Literatura

Nu, de Botas, Antonio Prata

Eu me lembro de volta em 2003, quando eu estava na 8a série (não ria da minha velhice). Eu saía da escola e atravessava a rua com as minhas amigas para ver o que tinha de interessante na banca de jornal. Capas novas, fofocas sobre o próximo capítulo da novela, qualquer coisa relacionada à Harry Potter. E se a nova Capricho tinha saído.

Não era sempre que eu adquiria uma revista Capricho – dependia bastante de quem estava na capa ou qual era a matéria principal -, mas todas as vezes que eu comprava um exemplar, havia uma certeza: folhear entre interesse e desinteresse até o final, chegar na crônica de um tal Antônio Prata.

Poucas coisas costumam me chamar a atenção, e quando li a crônica do final da revista pela primeira vez, houve aquele instante de reconhecimento. Reconheci que tinha algo bom em mãos, algo simples e único. Algo que conseguia falar ao meu coração com humor e intimidade. Antônio Prata e aquele médico que publicava na Folha Teen eram quem eu mais gostava de ler, além de J. K. Rowling.

O tempo passou e nunca mais comprei a Capricho, nunca mais li a Folha Teen. Harry Potter acabou e eu não gostei do final. Li mais livros, conheci outras pessoas. As meninas com quem eu atravessava a rua para olhar a vitrine da banca viraram colegas de boas lembranças. Diferente do que Antônio escreve, não consigo trazer memórias de volta com a riqueza em detalhes que ele traz as dele.

Sei que vivi e o nome do filho de Mario Prata não se fez muito presente. Antônio Prata. Antônio Prata? Talvez eu conheça. Não sei se lembro.

Então eu estava trabalhando nessa livraria quando Nu, de Botas foi lançado. Chegou um monte, aposta da editora. Antônio Prata é muito bom, leia. Vale a pena. Já viu o outro livro dele? Genial. Okay, vou por na minha lista.

Meio intelectual, Meio de esquerda é o título do outro. Que título mais legal! O que diz a orelha? Ele começou vários cursos, não terminou nenhum. Parece eu. Escreveu aqui e ali, fez roteiro. Nossa, eu bem queria fazer isso. Escreveu na Capricho de tanto a tan-NÃO, ESPERA. Antônio Prata? ANTÔNIO PRATA! DA CRÔNICA NO FINAL DA REVISTA, OF FUCKING COURSE! Vou pedir Nu, de Botas, será que alguém pediu? Vou comprar o outro. Vou ler tudo. MEU DEUS, QUE GOSTO DE ADOLESCÊNCIA, QUE GOSTO DE INFÂNCIA.

Nu, de Botas é sobre a infância. Sobre descobertas e sobre a infância. Cara, é o Antônio, que escrevia na Capricho! A resenha de Nu, de Botas é sobre o autor. Sobre descobertas e sobre a adolescência. Sobre como pegar os textos dele hoje, 11 anos depois, falou ao meu coração com a mesma força, intensidade, humor e intimidade de antes.

Ah, Antônio Prata. Que prazer em redescobrí-lo.

informações

Título: Nu, de Botas
Autor: Antônio Prata
Número de Páginas: 144
Edição: 1ª – 2013
ISBN:9788535923513
Editora: Companhia das Letras
Preço: R$31,00
Classificação: ★★★★★

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    Tarsila Martins
    24/03/2014 at 12:11 am

    Você deve ter gostado mesmo de redescobrir o Antônio Prata. Sempre é bom lembrar dos tempos de criança, eu adorava comprar a revista Capricho, ficava vendo os posteres e as capas para ver se valia a pena comprar. Ainda amo Harry Potter, e gostei muito do final, uma pena que você não gostou. Me interessei pelo livro porque você disse que tem gostinho de infância, e eu adoro coisas que me deixam nostálgica <3
    Beijos!

    • Reply
      Byzinha
      31/03/2014 at 8:44 pm

      Pois é, o final de Harry Potter me decepcionou um bocadinho, viu? Mas tudo bem. Acho que nunca amei algo fictício quanto amei HP.
      Leia Nu, de Botas, que é A+, vc vai gostar!

  • Reply
    Diego de França
    24/03/2014 at 1:42 pm

    Você esta velha? Que nada em 2003 eu já tinha terminado o ensino médio e já tinha servido o quartel rsrsrsrsrsrs
    Sobre o livro achei bem interessante, vale apena apostar nele.
    Diego de França recently posted..{Recordar é Viver} – Os Fantasmas se DivertemMy Profile

  • Reply
    Aline Oliveira
    06/05/2017 at 7:43 pm

    Você me faz lembrar eu na época de escola sempre ia nas bancas de jornais olhar a revista capricho para saber das novidades do mundo dos famosos e minhas amigas me apressando pra ir embora e eu na banca fazendo hora kkk

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge