Literatura

Insurgent (Divergent #2), Veronica Roth

Por Byzinha

“Sometimes people just want to be happy, even if it’s not real.”

E eu aqui, inocente, achando que Jogos Vorazes é violento.

Lembram quando eu postei sobre Divergent, quase um ano atrás? (x) FINALMENTE, o segundo livro – Insurgent, lançado dia 1ª de Maio – chegou e eu fui ~~avuando na loja, chorando sangue pra ler, mesmo mal lembrando o que acontece no primeiro livro. Ainda bem que a Veronica tinha feito um post lindo no GoodReads com o básico de informações para clarear a memória dos leitores.

Agora, veja bem, se você não leu o primeiro livro, a resenha aqui pode ter algum spoiler e, se você não gosta de spoilers, é melhor nem ler. Mas também não vou contar tuuuuuudo, né? Então se você é de boa com uma informação ou outra, pode seguir adiante.

We both have war inside us. Sometimes it keeps us alive. Sometimes it threatens to destroy us.

Isurgent começa exatamente onde Divergent para: logo após Tris ter conseguido desligar a simulação que fazia seu namorado, Tobias, rodar uma outra simulação que transformara sua facção (Dauntless, os corajosos) em robôs assassinos que invadiram Abnegation (os altruístas) e mataram quase todo mundo. Machucada por fora (uma bala no ombro enquanto fugia de outra simulação. Muitas simulações acontecem nessa Chicago futurista) e por dentro (luto. Boa parte de sua família e amigos estava morta), Tris, junto de Tobias, seu irmão Caleb, Peter – outro novato de Dauntless que estava envolvido no ataque à Abnegation – e Marcus, pai de Tobias, desceu em Amity (os pacíficos) numa tentativa de se refugiar dos Erudite (os intelectuais), que tramaram todo o ataque.

A partir de agora eles têm que descobrir como parar Erudite e, mais importante: que tipo de segredo tão importante é esse que fez com que uma facção resolvesse extinguir outra em favor de escondê-lo? Por acaso o mundo em que Tris vive é muito maior do que ela imagina?

Eu não vou pedir para vocês lembrarem o que eu falei na resenha de Divergent, se nem eu mesma lembro direito do que o livro fala, mas bem… Eu disse que ele não era tão violento quanto Jogos Vorazes. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Insurgent é tão violento, mas tão violento que você vai lendo entorpecida, sem nem saber o que pensar. É morte atrás de morte, muitas cenas de luta e muito sangue. Sério. EXEMPLO! (uma ceninha bem no começo do livro):

“If only you could see how ridiculous you look when you threaten people. Like a little girl telling me she’s going to strangle me with her jump rope.”
I start toward him, and he shifts back, into the hallway.
“Don’t call me ‘little girl.'”
“I’ll call you whatever I want.”
I jerk into action, aiming my left fist where I know it will hurt the worst: at the bullet wound in his arm. He doges the punch, but instead of trying again, I seize his arm as hard as I can and wrench it to the side. Peter screams at the top of his lungs, and while he’s distracted by the pain, I kick him hard in the knee, and he falls to the ground.
People rush into the hallway, wearing grey and black and yellow and red. Peter surges toward me in a hail crouch, and punches me in the stomach. I hunch over a groan and a scream, and launch myself at him, my left elbow pulled back near my mouth so that I can slam it into his face.

Lembrando que a Tris é uma coisiquinha pequena e magrela e que Peter é o cara que arrancou o olho do outro lá com uma faca de manteiga. E isso nem é nada comparado com o que vem a seguir. Veronica foi aluna #1 da Escola J. K. Rowling e George R. R. Martin de Assassinato de Personagens, por isso a dik~~ é não se apegar a ninguém porque

Sério. Você é apresentado à um personagem aqui, chega ali e ele morre. Você vê uma cena super fofa entre alguns personagens mais pra lá, algumas páginas depois um deles morre. Você acha que alguém sofreu o suficiente, vai lá e leva um tiro na perna, sei lá. É tenso o negócio. Eu adorei! *-* Mesmo com tanto sangue, só teve uma morte que me fez derramar um par de lágrimas – a última morte mostrada no livro, chatiada :(

Exatamente como com o primeiro volume da série, Insurgent é insanamente bem escrito. Fácil de ler e mais longo, não repeti a façanha de engolir o livro em um dia, mas terminei rápido e desesperadamente e o finAL É CLIFFHANGER DE NOVO E MESMO QUE EU TENHA MAIS OU MENOS IMAGINADO DO QUE SE TRATAVA, SOCORRO MUITO BOM, PLMDDS CADÊ A SEQUÊNCIA???? (sem previsão de lançamento ainda)

Insurgent é melhor que Divergent. Sua trama meio que me lembrou Piratas do Caribe – não porque eles estão em navios no oceano, porque eles não estão, mas porque cada um tem um plano e, de alguma forma, todos os planos dão certo, no melhor estilo Jack Sparrow. E, se Divergent já é awesome, você devia correr ir ler! Recomendadíssimo.

People, I have discovered, are layers and layers of secrets. You believe you know them, that you understand them, but their motives are always hidden from you, buried in their own hearts. You will never know them, but sometimes you decide to trust them.

E para você aí chatiadinho que não sabe ler inglês, vale lembrar que a Editora Rocco comprou os direitos e o primeiro livro será lançado ainda esse ano no Brasil. O filme está programado para 2015 (todos chora) e não tem enredo nem elenco confirmado. Meu dream cast inclui Laya Lewis (Skins) como Christina, Elle Fanning (Super 8) como Tris, James Schafer (Haymitch/Finnick dos fanvideos de Jogos Vorazes) como Four/Tobias e Cameron Mitchel (Glee Project) como Caleb.

Quero só ver alguém reclamar de não ter quotes suficientes para testar o inglês, heim??? kkq

Toodles!

Informações

Título: Insurgent
Autor: Veronica Roth
Número de Páginas: 525
Edição: 1º – 2012
Editora: Katherine Tegen Books
Preço R$34,30
Classificação: ★★★★★ A+

You Might Also Like

10 Comments

  • Reply
    Mareska
    18/06/2012 at 8:08 pm

    Necessito =O
    Mareska recently posted..A FILHA DO PASTOR DAS ÁRVORES (Gillian Summers)My Profile

  • Reply
    Regina
    18/06/2012 at 11:45 pm

    Oh! Estou com meu Divergent aqui pra ler faz uns meses, mas sem Insurgent na mão fiquei triste agora ):

    Parece tão bom…

  • Reply
    Babi Lorentz
    19/06/2012 at 1:04 am

    CADÊ? CADÊ?
    Cadê o meu, heim?
    PRECISOOOOO ler essa continuação.
    Divergent termina e deixa a gente assim: WHAAAAAAAAAAT? CADÊ O RESTO?
    E agora você me fala isso!!! /omg
    Preciso, preciso, preciso, preciso. /gosh
    Babi Lorentz recently posted..Assista: Precisamos falar sobre o KevinMy Profile

  • Reply
    Maccky
    19/06/2012 at 12:43 pm

    Oh Gosh, vou chorar sangue tbm se eu nao comprar Divergent MAIS Insurget tipo NOW!

    Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. Preciso. (yn)
    Maccky recently posted..Resenha: O Senhor do Amanhã by Vanessa BossoMy Profile

  • Reply
    Lucas
    19/06/2012 at 2:03 pm

    AAAAHHH, quero muuuito leeer Divergent :D não vejo a hora de comprar o meu e devora-lo! todo mundo fala super beem!
    Abraços! (http://elektry.blogspot.com)
    Lucas recently posted..Tudo sobre o MuchMusic Video Awards 2012My Profile

  • Reply
    Mari
    19/06/2012 at 4:34 pm

    “We both have war inside us. Sometimes it keeps us alive. Sometimes it threatens to destroy us.”

    Esse quote me deixou “Wow!”; A um tempo atrás eu queria muito ler Divergent, mas eu tava com um monte de leituras acumuladas então acabei “esquecendo” o livro. Sua resenha ‘reativou’ minha vontade de ler ele hahaha espero que eu possa ler ele logo logo antes que eu morra de curiosidade viu /omg

    Parabéns pela ótima resenha!
    E – com certeza – esses quotes em inglês me testaram, hein. Crueldade sua haha


    Mari
    http://hangoverat16.blogspot.com

  • Reply
    Andreza
    19/06/2012 at 5:03 pm

    eu nao vi a resenha do primeiro livro (so depois de ler essa, da continuação) e, realmente, deu muita vontade de sair correndo também e comprar. Adoro esse tipo de literatura. Aah, meu poster chegou!! Muito lindo! Adorei, meninas!! Beijoos /love /love
    Andreza recently posted..Just for fun and nothing elseMy Profile

  • Reply
    Virginia
    19/09/2012 at 12:23 pm

    ALGUÉM SABE ONDE TEM INSURGENT PRA BAIXAR? PELO AMOR DE DEUS =S

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo » Convergente, Veronica Roth (Divergente #3)
    09/04/2014 at 2:17 pm

    […] Divergentes precisam sair para consertá-lo.” Após o cliffhanger no final de Insurgente (resenha aqui), eu não sabia ao certo o que estava reservado para o último livro da trilogia escrita por […]

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo A Série Divergente: Insurgente (2015)
    22/03/2015 at 5:50 pm

    […] a gente voltar quase 3 anos atrás, na minha resenha de Insurgent – o livro -, um grande ponto é a violência de suas quinhentas e tantas páginas. Era sangue […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge