Cinema

Ender’s Game – O Jogo do Exterminador (2013)

“In the moment when I truly understand my enemy, understand him well enough to defeat him, then in that very moment I also love him. I think it’s impossible to really understand somebody, what they want, what they believe, and not love them the way they love themselves. And then, in that very moment when I love them…. I destroy them.”

Num futuro não tão distante, após o ataque alienígena que quase destruiu a humanidade, o exército se tornou coletivo: Formado pelas crianças mais brilhantes do planeta, escolhidas geneticamente e preparadas desde os seis anos de idade. Andrew Ender Wiggin é uma dessas crianças. O terceiro filho de uma família de gênios, desde que foi concebido Ender foi observado pelos militares através de um monitor implantado em seu sistema nervoso. Aos seis anos de idade, Ender passa pelo teste final, ao ter o monitor removido, e é convidado para ser parte do programa militar na Escola de Batalha. É lá que Ender faz amigos e desenvolve seu talento para ganhar batalhas – tanto em equipe, quanto no um contra um.

A pressão para se tornar o líder que querem que ele seja, somado ao medo do que ele mesmo pode fazer, quase leva Ender à loucura, mas é passo a passo que ele alcança seus objetivos.

A jornada de Ender Wiggin, nos livros de Orson Scott Card, dura seis anos. Mas na adaptação de Gavin Hood ela leva apenas alguns meses. Interpretado por Asa Butterfield, se você costuma acompanhar o WT, deve ter visto muitas news sobre o filme. (Thanny, tudo isso é culpa sua) Nós, da equipe, estávamos ansiosas para saber o que iria dar com essa adaptação de um clássico dos anos 80. Depois de ler a obra – que ficou esgotada por anos e anos, até a Devir resolver voltar com duas opções (capa dura e brochura, ambas lindas e bem traduzidas) -, eu, Byzinha, fui assistir o filme assim, em cam, no desespero, porque nenhum horário de cinema condizia com meu horário de trabalho #chateado

E vou contar uma coisa para vocês: eu gostei bastante.


Como eu disse no TopTop de filmes de 2013, Ender’s Game é a contrapartida do que Em Chamas trouxe. Bem modificado, suas mudanças são compreensíveis. Não dá mesmo pra gente querer que todos os feitos de Ender nos seis anos que ele levou para virar comandante na Escola de Comando estejam no filme de 2 horas. Dói no coração não ter os detalhes? Dói. Mas você vai morrer por isso? Não. É aquele infelicidade habitual de quando se ama muito um livro com várias histórias paralelas. Alguma coisa tem que ser cortada, mais cedo ou mais tarde, mas você consegue gostar da nova versão assim mesmo. (On the Road, estou olhando para você.)

Não sei se estou velha, mas cheguei à conclusão que não dá pra ser cri cri quando se trada de livro virando filme. Aprendi com Harry Potter que não se pode ter tudo nessa vida. Mas no que se trata da trajetória de Ender e como ele se desenvolve para conseguir derrotar os buggers (ou Formics, como usaram no filme) é clara e bem retratada. Quero dizer, o que mais você poderia querer? Foi um projeto ambicioso no melhor estilo JK (50 anos em 5, oi?).

O relacionamento de Petra (Hailee Steinfeld) e Ender é uma das grandes mudanças na telona. Já vou avisando, porque eu tava linda vendo tudo quanto é coisa de Hailee e Asinha e falando “AUTO-SHIP!!!!!” para quando o livro chegou eu: “mas?”. Porque assim, no livro, o Ender é uns 2 anos mais novo que a Petra. E, no livro, eles têm 8 anos. Quero dizer, não é shipável. E, nos livros, a Petra nem fica com o Ender. Mas, no filme, Gavin fez rolar a interação Ender/Petra fck tha police. O que meio que arruinou minha vida, porque eu justamente amei a interação Asinha/Hailee e queria (quero) os personagens deles juntos. #firstworldproblems #letmefanficthis


Asinha e Hai em: tá decidido que vamos arruinar a vida da By, okay? Okay.

As maiores mudanças se dão, porém, no final. No livro, após a derrota dos Formics, existe um pulo de uns 10 anos. No filme, esse pulo não acontece. Ele não só não acontece, como os fatos – que eram para rolar com Ender e Valentine (Abigail Breslin) – acontecem com Ender e Petra. Sem Valentine nem por perto.

Então, o que podemos supor é que se a franquia conseguisse uma sequência ou série de TV, nós só poderíamos esperar que ele se distanciasse mais e mais do original de Card. O que, para ser sincera, não me incomodaria nem um pouco. Se fosse uma coisa em conjunto com o Scott e uma coisa bem escrita (como foi Vantagens de Ser Invisível), venha o que vier! Se tiver Ender/Petra então, melhor ainda! haha

A parte triste é que essa sequência/TV show provavelmente não acontecerá. Embora O Jogo do Exterminador tenha começado com força, ele não se manteve~~ com força. Talvez, seu projeto seja mais um dos engavetados. O que eu acho um completo desperdício, levando em consideração que já existem dois filmes de Percy Jackson no mundo. Quem está deixando essas coisas acontecerem? Alguém por favor me avisa, pra eu ir dar uma surra de espada-de-São-Jorge.

Se depender dos artistas envolvidos no projeto – como vi nas 87853787545 entrevistas do Asa e da Hailee que me peguei assistindo depois de ter visto o filme -, a vontade de voltar para esses personagens é grande. Mas não depende só deles.

Ender’s Game – O Jogo do Exterminador foi lançado no Brasil em 20 de dezembro de 2013 e eu consegui ir ao cinema no último dia de exibição. E sabe que o cinema estava cheio? Quem sabe ainda possamos ter fé? #cruzaosdedos

FICHA TÉCNICA


Título original: Ender’s Game
Direção: Gavin Hood
Elenco: Asa Butterfield, Hailee Steinfeld, Harrison Ford, Ben Kingsley, Viola Davis, Abigail Breslin, Moises Arias
Roteiro: Gavin Hood
Duração: 114 min.
País: EUA
Gênero: Ação, Sci-fi
Trailer: (x)
Classificação: ★★★★½

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Who's thanny? » Arquivo » Conheça Ten Thousand Saints, novo filme de Asa Butterfield e Hailee Steinfeld
    February 10, 2014 at 9:49 pm

    […] não muito tempo atrás, quando eu resenhei Ender’s Game e falei que Asa e Hailee estavam dispostos a arruinar minha vi…? Eu estava bem de boa, quando isso […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge