Literatura

Just One Year (Just One Day #2), Gayle Forman

Esse livro é um companion de Just One Day. Sugiro a você conferir nossa crítica antes ler essa.
JOY

“By that point, it’ll have been more than year since I met Lulu. Any sane person would say it’s too late. It already felt too late that first day, when I woke up in the hospital.
But even so, I’ve kept looking.
I’m still looking.”

Quando li Just One Day há exatamente um ano, eu não esperava ser afogada por tantos sentimentos controversos que um único livro poderia me trazer. Veja bem, se você leu o que escrevi naquela época, com certeza notou que levei uns bons tapas da cara da vida por ter entrado cheia de pré-julgamentos na leitura. O que aconteceu? Dei de cara não com uma parede, mas sim com uma porta rumo a um mundo completamente lindo e fascinante.

JOD, como disse nesse post aqui, não era em nenhum momento um livro sobre romance, apesar de disfarçar-se como um. É muito mais um livro jovem adulto contempoâneo sobre como é ter um dia em que você pode ser quem você quiser – e quais as consequências que essa dita liberdade momentânea trarão pro seu futuro. Ali, nós conhecemos os dramas de Allison, a garota que não era exatamente só o que as pessoas pensavam que ela era. Mas, e a outra parte dessa história? O que foi que aconteceu com Willem? Aquele garoto maravilhoso que mostrou uma Paris inesquecível a Lulu? Por que ele sumiu sem deixar rastros? Será que ele passou aquele um ano procurando por sua Lulu assim como Allison o procurava? E o mais importante: será que ele finalmente se encontrou no meio do caminho, assim como ela se encontrou no primeiro livro? Esse é Just One Year, ou sobre como Gayle Forman consegue fazer até aquele incrivelmente soberbo carinha ser super interessante – e porquê não fazer você se apaixonar um pouquinho por ele também?

Ao contrário do que foi divulgado pelo marketing desse livro, Just One Year não é uma sequência. Ele é um livro que somente acomapanha a história de Just One Day e pode ser lido ou não. Conta o ponto de vista de Willem após aquele dia especial em Paris com Lulu. O quê mudou em sua vida após conhecê-la e como ele lidou com isso.

É interesante vermos como pessoas tão diferentes podem dividir algo extremamente especial – como um dia em uma cidade desconhecida (pelo menos para um deles) – e mudarem um a vida do outro sem se darem conta. O mais interessante é ver que alguns gestos e comentários feitos por eles puderam ter o significado de uma avalanche no que eles realmente estavam sentindo.

“Willem, I suspect deep down you know exactly why you’re here, exactly what you want, but you’re unwilling to the wanting, let alone the having. Because both of those propositions are terrifying.”

Será que aquele dia foi tão especial para Willem como foi para Allison? Tão life changing como foi pra ela? Isso você deve descobrir lendo (lembram dos tapas na cara? Eles ainda valem a pena!), assim como afeiçoar-se mais por esse personagem tão cativante que não se mostrou muito forte no livro anterior. Nós sabíamos que Willem era um viajante, mas poder conhecer sua história e suas experiências é tremendamente encantador e envolvente.

“I should be elated. I should be relieved. But, weirdly, all I feel is let down. Beacuse this matters to me now. And something tells me if it matters, maybe it shouldn’t be easy.”

informações


Título: Just One Year (Just One Day #2)
Autor: Gayle Forman
Número de Páginas: 336
Edição: 1ª – 2013
Editora: Dutton Juvenile
Preço: $5,30
Classificação: ★★★★☆

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge