Literatura

O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks, E. Lockhart

A mente de Frankie é uma palavra desprezada, que quando revelada – por meio da invenção, da imaginação, ou da recordação -, contém um poder que é cômico, surpreendente e memorável.

Numa época em que o assunto é o poder das mulheres, somos presenteados com “O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks“, uma garota que ganhou corpão de mulher, conquistou um dos veteranos mais desejados da escola, membro de uma sociedade secreta para meninos, tinha ânsia em mudar o mundo – nem que fosse um pouquinho – e não gostava de aceitar não como resposta.

Lançado em 2008, o livro veio para o Brasil pela Seguinte e é uma delicinha.

Em 335 páginas, descobrimos como Frankie foi capaz de descobrir, se inserir e mudar o sistema de uma sociedade secreta só para rapazes, abalar as estruturas da escola e ainda mandar um recado político sobre como a ideologia machista da escola tem que ser reconsiderada, tendo em mãos apenas algumas informações recortadas e o Histórico Infame dos Bassês.

É crucial, todavia, compreender o seguinte: Frankie Landau-Banks era – e ainda é – uma garota comum, em muitos sentidos. Ela gostava de roupas e ficou feliz de ter crescido o suficiente durante o verão para precisar renovar todo o seu guarda-roupa. Ela comprava exemplares da revista In Touch na loja de conveniência e sabia de cor curiosidades idiotas sobre celebridades. Ela ria de maneira abobalhada quando se divertia ou ficava com vergonha. Ela se sentia estranha na presença de quem era popular, e não conseguia se decidir se era bonita ou horrorosa, porque não tão raro ela se sentia dos dois jeitos no intervalo de uma hora.

Não quero falar de mais para não entregar muito da história, gosto da ideia de descobrir os personagens e seus históricos durante as páginas, mas vou contar algumas coisinhas que, espero, façam você ter tanta vontade de ler quanto eu amei a leitura.

1. A carta que abre o livro é uma prévia do que está por vir. Você tem uma visão geral da mente de Frankie e lê página depois de página buscando saber o que a levou onde ela chegou. 2. Tem um personagem cujo apelido é Alfa. Fique de olho nele depois me conte suas conclusões sobre Alfa-Frankie. 3. Os veteranos, gente, eles são um assunto sério a ser tratado. 4. O que Frankie fez e como ela fez – você faria o mesmo?

Ela pode, de fato, ficar louca, como acontece com muitas pessoas que quebram as regras. Não aquelas que só posam de rebelde, quando na verdade apenas consolidam suas posições já dominantes na sociedade – como Matthew e a maioria dos outros Bassês -, e sim aquelas que se envolvem em causas maiores para perturbar a ordem social. Às vezes elas ficam loucas, essas pessoas, porque o mundo está dizendo a elas para não querer as coisas que querem. Pode parecer que é mais sensato desistir – mas aí elas ficam loucas por terem desistido.

Todo mundo que tem um pouco de revolução dentro de si vai gostar desse livro. Existem tantas referências que eu mesma anotei alguns títulos para ir conferir depois. Frankie é interessante, engraçada, fácil de ler, feminista e extremamente política, mesmo que de um jeito sutil e ilegal (no caso). Algumas ideias da garota são meio bestas e algumas de suas atitudes podem parecer imaturas, mas, né, Frankie é mais feminista com 15 anos do que eu sou com 18, então… E se você, como eu (Sam) sempre teve muitos amigos meninos, talvez vá acabar reavaliando todos os seus momentos de vida para descobrir se eles também te subestimavam. Altas coisas para se pensar, aham.

Um must-read.

Informações

 

Título: O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks
Autor: E. Lockhart
Tradução: André Czarnobai
Número de Páginas: 344
Edição: 1ª – 2013
Editora/Selo: Seguinte
Preço: R$34,50 (Compre aqui)
Classificação: ★★★★★

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Mentirosos, E. Lockhart - Who's thanny?
    13/04/2015 at 11:50 am

    […] bem, eu só tinha lido Frankie Landau-Banks da Lockhart e realmente não sei o que estava esperando ao pegar Mentirosos. Suas primeiras 100 […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge