Música

Coreografias de fãs melhores que o original

A gente já falou disso por aqui brevemente, é verdade. Mas é fato de que tem tanto video de danças no Youtube que quando você começa a assistir um, não consegue parar. Quando menos se espera, já faz horas que você está lá, assistindo coreografias de fãs que são melhores do que as originais e nós selecionamos alguns nomes aqui que podem ser considerados os principais no assunto.

Coreografias

Janelle Ginestra, Willdabeast Adams, Fraternal Twins e as meninas do Flavahz Crew

Talvez o nome mais famoso seja o de Will Adams. Conhecido por aí como Willdabeast, ele apareceu primeiro no So You Think You Can Dance? não entre os dançarinos principais, mas como um dos que poderiam ter sido. Não foi no programa, mas nos seus sonhos que Will fez diferença. Com seus projetos de dança ao lado da noiva Janelle Ginestra, coreografias impressionantes e ideias incríveis, fica difícil pensar no mundo do hip hop sem citar seus nomes.

Grandes nomes da dança surgiram a partir dos projetos de #BEAUTYanDABEAST. Em 2012, na sétima temporada do America’s Best Dance Crew, o grupo de meninas 8 Flavahz ficou em segundo lugar e mereciam até mais. Vocês devem conhecer uma delas pela série hit de TV Gotham: Camren Bicondova tinha apenas 12 anos quando ABDC foi ao ar, e ela já mandava ver. Hoje, além de atuar, ela continua com a dança e vira e mexe traz algum vídeo novo pra galera.

Também do Flavahz, quem chama a atenção por suas coreografias afiadas e velozes é Kaelynn Harris. Uma das queridinhas do público, o que mais impressiona é que KK não teve treinamento técnico até 2010; a autodidata da dança chamou tanto a atenção que suas classes estão sempre lotadas e não é pra menos. A baixinha arrasa. Charlize Glass e Angel Gibbs são outras Flavahz amadas pelo público. Aos 14 e 16 anos respectivamente, elas são tão brilhantes no palco que é impossível piscar enquanto se apresentam.

A última vez que as 8 meninas se reuniram foi para o WOD LA de 2014 numa apresentação bombástica, fenomenal que eu já assisti vezes de mais pra ser sincera.

Dois projetos mais recentes de Will e Janelle são a companhia de dança BANG e o hit viral das Fraternal Twins. O primeiro, lançado no final de dezembro de 2015, é tão sensacional que eu assisti Roc the Mic umas 3 vezes seguida quando foi divulgado. Já Larsen Thompson e Taylor Hatala bombaram ao aparecerem com IDFWU e desde então não pararam. Taylor até conseguiu um lugarzinho como dançarina na turnê de Janet Jackson, ao lado de vários dançarinos da companhia ImmaBEAST.

Confira também: WTF (por Janelle e Will), IDFWU, No Flex Zone, Goodies, Poppin, 2AM, Whistle (com Asia Monet), Adorn, Imma BE, a série Beyoncé, Pass That Dutch, Turn me up Some, Twerk it, We Back, Bamboo Banga I, U Make me Wanna.

Tricia Miranda, Hollywood, Bobby Newberry, David Moore e Nika Kjlun

Existem muitos coreógrafos por aí, mas alguns deles são dos que você ouve uma música e fala “Fulano de Tal faria uma coreografia incrível com isso.” ou “Legal, a dança, mas aposto que Ciclano faria melhor.” E o mundo da dança não é tão grande assim, nós acabamos vendo os mesmos dançarinos participando das mais diversas classes. Se tem duas coreógrafas que cabem nas categorias “Fulano de Tal e Ciclano”, elas são Nika Kjlun e Tricia Miranda.

Nika tem um estilo versátil, dinâmico e limpo que chama a atenção. Suas danças são felizes, potentes e fazem você ficar dançandinho na cadeira. Já Tricia está na base do hip hop. Suas coreografias são fortes e cheias de personalidade, sempre impressionando pela criatividade.

José Hollywood fez aquela coreografia. Sabe? Aquela, que a Beyoncé postou nas redes sociais, porque a garotinha que dançava era tão impressionante. A garotinha em questão era Charlize Glass, na época com 12 anos, que comentei ali em cima e a coreografia em questão foi essa:

É ou não um dos 60 segundos mais bem gastos da sua vida? Já David Moore sempre tem alguma super produção de cair o queixo. Uma das minhas preferidas tem na web a versão fancy e versão de aula, ambas gratificantes de se assistir. Bobby Newberry, por sua vez, coreografa para fazer você soltar sua Sasha Fierce interior e esse é um baita poder.

Confira também: Trini Dem Girls, Anaconda, Troublemaker, Wanna Be, Bitch I’m Madonna, Price Tag (parceria com Tessandra Chavez), Clique (versão da aula).

A maré asiática: Lia Kim, Kyle Hanagami, Sean Lew, Mina Myoung, May J. Lee e Girin

Já ouviu falar que praticamente nenhum grupo de dança ganha alguma coisa se não tiver um asiático no meio? Olhem para os Jabbawockeez, por exemplo, debaixo daquelas máscaras, ou para os Kinjaz. Sean Lew é novinho de tudo, mas já estabeleceu seu lugar no mundo da dança. Em alguns momentos sua técnica pode não ser tão boa, mas seu talento cru e charme compensam todo o resto. Com apenas 14 anos, sempre que ele está na dança, é difícil não grudar os olhos nele e ultimamente ele tem divulgado suas próprias coreografias e projetos.

Lia Kim, Kyle Hanagami, Mina Myoung, May J. Lee e Girin são nomes fortes entre as academias de dança asiáticas tanto na parte lírica/contemporânea quanto no próprio hip hop.

Confira também: That Girl/Don’t Hold the Wall, Miracle.

Elektrolytes, Street Kingdom, I aM mE, Ian Eastwood, Quest Crew

Ah, o America’s Best Dance Crew… Tanta coisa boa saiu desse finado reality da MTV… Meu grupo preferido, particularmente, é o Elektrolytes. Os meninos do interior são conhecidos pelos seus grandes truques e criatividade impressionante. Eles ensaiam na academia de artes marciais do pai de um deles e são um grupo de amigos cuja união se reflete nas performances. Basicamente, eles são fantásticos.

Mas se é pra falar de gente sensacional, não dá pra não falar de I aM mE e do Quest Crew. Ambos grupos têm uma capacidade de produzir visuais no palco que você fica se perguntando: C O M O ????? Eles são bons desse jeito. Além do mais, Quest coloca humor em suas performances, o que sempre acrescenta uma personalidade e talvez seja o que fez deles os coreógrafos do LMFAO. Você provavelmente também vai reconhecer D-Trix, Hok e Philip do So You Think You Can Dance?.

Ian Eastwood, o galã do Mos Wanted Crew, catapultou depois da sétima temporada do ABDC (a mesma do 8 Flavahz e Elektrolytes). Suas criações seguem a mesma vibe do MOS, cuja filosofia é Movement Over Sound, permitindo uma visão lírica e diferente do esperado para as coreografias. Não é a toa que ele foi chamado para ser um dos coreógrafos da turnê Purpose do Justin Bieber.

Agora, é sempre bom quando a gente tromba por acaso com algumas lendas da dança. Tight-Eyez é mais do que um cara que dança Krump. Tight-Eyez INVENTOU o Krump. Estrelando no filme Rize, de 2005, foi a partir daí que o estilo intenso e afiado de Los Angeles ganhou base no grupo de dança Street Kingdom. Todos eles são cristãos e mesmo assim foram para a sexta temporada do ABDC (ganhada pelo I aM mE), onde apresentaram algumas das coreografias mais icônicas já vistas.

Confira também: No Pressure, ET, Big Bad Wolf, Work, Take Ü There, Bang Bang (sinceramente uma das melhores coisas que você já viu na vida, pode confiar).

Brazil, Tim Milgram, Soul Hop e Matt Steffanina

E já que estamos falando de crente, vale a pena conferir o Soul Hop, um grupo do interior de São Paulo cujo moto “My soul was meant to hop” traz um significado especial para a mensagem que eles transmitem. Nem todo mundo no grupo é dançarino profissional, mas todos são compromissados com a dança e apaixonados por esse trabalho, o que deixa tudo muito mais legal. Inclusive, talvez você já tenha ouvido falar do Paulinho, porque ele é um dos destaques no Instagram.

Tanto Helton “Brazil” Siqueira quanto Tim Milgram são nomes que você viu por aí se assistiu alguns dos videos acima. Além de serem os homens por trás das câmeras, eles também são responsáveis pelos processos criativos de diversos projetos e sempre trazem algo novo e bonito para os amantes de dança.

Pra terminar, não dá pra não falar de Matt Steffanina. Criador do app JusMove, uma de suas coreografias mais conhecidas é Trap Queen. Ele consegue trazer os movimentos que você não sabia que precisava para dançar aquela musiquinha mainstream que tanto ama e suas classes estão sempre lotadas com todas as idades imagináveis (okay, talvez nem tanto, mas bem perto).

"HOTLINE BLING" – Drake Dance | Matt Steffanina Choreography

"HOTLINE BLING" – Drake DANCE | Choreography by Matt SteffaninaThis video got BLOCKED on YouTube so I'm reposting it here for you guys!!—– Learn it here w/ the Full TUTORIAL »» https://youtu.be/85cSsql7MEMHelp me spread the word by sharing it if you like it!!Twitter, Vine & Instagram: @MattSteffaninaYouTube: http://youtube.com/mattsdanceFacebook: http://facebook.com/mattsteffaninaWeb/Booking: http://mattsteffanina.com

Publicado por Matt Steffanina em Segunda, 16 de novembro de 2015

Confira também: Uptown Funk, What do You Mean?, Trap Queen (com Asia Monet).

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    Jessica Lisboa
    January 30, 2016 at 8:11 am

    EU SIGO A MAIORIA! *olha o nível do vicio, e nem sei dançar macarena* Esse povo humilha na dança vamos falar a verdade, eu queria saber 1% do que eles fazem, adorei o post, esta salvo no meu email como favoritos ?

    • Reply
      Byzinha
      January 30, 2016 at 3:58 pm

      HAHA Eu claramente tenho meus preferidos (as meninas do Flavahz, Will, Janelle e as Fraternal Twins), mas é muita gente boa, quando vimos, a lista já tava enoooorme! Sei bem como é, fico morrendo de vontade de dançar, mesmo sem saber.

  • Reply
    Jane Ferrari
    December 15, 2016 at 8:39 am

    Caraca, só gente que arrasa na dança!
    Dança é algo realmente mágico, o sentimento de trabalho bem feito após uma coreografia bem feita é indescritível!

    Adorei
    Jane Ferrari recently posted..Olá, mundo!My Profile

  • Reply
    WT recomenda: abril - Who's Thanny?
    April 30, 2017 at 7:16 pm

    […] Já falei deles antes, Beauty an’ DaBeast. E se você vive se perdendo pelos vídeos de dança no Youtube, provavelmente já viu o trabalho deles por aí. Os coreógrafos do próximo “Ela dança, eu danço” começaram de baixo e olha onde chegaram: eles criaram sua marca, abriram um estúdio de dança na Califórnia e um canal interativo onde disponibilizam aulas de dança e material exclusivo do mundo da dança. Até TEDx talk rolou, e se isso não é prova que sua vida pode mudar pra melhor em 10 anos, o que mais vai ser? […]

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge