Cinema

Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos (2013)

Dois mundos colidiram – isso a gente já tá cansado de saber – mas será que todo esse marketing exagerado revelou uma produção de qualidade?

Eu não vou começar esse post reclamando sobre a capacidade dos cinemas cariocas (principalmente) em colocarem sessões de Instrumentos Mortais somente dubladas. Não vou exaltar minha revolta pela anulação do meu poder de escolha. NÃO VOU.

Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos é a adaptação cinematográfica do primeiro livro da série homônima de Cassandra Clare, originalmente publicado em 2009. Por ser uma ADAPTAÇÃO (sendo redundante só deixando isso bem claro), o roteiro tentou se adequar da melhor forma que pode para agradar todos os públicos. A produção foi muito cuidadosa em todos os aspectos visuais. Apesar de algumas coisas não serem explicadas e, consequentemente, serem somente entendidas por quem leu os livros, os elementos estão ali, dando a oportunidade de serem explicados posteriormente.

O que isso quer dizer, então? Isso quer dizer que algumas coisas ficaram soltas, como em toda adaptação de série que possui a incerteza de uma possível continuação. Eles preferiram usar o pouco tempo que tinham para apresentar as cenas-chave do livro e nos presentearam com ótimas cenas de ação e lutas. Isso também quer dizer que preferiram guiar a atenção dos espectadores pra essas cenas barulhentas e fazê-los, consequentemente, se esquecerem do propósito do filme. Por que, verdade seja dita, você esquece que sua mãe foi raptada quando um cara loiro e super bonito aparece sem camisa -incontáveis vezes – perto de você, certo Clary?

O roteiro excluiu, também, algumas cenas mais lentas presentes na obra original e, com isso, perderam a “ponte” entre um acontecimento e outro, fazendo algumas cenas acontecerem ao mesmo tempo, ou fora de ordem. Você, que leu o livro, vai ficar muito enfurecido por isso. Eu gritei por dentro várias vezes um “MAS NÃO É ASSIM!”, e fiz caras de sofrimento. Mas fez sentido.

Esse roteiro foi feito pra agradar aos fãs. E você vai gostar. Eu gostei. Apesar de ficar revoltada em um momento e outro. Mas, quando você observa a “big picture“, vê que os caminhos tomados pelos roteiristas farão sentido a longo prazo e que, certas medidas tomadas foram necessárias pra fazer os novos fãs compreenderem a história. “Mas você está sendo redundante. Não acabou de me dizer que eles não sabiam se haveria uma continuação?”. Verdade. Mas eles conseguiram fechar todas as pontas soltas no primeiro livro. Se não vingasse, você não sentiria a necessidade de outro filme só explicando os acontecimentos do primeiro, entende?

Quanto à atuação, é quase irrelevante dizer que Lena Headley rouba a cena, mesmo dormindo e que, apesar das tranças de pirata que não sei porque diabos foram parar ali de Jonathan Rhys Meyers, seu Valentim (Valentine), ensandecido, mostra o seu poder obscuro e louco mesmo em poucas cenas. Jared Harris e seu Hodge ambíguo, é mais do que um trunfo nesse filme.

Trunfo este que se perde um pouco quando lidamos com a parte “adolescente”. É um fato que Lily Collins não foi a minha escolha preferida de casting para Clary, já deixei isso bem claro aqui. A atuação dela me gerou ânsia em vários momentos mas, apesar disso, precisei engolir minha língua ao ver o quão entregue à personagem ela estava. Clary é retratada aqui um pouco mais rabugenta e emocionalmente instável do que é nos livros mas, comparando-se à outras protagonistas femininas, consegue ser determinada e dona de seu próprio nariz. Jamie, no entanto, não conseguiu entregar um bom Jace. Não o acho um bom ator, mas concordo que ele possui o perfil do personagem. Gostei muito de suas cenas de luta, muito bem ensaiadas e, em alguns momentos, flagrava toda a amargura e aquele sentimento de querer salvar o mundo, meio Wayland de ser. Mas só as vezes (also, onde estavam os olhos dourados?).

A dupla de irmãos Lightwood não poderia ser melhor; Kevin Zegers nos presenteou com um esplêndido Alec! O trio Alec-Izzy-Simon nos retoma à melhor parte do filme. Jemima West, a durona Isabelle, que, de acordo com muitos presentes parecia a Lara Croft, foi o encaixe perfeito. O mesmo posso dizer de Robert Sheehan, que, pra mim, é desde o começo o mais à vontade com seu papel. As tiradas irônicas são o ponto alto de alguns momentoss. Talvez um pesar para os fãs dos livros, mas as referências geeks dele são praticamente extintas.

O que ficou na cara pra mim, desde o começo foi que Cidade dos Ossos foi feito para ser uma dessas franquias que clamam por bilheterias. Ele foi feito pelos lucros, como todo filme é. Peca na escolha da trilha sonora que é idiotamente posta nos momentos errados, mas nos banha em efeitos especiais de muitíssima qualidade e uma fotografia maravilhosa.

Retomamos então a pergunta inicial: todo esse marketing entregou uma produção de qualidade? E eu te digo que sim. Vale seu ingresso, vale sua diversão. É entretenimento, pelo amor de Deus. Não foi feito pra levar um Oscar, mas é bem feito e irá agradar a todos, mundanos ou não.

FICHA TÉCNICA

Direção: Harald Zwart
Elenco: Lena Headey, Lily Collins, Jamie Campbell Bower, Robert Sheehan, Kevin Zegers, Jemima West, Godfrey Gao.
Roteiro: Jessica Postigo
Duração: 130 min.
País: Estados Unidos da América.
Gênero: Ação, Aventura, Drama.
Trailer: (x)
Classificação: ★★★☆☆

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

17 Comments

  • Reply
    Gabi
    August 23, 2013 at 11:03 pm

    No way, desde o primeiro segundo eu disse que esse não era meu Jace. Não falo pela atuação -ainda-, mas qual é, cadê o pedaço de mau caminho de olhos dourados que todas tanto amamos? Definitivamente, não está ai.

    Mas, por outro lado, cara, que Alec gostoso. Sem contar que já sabemos que Kevin Zegers é um ótimo ator. ponto.

    Lily Collins também não era uma das minhas favoritas para o papel, mas fazer o que. Sempre tem umas coisas que mudam para as pessoas que não leram entenderem, e quem leu que sofra mesmo, mas acho que se as cenas principais estiverem presentes, tá valendo

    Beijitos
    Gabi recently posted..Probida: The Black Door – VelvetMy Profile

  • Reply
    Marcelle
    August 23, 2013 at 11:04 pm

    nem sabia que o Kevin Zegers tava nesse filme *—*
    só por isso já quero ver kkkk
    adorei a resenha, vc explicou muito bem as diferenças, e os pontos positivos e negativos do filme
    Marcelle recently posted..Tag: Minha Vida de Acordo com Christina AguileraMy Profile

  • Reply
    Giovanna
    August 23, 2013 at 11:15 pm

    Sua crítica foi de longe uma das que eu mais gostei, você falou tudo que eu senti quando vi o filme.

  • Reply
    Larissa Mirandah
    August 24, 2013 at 12:20 am

    Eu também sou fã, e mesmo amando o livro horrores e tendo adorado a adaptação, eu também não pude deixar de reparar nesses pequenos deslizes, sim, pequenos quando comparados ao fato de que os produtores do filme realmente conseguiram fazer um filme incrível, eu conhecia a história e me apaixonei, e vi pessoas que nunca leram o livro com o mesmo entusiasmo e brilho nos olhos que eu tinha na quarta-feira, durante a estreia. Eu confesso que o Jamie não é o Jace que eu imaginava, mas eu acho que ele arrasou no papel, ele vai ser o Jace do filme, porque o do livro é inegavelmente impossível de existir, porque né… Concordo sobre o trio, o Rob me encantou, gente, ele estava o Simon da cabeça aos pés, sem tirar nem colocar nada, confesso que caí de amores por ele, a Izzy me deixou boquiaberta, toda vez que ela aparecia ninguém prestava atenção em mais nada, e o Alec e todo aquele “recalque” me deixaram louca, pena que ele apareceu pouquinho, agora Magnus Bane, bem, eu vou me recolher…
    Concordo em muitos pontos com a sua crítica, muitos mesmo, principalmente a trilha sonora. Adorei saber sua opinião, e que venha Cidade das Cinzas agora!
    Beijos
    Larissa Mirandah recently posted..A Maldição do Titã – Rick RiordanMy Profile

  • Reply
    Byzinha
    August 24, 2013 at 2:14 pm

    Cara, eu sou uma pessoa bolada com esse casting. Os únicos que eu falei: MEU DEUS DO CÉU YES foram o Godfrey e o Sheehan. Ainda estou bolada pelo Kevin ser muito mais velho, mas ele encaixa pra Alec. A Jemina, acho que não conheço nenhum trabalho dela, então vou julgar quando vir TMI. E a Lily eu também vou deixar pra depois. MAS. EU. NÃO. GOSTO. DO. JAMIE. Ele vai ter que me convencer. E não é nem uma questão “ai meu Deus, Jace perfeito, kd meu Jace perfeito???” porque eu nem gosto do Jace assim (Simon ganha de todos), é simplesmente porque o Jamie vai ter que me convencer e ponto.

  • Reply
    Jheyscilane
    August 24, 2013 at 10:44 pm

    Não vejo a hora de poder assistir, mas isso só na próxima semana rs o bom da sua crítica (Bem centrada por sinal, nada de chiliques de fãs leitores ensandecidos rsrs) mostrou pontos relevantes. Vou assistir com o pé no chão agora. Espero que o ator que faz o Jace me convença na atuação /bored pois se não acontecer ficarei chateada kkkkk

    Beijos
    Jheyscilane recently posted..Carimbo: O Chá do AmorMy Profile

  • Reply
    David Andrade
    August 25, 2013 at 7:48 pm

    Sinceramente, eu concordo com você Thayna. O unico que escapa pra mim é o Simon. Esse sim ficou idêntico. O restante foi trolagem. Essa coisa que chamaram de adaptação, num tem nada de adaptação. Além de ser totalmente voltado pra um publico muito menininha por causa do romance Jace/Clary, o filme ficou totalmente diferente do livro. Putz, meu, esperei que fosse melhor, mas me decepcionei. Na verdade vc ainda foi boa dando o 3 etrelas. Oficialmente so dou 1,5 /bored
    David Andrade recently posted..Coluna: Quots da Semana!My Profile

    • Reply
      Agatha Menezes
      August 26, 2013 at 11:02 pm

      Cara, eu odiei o elenco desde o primeiro dia. E só assisti o filme porque queria muito ver a adaptação. Fiquei surpresa com a Lily, achei que ela pegou a manha da Clary.
      Já faz um tempo que li os livros e mesmo assim fiquei um pouco frustrada com as mudanças. Queria que o final do filme tivesse dado mais abertura para o próximo, saí do cinema com a sensação de que não haveria o Cidade das Cinzas. ;x
      Espero que o filme alcance a bilheteria.

      • Reply
        David Andrade
        August 27, 2013 at 12:30 am

        Pois é. Lily foi relevante, mas esse cara q escolheram pra Jace. Meu, sinceramente, olhem os Jace da capa do livro D: Ele é totalmente diferente dele. Esse ai é um magrelo tosco, e a interpretação dele ficou uma das piores. Pelo amor de Deus, ele não soube incorporar o bad boy, admitam
        David Andrade recently posted..Coluna: Top Top #18!My Profile

  • Reply
    Agatha Menezes
    August 26, 2013 at 11:03 pm

    Cara, eu odiei o elenco desde o primeiro dia. E só assisti o filme porque queria muito ver a adaptação. Fiquei surpresa com a Lily, achei que ela pegou a manha da Clary.
    Já faz um tempo que li os livros e mesmo assim fiquei um pouco frustrada com as mudanças. Queria que o final do filme tivesse dado mais abertura para o próximo, saí do cinema com a sensação de que não haveria o Cidade das Cinzas. ;x
    Espero que o filme alcance a bilheteria.

  • Reply
    Fernando
    August 27, 2013 at 7:53 pm

    Estou louco para assistir este filme. Comprei um box com os 5 livros dos Instrumentos Mortais esta semana e quero terminar de ler ao menos o primeiro antes de ir ao cinema.
    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.
    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

  • Reply
    Fábrica dos convites
    August 30, 2013 at 4:06 am

    Pretendo ler os livros antes de me aventurar no cinema.
    Bjs, Rose.
    Fábrica dos convites recently posted..Nicholas Sparks em São Paulo – parte IMy Profile

  • Reply
    Mayara (@MayaraMah)
    September 12, 2013 at 1:36 pm

    Ainda não li nenhum dos livros e nem vi o filme. Já coloquei os livros na minha meta de leitura e o filme na minha watch list hehehehe! (:
    Mayara (@MayaraMah) recently posted..21My Profile

  • Reply
    Giovanna Talamini
    May 1, 2014 at 3:55 pm

    Eu adoreeei! Bem, é claro que cortaram algumas partes, e bem, os personagens nunca vão ser do jeito que a gente imagina, mas até que eu gostei!!! /smile /smile

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo » Saiu o trailer oficial de “Onde Terminam os Arco-irís”!
    July 23, 2014 at 3:06 pm

    […] adaptação conta com Lily Collins (de Cidade dos Ossos) no papel principal como Rosie Dunne, e Sam Claflin(de Em chamas) no papel do amado-e-adorável […]

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo » Após fracasso de bilheteria, Os Instrumentos Mortais retorna em série de TV
    October 13, 2014 at 12:07 pm

    […] do fracasso nas bilheterias no ano passado, a sequência de Cidade dos Ossos foi adiada pela Constantin Film e posteriormente cancelada para dar início a um novo projeto. A […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge