Literatura

Os Deixados Para Trás, Tom Perrotta

Há diversas maneiras de um livro chamar a atenção do leitor, mas “Os Deixados para trás” me fisgou por ser uma das futuras adaptações da HBO, o canal das melhores séries da televisão.

Imagine que um belo dia está você com sua família, em casa, e em um piscar de olhos todos desaparecem, puft! E isso não só acontece na sua casa, mas no mundo inteiro. Milhares de pessoas evaporaram, até mesmo Adam Sandler e o Papa, e não há uma explicação plausível para o que aconteceu. Não demora muito e se começa a falar no Arrebatamento, nos fins dos tempos. Os religiosos afirmam que as pessoas que se foram são as escolhidas pelo Salvador. Por muito tempo, os que foram deixados para trás se sentem perdidos, traumatizados, sem saber como continuar com suas vidas e relacionamentos. Nada acontece e ninguém sabe ao certo o que estão esperando.

Este é um resumo bem resumido do livro, que creio ser o primeiro de uma série. “Os Deixados para trás” é uma metáfora para as mudanças sociais e políticas da sociedade norte-americana pós 11 de Setembro, é uma história que mostra o comportamento do ser humano diante do desconhecido e inexplicável, além de criticar toda essa religiosidade cega em pessoas e em instituições. Até a última página, você terá feito várias reflexões sobre o assunto.

Os capítulos narram o ponto de vista de vários personagens da pequena cidade de Mapleton, incluindo todos da família Garvey (pai, mãe, filho e filha). Cada um tem uma visão diferente sobre o desaparecimento das pessoas: uns querem seguir com sua vida, outros esperam por algum tipo de milagre, e tem aqueles que apenas esperam. Laurie Garvey abandona o marido e os filhos para se juntar numa estranha instituição que apesar de afirmar não ser uma nova religião, é uma espécie de seita.

Os Remanescentes Culpados, como se autodenominam os participantes dessa seita, aceitam o fato de que não foram salvos, mas querem que as outras pessoas também entendam isso, do quê o incrível poder de Deus é capaz. Qual o ponto de continuar a viver como se nada tivesse acontecido se o fim está próximo? Eles se vestem completamente de branco, estão sempre com um cigarro nas mãos (para quê se preocupar com câncer?), vivem juntos em um grupo residencial e perseguem determinadas pessoas da cidade, sem falar nada, eles não têm permissão para dizer nenhuma palavra, apenas julgando com o olhar. Sinceramente achei tudo isso bastante ridículo e acho que esse foi um dos objetivos do autor. Para que o leitor abrisse os olhos para o quão absurda a seita é, tinha que haver elementos caracterizados que a ridicularizassem. Afinal, quem iria querer ficar sem falar? Ser obrigado a fumar? Isso não é radical demais?

Como devem ter percebido, o foco do livro não está em explicar o que aconteceu com as pessoas desaparecidas e sim em mostrar a vida dos que foram deixados para trás. Então não espere por respostas. Apenas absorva as histórias de cada um.

Eu curti bastante a leitura, mesmo com todo o drama e suspense, tem um pouco de comédia e romance. Não me apeguei tanto aos personagens, mas me envolvi mais na parte de Jill e Tom Garvey, os filhos abandonados pela mãe.

E sabem como a HBO tem o dom de terminar um episódio em um momento tenso e deixar você desesperado por mais? No livro é exatamente assim! Dá até para imaginar as cenas e estou muito ansiosa para ver essa adaptação.

Informações

 

Título: Os Deixados para trás (The Leftovers)
Autor: Tom Perrotta
Tradução: Rubens Figueiredo
Número de Páginas: 320
Edição: 1ª – 2012
Editora: Intrínseca
Preço: R$39,90
Classificação: ★★★☆☆

Leia o primeiro capítulo aqui.

 

You Might Also Like

6 Comments

  • Reply
    Emanuella Casado
    24/09/2012 at 6:52 pm

    Nossa, parece ser bem legal hein?!
    tem uma coleção já né? chamada deixados para trás!
    com certeza a série vai ser ÓTIMA! /cute
    bjs

    http://www.amodernpinup.com
    Emanuella Casado recently posted..Vencedores do Emmy 2012My Profile

    • Reply
      thanny
      24/09/2012 at 8:31 pm

      Manuh, essa coleção com mesmo nome é de outro autor. Mas essa com certeza vai ser uma série também, se já tem contrato com a HBO e tal rs

  • Reply
    Meiy
    24/09/2012 at 8:16 pm

    Nossa, gostei muito do “tema” do livro… Não o tema em si, mas a visão sobre as pessoas diante um acontecimento desses… E achei muito… Pertinente a existência da seita, é bem o que aconteceria!
    Hahaha, a comparação com o final de um episódio de série foi a melhor! Dá muito nervoso isso! Mas dá ainda mais vontade de ler( ou ver) a continuação!
    Adorei a resenha e conhecer o livro (:

    — Hangoverat16.blogspot.com

  • Reply
    Ceile
    24/09/2012 at 8:40 pm

    Toco medo de ser um livro meio louco, meio monótono, meio enrolado, sei lá /confuse

    Acho que não faz muito meu tipo rs

    Beijos!
    Ceile recently posted..[Baú] Morgan (Lori Foster)My Profile

    • Reply
      thanny
      25/09/2012 at 2:06 pm

      Acho que esse livro não faz seu tipo, ele é meio louco mesmo HAHAHAHA

      Beijos!

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo » O que tem de bom na TV? #8
    19/06/2014 at 3:00 pm

    […] – The Leftovers (HBO) Baseado no romance de Tom Perrotta (resenha aqui), a nova série da HBO apresenta a história de pessoas que precisam lidar com o fato de terem sido […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge