Música

Cher Lloyd moves like Jagger

Todos sabem que existem milhares de programas de caça-talentos por aí. Vertentes como X Factor (em suas versões britânicas, americanas e australianas), o agora famosinho aqui no Brasil, The Voice, American Idol e Britain’s/ America’s Got Talent. Descoberta em um desses programas, Cher Lloyd foi uma das sortudas que conseguiu, além de nadar, não morrer na praia. Ela tinha apenas 16 anos quando fez sua audição para o X Factor UK em 2010. Apesar de não ter ganhado o primeiro lugar – ela ficou em quarto – seu sucesso é páreo para  um grupo que também foi formado naquela edição (acho que vou ouvir meninas gritando quando eu disser…), a boyband One Direction.

Apesar de não gostar mais de boybands e seus derivados – juro que só ficaria louca se o Busted voltasse – a batida pop de Cher Lloyd é divertida e a mistura esperta, que é a essência dela, de pop e rap, me fez bater o pé no chão e dançar alucinada sentada na cadeira.

Seu primeiro álbum, intitulado Sticks + Stones, lançado em 2011 no Reino Unido e sem previsão de ser lançado aqui no Brasil, já gerou quatro singles. O primeiro, Swagger Jagger, que é uma indireta sobre como as pessoas deveriam ter seu próprio estilo e não copiar o dos outros tem uma proposta  bacaninha, porém o clipe não emplacou, sendo até tachado de superficial. A divertida eu-me-imagino-cantando-em-um-karaokê Want U Back, virou sua música de maior sucesso e foi a escolhida para a divulgação internacional, possuindo dois clipes. A versão britânica (e minha favorita) você encontra aqui, e a US no player aqui em baixo:

Apesar de muitos compararem o estilo musical de Cher Lloyd com o de Nicki Minaj who?, e a própria Cher adorar a cantora por seu estilo louco e seu cabelo colorido, eu acabo discordando com essa linha de pensamento. O pop chiclete que Cher produziu até agora pode ser considerado “infantil”, pois suas letras não chegam a ser taxativamente sexuais. Você pode notar isso por seu público, composto por adolescentes numa faixa etária que começa lá pelos treze anos.

Outra coisa que me incomodava bastante e que me fez não prestar atenção nela, foi o fator aparência: para mim ela é uma versão mirim da Cheryl Cole, sua mentora no X Factor. O medo de tirarem toda a personalidade dela e transferirem para algo completamente comercial, como a própria Cheryl se tornou hoje em dia, existia sim. Mas isso não aconteceu. Seu estilo girl-from-guetto foi o que conquistou todo mundo. E por mais que suas letras sejam bobas e suas melodias um mais do mesmo, ela é mais diferente e única que muita bandinha por aí.

Você pode seguir a Cher no twitter aqui e a surpresinha que sempre fica no fim dos posts é: fica ligado no X Factor US, pois dia 22 desse mês ela irá se apresentar por lá.

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Emanuella Casado
    07/11/2012 at 4:22 pm

    Eu normalmente não gosto da galera que saí de reality shows =/ #preconceito.
    mas o som dela até que é legal.
    bjs /blink
    http://www.amodernpinup.com/
    Emanuella Casado recently posted..Possessão (2012)My Profile

  • Reply
    Byzinha
    07/11/2012 at 6:48 pm

    Primeira vez que ouvi, acredite ou não. Ela é bem divertida, melhor que 1D, I must say. E cara, adoro esses sotaques *-*

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge