Cinema

Moonrise Kingdom (2012)

Dirigido pelo norte-americano Wes Anderson (“O Fantástico Sr. Raposo”, 2009) e estrelado por Jared Gilman, Kara Hayward, Edward Norton, Bruce Willis, Bill Murray, Frances McDormand, Tilda Swinton, Jason Schwartzman, Bob Balaban e Harvey Keitel, Moonrise Kingdom (“Reino do Nascer da Lua”, em tradução livre), é um filme de produção independente escrito em parceria por Anderson e Roman Coppola, que também colaborou no longa “Viagem a Darjeeling” (2007).

Moonrise kingdom
Ambientado na década de 60, especificamente no ano de 1965, em uma pacata ilha da Nova Inglaterra. Moonrise Kingdom nos apresenta uma história, que mistura drama e comédia, protagonizada por dois adolescentes de doze anos.

Suzy Bishop (Kara Hayward) vive com seus pais — Walt (Bill Murray) e Laura (Frances McDormand) — e seus três irmãos pequenos. Sam Shakusky (Jared Gilman) é um garoto órfão que está frequentando um acampamento de verão para escoteiros. Em um passeio para assistir a peça teatral da igreja, ele se separa do grupo e acaba entrando no camarim, onde encontra Suzy vestida de pássaro. Curiosamente, a primeira coisa que ele pergunta é “Que tipo de pássaro você é?“, no caso, um corvo para a Arca de Noé. Se você buscar o significado da ave, verá que ele tem uma ligação direta com a história do filme.

Este contato inicial fez com que ele despertasse a atenção da garota, que pede que a escreva. Nas correspondências trocadas – algumas com aquarelas pintadas por Sam -, eles compartilham confissões. Ambos se sentem deslocados em meio às pessoas com que convivem e por isso, decidem fugir juntos.

Com os talentos para acampar de Sam e os livros de aventura roubados da biblioteca por Suzy, eles vivem uma aventura rumo à Milha 3.25 Enseada da Maré, enquanto os pais da garota, o capitão Sharp (Bruce Willis), o escoteiro-chefe Ward (Edward Norton) e seu grupo de escoteiro partem numa grande busca para encontrá-los.

A história, que mais parece saída dos livros lidos por Suzy, com uma narrativa rápida e cheia de ação, possui a Serviço Social (Tilda Swinton) – que é chamada assim sempre que alguém se dirige a ela, como se não fosse uma pessoa que mereça ser nomeada, por não ter sentimentos – caracterizada como vilã.

moonrise-kingdom-movie-screencaps.com-5293

Com sutileza, acompanhamos dois adolescentes descobrindo a sexualidade e os complicados relacionamentos dos adultos. É importante destacar que há esse contraste entre crianças e adultos, onde os pequenos são retratados com mais maturidade e sabedoria e os grandes são infantilizados.

“I’m sorry, Walt.” (Me desculpe, Walt)
“It’s not your fault. Which injuries are you
apologizing for? Specifically.” (Não é sua culpa. De qual dano você está se desculpando? Especificamente.)
“Specifically? Whichever ones still hurt.” (Especificamente? Qualquer um que ainda estiver doendo.)
“Half of those were self-inflicted.” (Metade deles foram auto-infligidos.*)

*Tradução livre

O filme tem diálogos marcantes, que carregam em si a ingenuidade e a complexidade dos personagens. Há uma conversa entre os pais de Suzy, que dormem em camas separadas por N motivos que ficam subentendidos no decorrer da trama, que acrescenta melancolia à colorida história.

Se tratando de cores, Wes Anderson segue sempre o mesmo padrão em suas produções, usa e abusa de tons quentes, com grande destaque ao amarelo, mas também dá vez ao laranja e vermelho. A fotografia de Moonrise Kingdom, por Robert D. Yeoman, é de encher os olhos. É interessante observar que o diretor gosta de fazer enquadramentos centralizados e criar uma montagem para que cenas em ambientes diferentes, como as dos telefonemas, se encaixem entre si. O passeio da câmera pela casa dos Bishop e no acampamento, no início do filme, em uma única tomada, também demonstra o cuidado de Anderson para dar ao telespectador uma noção fílmica de espaço.

Moonrise-Kingdom-Frances-McDormand-and-Kara-Hayward

A trilha sonora de Alexandre Desplat é uma constante do filme. Anderson até brinca dizendo que mesmo com o silêncio, há música em Moonrise Kingdom. Assim como “The Young Person Guide to the Orchestra” de Benjamin Britten, tocada na primeira cena do filme, observa-se que tanto os personagens, como o desenvolvimento das composições sonoras são apresentados individualmente até funcionar harmoniosamente como uma orquestra, e essa parte musical é destacada nos créditos finais, como uma espécie de bônus.

Moonrise Kingdom é doce e encantador, podendo ser considerado um clássico moderno que aborda com graça e sutileza os dramas familiares e a descoberta do primeiro amor. Um filme sincero que, com ar vintage e nostálgico de uma infância que queria ser vivida por todos, aquece o coração com a sua plenitude.

Informações

MoonriseKingdom_smFr

 

Título original: Moonrise Kingdom
Direção: Wes Anderson
Elenco: Jared Gilman, Kara Hayward, Edward Norton, Bruce Willis, Bill Murray, Frances McDormand, Tilda Swinton, Jason Schwartzman, Bob Balaban e Harvey Keitel.
Roteiro: Roman Coppola, Wes Anderson
Duração: 95 min.
País: Estados Unidos
Gênero: Drama/Comédia
Trailer: [x]
Classificação: ★★★★★

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    TopTop: Os 100 Melhores Filmes do Século XXI eleitos pela BBC - Who's thanny?
    24/08/2016 at 9:13 pm

    […] Meu primeiro contato com Wes Anderson não poderia ter sido mais certeiro: uma garota que adora livros e aventuras decide fugir de casa com um escoteiro. Leia a resenha aqui. […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge