Evento

CCXP 2016: O melhor do fim de semana

Você acha que está pronto para 4 dias de epiquicidade (?)? Porque é isso que lhe aguarda em breve na CCXP Tour. É por isso que nós decidimos contar um pouco mais do que rolou nos outros dois dias que participamos, mesmo sem ser imprensa. Para acompanhar como foram os dois primeiros dias de evento e como sobrevivemos, basta clicar aqui. E pra saber melhor o que esperar no fim de semana, continue lendo :D

(Foto: Daniel Deak)

Sábado, 03/12

No sábado infelizmente a Raabe não esteve na CCXP, e quem estava lá era euzinha, Hypia. E gostaria de deixar um agradecimento GIGANTE por ela ter se oferecido pra dividir hospedagem comigo de sábado pra domingo e concordado em me fazer companhia pra ir ao último dia da convenção.

A primeira coisa a ser feita ao chegar foi retirar meu ingresso do dia na área de credenciamento. Cheguei bastante cedo, e tinha mais ou menos umas dez pessoas na fila de retirada. Pra nossa felicidade, atenderam antes do previsto, e lá vamos nós pra fila do auditório Cinemark, pra assistir ao painel com a Evanna Lynch.

(Foto: Daniel Deak)

O painel foi muito divertido. A Aline do Omelete entrevistou a atriz, com perguntas que eu achei bem dentro do esperado, sobre como foi participar da série de filmes de Harry Potter e de quais jeitos atuar a ajudou, que semelhanças e de diferenças ela percebe entre si mesma e a personagem da Luna Lovegood, e as respostas não poderiam ter sido mais positivas. Evanna descreveu que achou o público brasileiro bastante empolgado, e ela pareceu ter gostado bastante da recepção que teve.

A Aline se declarou potterhead – fã de Harry Potter – e eu mal posso imaginar a felicidade que QUALQUER fã sentiria numa entrevista dessa, mesmo num contexto de trabalho, como foi ali.

Enquanto fazia a pesquisa pra preparar este post, encontrei em vídeo a entrevista no YouTube:

Saí depois do painel pra andar pela convenção e não voltei pra dentro de auditório o resto do sábado, apesar de que tinha sim coisa bacana pra ver – Marvel, O2 Filmes, conteúdo de Supernatural, Rogue One, Moana, Paris Filmes, entre outras atrações interessantíssimas.

Já reclamei no Aquecimento sobre a demora pra terem divulgado as agendas dos auditórios, o que aconteceu somente na véspera da convenção começar. Acontece o seguinte: mesmo que eu quisesse ver atrações em espaços diferentes, seria praticamente impossível. Quem entrasse em auditório poderia ficar o tempo que quisesse, PORÉM se saísse do ambiente deveria enfrentar novamente a fila pra voltar. É uma boa forma de organizar? Acho que sim, e parece que ninguém conseguiu pensar em uma melhor. Acontece que o lugar estava absurdamente cheio e QUALQUER ATIVIDADE tinha filas de, sem exagero, HORAS pra poder participar.

Estava feliz e contente circulando os estandes – loja da linha geek da Riachuelo, Netflix, editoras as mais diversas, até que tive uma das piores experiências do dia: perdi minha câmera digital, por distração minha. Eu deveria ter tomado mais cuidado? Sim. Acontece que eu teria ficado muito contente se a pessoa que encontrou tivesse feito a gentileza de entregar na área de achados e perdidos. O prejuízo não foi tão grande assim – era um modelo até bem simples e barato, e poderia ter sido um prejuízo maior se tivesse acontecido o mesmo com uma câmera mais sofisticada. Fiquei triste menos pela câmera em si e mais por ter perdido as fotos que fiz junto de pessoas com quem tenho amizade e gente que admiro na Artist’s Alley – que eu achei maravilhosa, toda sinalizada, com pôsteres incríveis de trabalhos de cada artista e uma pessoa mais legal que a outra pra divulgar o que produzem.

Artists’ Alley, a essência da CCXP <3 Dá uma olhada no que os artistas acharam do beco mais inspirador da #CCXP2016 ;)

Uma publicação compartilhada por Comic Con Experience (@ccxpoficial) em

Consegui ver – em alguns casos, rever – algumas pessoas legais, e teve gente que eu soube que estava lá mas não consegui encontrar e adoraria ter visto. Saí da convenção no sábado extremamente cansada e até bastante cedo – em torno de sete da noite; fui reencontrar a Raabe e Sté e no final do dia fomos pro lugar onde tínhamos reservado hospedagem.

A reunião mais alto astral ??

Uma publicação compartilhada por Raabe Gabriel (@byzinhag) em

Achei as opções de alimentação um tanto limitadas e caras; vários preços acima do que é cobrado em outros locais, além das filas enormes. Haviam sim várias possibilidades de fast-food, mas quem quisesse alimentação um pouco mais “tradicional” e com preço comparável ao que se paga, por exemplo, num shopping, ia ter mais dificuldades.

Domingo, 04/12

O meu domingo se dividiu entre o auditório Cinemark e a fila pra ele.

Eu e a Raabe chegamos bem cedo, e fomos direto pra fila. Nós duas tínhamos recebido a credencial comprada para domingo pelo correio, então a gente não precisaria passar por filas diferentes. Conseguimos um lugar que achamos bem bacana no auditório, encontramos mais uma amiga lá (oi, Pry!) e montamos acampamento.

O primeiro painel era o da Warner. Mostraram o trailer do filme nacional BINGO – O Rei das Manhãs, e também material de Kong: A Ilha da Caveira, e uma homenagem aos 75 anos da Mulher Maravilha. Além disso, também houve um painel com Vladimir Brichta, protagonista de Bingo, que foi bem interessante e divertido. Dá uma olhada nesse trailer e diz se não traz nenhuma recordação heh. Bingo estreia em agosto desse ano nos cinemas e ainda tem Leandra Leal no elenco, que inclusive junto de Vladimir e Monica Iozzi formou a realeza nacional na CCXP.

Depois que esse painel terminou, saí pra ir à área de atendimento perguntar se alguém tinha devolvido minha câmera, o que infelizmente não tinha acontecido, e fui pra fila pra voltar pro auditório.

Enquanto a Hypia fazia a eu em 2015, eu (Byzinha) permaneci no auditório com a Pry e nós vimos um MONTE de coisa bacana. O painel seguinte era com Ross Marquand, de The Walking Dead, e foi um dos painéis mais legais de todo evento, sem brincadeira! Simpatisíssimo, ele falou sobre trabalhar em TWD e fez as mais diversas e divertidas imitações – das quais ele é conhecido. Ele também falou sobre a carreira dele e as dificuldades sofridas para conseguir chegar onde está.

Depois disso foi o momento nostalgia com o painel da Turma da Mônica, que chegou bombando. Quer dizer, da uma olhada no primeiro membro do elenco de Mônica: Laços!

O FLOQUINHO!!!!! Eles até levaram o cachorrinho, que é o enredo central da graphic novel para falar oi pra gente. Muito amor, se vocês querem minha opinial. Além do mais, também foi anunciado o filme da Turma da Mônica Jovem, cuja primeira personagem com elenco anunciado foi a Ramona. Os outros personagens serão escolhidos através de um concurso, e você pode participar se quiser, basta se inscrever aqui. A faixa etária parece ser de 14-16 anos, mas também existem personagens adultos, né? Então que sabe não seja sua chance?

Turma da Mônica Jovem está previsto para 2018, o que quer dizer que provavelmente vai ser filmado no segundo semestre esse ano. Ah! E esse canal da Ramona já tem vários videos, se você tem interesse em fazer parte do projeto, talvez seja legal ficar de olho.

Depois disso, veio o muito antecipado painel da Netflix. Em 2015, a Netflix tinha se dividido em dois painéis: um na sexta sobre as séries (foi quando aconteceu aquele desastre com David Tennant), e um no domingo sobre os filmes originais (Terry Crews e Taylor Lautner pra galera!!!). Dessa vez, eles deixaram os painés técnicos para a sexta (como aquele de 3% que eu mencionei) e as produções originais – séries e filmes – para o domingo, como um gran finale.

Gente, eu fiz uma coisa muito otária. Eu fiquei tão #emocionada durante a ccxp que eu total e completamente não tirei foto! Nem filmei! Quer dizer, eu fiz, mas pelo snapchat! E é por isso que se você não nos acompanhou lá na época, você não vai achar muitas fotos e videos aqui. Foi malz.

Acontece que teve video com o elenco de Stranger Things, que ninguém escutou nada do que eles falaram, porque tava todo mundo BERRANDO. Sem zuera, na hora que as crianças apareceram foi total havoc e a gente só sabe que a Millie falou em português porque ainda dava pra ler a legenda né. Teve o elenco LYMDRO de sense8 de novo sendo maravilhosos e falando sobre a experiência de gravações, inclusive as feitas aqui em São Paulo para a segunda temporada, além de termos assistido a cena final do episódio de natal (Happy fucking new year.). Também vieram os lindos de Shadowhunters (falemos de um elenco eye candy), que foi adorável e eles pareciam estar apaixonados por nós. Rolou outro mannequin challenge durante o painel deles também.

Espero que essa galera continue vindo. A gente já sabe que vai ter mais sense8 na CCXP Tour e eu APOSTO que quem for vai ver algum conteúdo exclusivo muito bacana.

E teve os maravilhosos de 3%!!! Vaneza e Rodolfo foram merecidamente aclamados de maneira tão calorosa que até os deixou emocionados e o produtor latino finalmente anunciou nesse painel que a série tinha sido renovada! Eu ainda estou #shook de ter conseguido essa renovação em menos de 20 dias de série, é muito suce$$o!

Rei e rainhas vocês sabem de onde. #NetflixCCXP @3porcento

Uma publicação compartilhada por Netflix Brasil (@netflixbrasil) em

Name a more iconic cast…. I’ll wait

Nós vimos o trailer de The OA e não entendemos nada, além de outras coisinhas, até chegar a hora de Neil Patrick Harris para fechar os paineis de entrevistas.

Há uma semana acontecia o painel da #NetflixCCXP com uma das presenças MAIS ÉPICAS DA HISTÓRIA do evento: Neil Patrick Harris! #CCXPMemories

Uma publicação compartilhada por Comic Con Experience (@ccxpoficial) em

Neil: say hi to my kids y’all!

Eu, Hypia, só consegui entrar de volta depois que a entrevista do Neil Patrick Harris ter começado – mais ou menos seis e meia da tarde, se não me falha a memória. Mesmo com as filas gigantes, foi nessa hora que eu realmente tive uma noção bem clara do quanto essa convenção multiplicou de tamanho. Em 2014, mesmo pra painéis concorridos, ir pra fila do auditório com uma hora e meia a duas de antecedência era o suficiente, e desta vez foram quatro horas e meia de uma fila extremamente desorganizada, e cheguei a achar mesmo que eu não conseguiria voltar pro auditório. Houve um momento em que por conta do empurra-empurra eu quase não consegui respirar direito, e acabei precisando sair da aglomeração antes que eu me sentisse pior do que já estava.

Apesar da falta de organização da fila, havia um telão pelo qual quem estava de fora conseguia ver o painel que estivesse acontecendo. Soube que mostraram coisa que não era pra ter sido exibida, e enquanto eu aguardava na fila teve conteúdo que podia ter sido mostrado e não foi. Tinha uma espécie de palanque preparado pros artistas passarem por ali – vi o Neil Patrick Harris e o elenco de 3% quando passaram por ali, além da Mônica de Souza, filha do Maurício de Souza. Não me recordo se os integrantes do elenco de Sense8 e Shadowhunters estiveram ali, justamente pelo mal estar que tive, mas creio que tenham feito uma passagem por aquele pequeno palco.

A entrevista com o Neil Patrick Harris dentro do auditório focou na produção da Netflix, Desventuras em Série. Em vez de comentar, vou deixar os vídeos da entrevista que estão no Youtube:

 

Depois da entrevista, mostraram um episódio de Trollhunters enquanto a galera ia embora da convenção. Pareceu interessante o suficiente e a By até chegou a assistir a série e amou. Fomos embora antes de terminar e de baixo de chuva, mas felizes.

3%, Trollhunters, The OA e Desventuras em Série já foram renovadas e estão em produção, inclusive com casting call para 3%. A segunda temporada de sense8 estréia dia 05/05 e Shadowhunters volta do hiatus exatamente um mês depois em 05/06.

No geral, o sábado foi bastante divertido, apesar dos problemas, e gostei das atrações do domingo. O plano é voltar pros quatro dias na edição 2017 e você pode apostar que o WT vai marcar presença na CCXP Tour também, os 4 dias, como imprensa.

A CCXP Tour acontece de 13 a 16 de abril em Recife no Centro de Convenções de Pernambuco.

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge