Game

Game: Deponia – The Complete Journey

deponia - the complete journey

Quanto mais eu conheço a Daedalic Entertainment, mais eu passo a gostar dessa produtora, empresa especializada em games de aventura point-and-click com histórias, gráficos e temáticas para todos os gostos, gênero, número e grau. Provavelmente farei constantes resenhas sobre seus games porque o mundo realmente precisa conhecê-los.

Portanto, hoje eu trago a senhoras e senhores leitores deste blog minhas impressões sobre a série Deponia, que de longe é uma das melhores séries da Daedelic. O game conta as desventuras ou atos heroicos vistos aos olhos do nosso protagonista Rufus, um narcisista, egocêntrico, cleptomaníaco e todas as qualidades necessárias para remontar num personagem que se acha superior a toda e qualquer existência, remontando num personagem odioso, porém extremamente cômico.

Deponia - game

O jogo começa no quarto de Rufus, localizado na casa da sua ex-namorada, Toni. Ela mora na vila de Kuva, onde nosso protagonista cresceu com Seaguul, seu pai e prefeito do lugar, que um certo dia resolveu largar tudo, inclusive o filho e partir para Elysium, um planeta perfeito. Rufus odeia Deponia, por ser um planeta repleto de lixo e julgar que seus residentes não são suficientes para ele, por isto que ele cria planos incansavelmente para alcançar Elysium, onde seu pai estaria, e a terra em que tudo é perfeito.

Seus planos nunca dão certo, sempre causam em desastres catastróficos, grandes explosões e destruição. Porém, em algum momento eles acabam dando “certo”, o que acaba envolvendo o nosso adorado Rufus numa enorme conspiração que envolverá toda a Deponia. Ganhando uma possível namorada, Goal, e inimigos como Argus líder do exército do mal Organon, e Cletus, noivo de Goal, e aparentemente irmão gêmeo de Rufus.

Deponia - game 2

Rufus não tem muitos amigos, na verdade todos os desprezam por ter sofrido em suas mãos, seja por ter coisas roubadas, destruídas ou de diversas formas mirabolantes que ele acaba prejudicando-os. No entanto, alguns personagens são “obrigados” a ajudá-lo como Toni, Goal, Bozo, Wenzel, Janoch, Doc dentre muitos e muitos outros.

Os gráficos são em 2D, os desenhos dos personagens e da paisagens são icônicas, e dão um toque de humor ao jogo. Além disso, as trilhas sonoras representam bem as cenas que se passam, como um toque épico nos momentos passados na Resistência ou na base de Organon, trilhas que refletem a astúcia de Rufus ou que dão pinceladas de “garbage punk”, que é o mundo de Deponia. Os Puzzles são um tanto desafiadores e nos fazem quebrar a cabeça, e nós temos que pensar out the box como Rufus para conseguir prosseguir no jogo.

Deponia - game 3

A trilogia deve ser jogada tipo… AGORA, o jogo é divertido, cômico, com diálogos no-sense e inteligentes ao mesmo tempo, abarrotado de easter egg’s, o que vão animar muito mais os seus jogadores, com personagens fora de série em todos os aspectos, além de serem representados tanto de forma gráfica e sonora de forma apurada.

deponia - game 4

informações


Desenvolvedora: Daedalic Entertainment
Lançamento: 2014
Suporte: 1 jogador
Gênero: Aventura, point-and-click
Censura: 12 anos
Plataformas: Microsoft Windows, Mac, Linux e Ipad.
Classificação: ★★★★½

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Jessica Lisboa
    30/01/2016 at 8:04 am

    Nunca tinha ouvi falar, mas gostei parece ser um jogo em que qualquer um pode brincar. Legal, mas cade o tempo pra joga? :(

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge