Cinema

#Desafio: 60 filmes em 1 ano

Já que não conseguimos ler na mesma velocidade de antes, resolvemos fazer um desafio cinematográfico: assistir 60 filmes em 1 ano, o que dá uns 5 filmes por mês. Neste primeiro post, vamos compartilhar o que já assistimos até agora e destacar os longas que mais gostamos ou odiamos.

Sam

Demônio de Neon (The Neon Demon)

Já comecei o ano extremamente confusa enfrentando a obra de Nicolas Winding Refn. O diretor tem talento incrível para visuais, e estes são a melhor parte do longa, que se foca em uma jovem aspirante a modelo e suas experiências no mundo da moda. É um pouco confuso e quando acabou fiquei me perguntando sobre o ponto de tudo, então o filme foi bem sucedido ao me fazer pensar durante dias. É certamente uma experiência, e uma que agrada os olhos. Não fiquei entediada em nenhum momento, estava interessada no que acontecia e, apesar de perder um pouco do subtexto, estava entretida com a estranheza legal do Demônio de Neon.

A Qualquer Custo (Hell of High Water)

Um daqueles filmes que são indicados ao Oscar e você sabe que não vão ganhar nada porque não é pretensioso o suficiente, a trama sobre dois irmãos e seu plano louco é fácil de entender e tem muita tensão, coração e ótimas atuações. Os personagens tem motivações claras e o caráter duvidoso de suas ações adiciona uma dinâmica a mais, mostrando que nem tudo precisa ser preto e branco e bem contra o mal, e a dualidade acaba criando uma camada inesperada ao que parecia tão simples. Chorei bastante, mas não conta pra ninguém.

Invasão Zumbi (Train to Busan)

Produção coreana de alta qualidade, o título se explica bem, mas o filme não é o tipo de história de zumbi que existe só para ter sangue e coisas nojentas explodindo na tela. Aqui você realmente se importa com os personagens e a situação terrível em que se encontram. O tom é sombrio e você sente a desgraça e o desespero na pele, já que a ação se concentra em deixar o espectador nervoso o tempo inteiro, sabendo usar tensão a seu favor. Quando os créditos rolam você já está exausto depois de tanto sofrimento, mas de um jeito bom.

Doutor Estranho (Doctor Strange)

Continuando a adicionar coisas legais ao time que está ganhando, a Marvel investiu na mágica e o resultado foi refrescante e provavelmente o filme mais interessante da empresa até agora. Se focando na jornada do cirurgião Stephen Strange e as descobertas que mudam sua vida, Doutor Estranho tem cenas de ação sensacionais que enchem os olhos de lágrimas, e mesmo tendo um protagonista mala, a história não sofre. É uma pena que gastaram toda a criatividade antes da batalha final, mas a gente releva porque o resto é visualmente fantástico e eu fui abençoada, amém.

Liga da Justiça Sombria (Justice League Dark)

Minha cisma com super heróis voltou com força, então precisava falar sobre uma animação, é claro. Justice League Dark se concentra no lado ~sobrenatural~ da DC, e tem uma história simples que acaba sendo carregada pelas reviravoltas e pelos personagens que a compõem. Quando misteriosos e inexplicáveis acontecimentos… acontecem, Batman se junta a Constantine e outros seres mágicos para evitar desastrosas consequências, nos apresentando a uma faceta fascinante do universo animado. As interações entre os personagens sempre acabam sendo a melhor parte, e o espectador se vê no Homem-Morcego, já que Bats também está tentando entender as loucuras acontecendo ao seu retor. Tem ação, tem piadinhas, é divertido e foi a animação mais legal que vi em 2017 (por enquanto).

Confira os filmes e notas dos filmes vistos por Sam, neste link.

Thanny

A Chegada

Um filme sobre extraterrestre que não tem como foco os seres de outro planeta invadindo e destruindo o planeta Terra. A Chegada é um drama centrado em sua personagem principal, Dra. Louise Banks, divinamente interpretada por Amy Adams, que para nossa tristeza, nem concorreu a estatueta do Oscar. A linguagem é algo bastante poderoso e o final do longa irá te deixar refletindo sobre isso por um bom tempo. Eu acredito!

The Devil’s Candy

Entrando para lista de bons filmes de terror, The Devil’s Candy é um filme macabro com bastante suspense, que te prende de uma maneira incrível. Além de ter uma belíssima trilha sonora, regada no metal, tem uma fotografia linda e o corpo escultural de Ethan Embry para enaltecer ainda mais a obra. Se você tem medo de coisas sobrenaturais, pode assistir, que o terror do filme está numa pessoa real que invade a casa da família. Esteja preparado.

Brimstone

Sofrimento é a melhor palavra para descrever Brimstone, estrelado por Dakota Fanning. A história se passa no velho oeste e sua personagem praticamente foge o filme inteiro do passado, repleto de abusos, mortes e tristeza. O longa peca por prolongar bastante seus atos e exagera nas cenas de violência contra a mulher. É cruel, doloroso, pesado mas também é um ótimo filme.

Kubo e as cordas mágicas

Uma das animações que mereciam ganhar o Oscar, recheada de música, elementos da cultura japonesa e personagens cativantes, encanta desde sua primeira cena. Kubo resgata aquela mágica que todos acreditamos quando crianças, é lindo e magnificamente feito em stop motion.

A Garota que conquistou o tempo

Uma animação com viagem no tempo que emociona bastante por seu roteiro inteligente, personagens apaixonantes e uma lição que fica para a vida toda. Seu início pode parecer bobo, que diverte com a infantilidade de Makoto ao voltar no tempo por coisas bestas e ter medo de demonstrar seus sentimentos. Mas a personagem vai amadurecendo e seu final surpreende diante de tanta profundidade. É lindo e vai te fazer chorar.

Saiba os filmes que estou assistindo na minha lista no Filmow, sinta-se à vontade para me adicionar por lá também.

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge