuagem com a frase “alguns infinitos são maiores que outros” essa frase é perfeita, já li o livro e tô lendo de novo.

  • Reply
    Luana
    11/05/2014 at 10:24 pm

    olha eu aqui de novo, já ia me esquecendo de deixar um nome de um livro tão bom quanto a culpa é das estrelas, chorei muito com este livro “antes de morrer” de Jenny Downham, e também tem o filme “agora é para sempre” com Dakota faning, não deixem de ler e ver o filme. e não vejo a hora de assistir a culpa é das estrelas. thau by by

  • Reply
    Judithi
    13/06/2018 at 10:44 am

    Eu amo esse livro e concordo com todas as citações que você postou aqui, também são minhas favoritas. Parabéns.

  • Reply
    Rafaela
    13/06/2018 at 10:46 am

    Esse livro é incrível, é um dos meus favoritos, eu amo ler e fico fascinada com a intensidade das histórias, ah e gostei muito do seu artigo também, eu sempre passo por aqui pra ver se tem novidades. Abraço.
    Rafaela recently posted..Dieta Low CarbMy Profile

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge