Literatura

A Desconstrução de Mara Dyer #1, Michelle Hodkin

Para os leitores quem amam um romance sobrenatural, A Desconstrução de Mara Dyer apresenta uma história envolvente, cheia de mistérios, mortes e fantasmas, entre toda a tensão sexual dos protagonistas.

a desconstrução de mara dyer

O primeiro capítulo de A Desconstrução de Mara Dyer foi um dos melhores que li. Daqueles que têm elementos que vão fazer você querer mais e se perguntar o que vai acontecer na página seguinte. Trata-se de um grupo de amigos brincando com a tábua ouija, Mara nem tava a fim, mas para não estragar a diversão da melhor amiga acabou topando e eis que eles recebem um presságio de morte. Parece ser apenas uma brincadeira de mau gosto, mas não muito tempo depois, todos os presentes, com exceção de Mara, morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que eles estavam fazendo lá no meio da noite? Ela não se lembra.

Para ajudar Mara a superar a trágica perda da melhor amiga, namorado e irmã do rapaz, sua família decide se mudar para uma nova cidade, a fim de um recomeço. Mas a garota quer se lembrar do que aconteceu naquela noite, apesar de todos quererem esquecer. E então algo sinistro acontece, ela começa a ter alucinações, ou seriam premonições? E nem ela e o leitor sabem mais o que é realidade e o que não é.

A premissa do livro é bastante interessante, com aquele toque de terror que te mantém em estado de alerta, mas que depois de alguns capítulos vai se perdendo e virando apenas mais um romance de paixão instantânea. Nada contra romances, eu aprecio bastante, mas não era o que a sinopse e primeiro capítulo me prometeram, sabe?

Mara não se torna muito popular na escola nova, é alvo de bullying das patricinhas, não tem amigos, com exceção de Jamie, um garoto negro, judeu e bissexual (acho que a autora não entendeu que sim, queremos diversidade nos personagens, mas não jogar tudo estereotipado em único personagem, né?), que vive fazendo piada sobre si mesmo, e ganha o interesse do “badboy” que, segundo dizem, já transou com todas as garotas do lugar.

A partir daí a história fica parecida com muitas outras e Mara começa a síndrome de “O que ele está vendo em mim? Sou apenas uma garota normal.“, diante da paixão do gatíssimo Noah Shaw. Tendo seus picos de sobrenatural quando a protagonista descobre um estranho dom, que parece mais uma maldição, e se depara com Jude, seu ex, que está morto.

Para complementar e situar melhor o leitor nessa confusão que se tornou a vida de Mara, há os tradicionais flashbacks, pois aos poucos ela vai se recordando de alguns fatos e lá pro final do livro, nós já estamos morrendo com o que aconteceu e tentando desvendar o mistério. Paralelo a isso, temos a trama que gira em torno do grande caso de advocacia que o pai dela ganhou e que em certo ponto, acaba a envolvendo. Há muita tensão e por isso, devorei o livro rapidinho para saber o que iria acontecer.

E coitadinha da Thanny ao descobrir que o livro faz parte de uma série e não era stand alone, ONDE ESTÁ O PRÓXIMO? Porque a A Desconstrução de Mara Dyer é desses livros que possuem várias falhas no enredo, mas que te envolve de uma maneira que você fica, “isso é ruim, mas é tão bom“. É uma ótima opção de leitura para quem está enfrentando uma ressaca literária. Recomendo!

Informações


Título: A Desconstrução de Mara Dyer #1
Autor: Michelle Hodkin
Tradutor: Mariana Kohnert
Número de Páginas: 375
Edição: 1a edição – 2014
ISBN: 9788501098580
Editora: Galera Record
Preço: R$45,00
Classificação: ★★★½☆

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge