Literatura

Capitolina – O Poder das Garotas #1, várias autoras

Capitolina - o poder das garotas

Capitolina é uma revista on-line que publica textos diários sobre diversos editoriais do interesse do público adolescente feminino, contemplando áreas como cinema, relacionamentos, música, e, diferentemente das demais, tem como objetivo desconstruir pensamentos que já estão enraizados em nós com textos leves, didáticos e até mesmo interativos, repletos de sororidade no, agora, livro publicado pela editora Seguinte, da Companhia das Letras.

Eu não conhecia a revista, mas me interessei de cara por Capitolina ser um livro colaborativo escrito 100% por garotas, são mais de 70 colaboradoras em todo o Brasil, dos 15 aos 20 e poucos anos, cada uma com sua vivência para falar e ilustrar com propriedade sobre os mais diversos assuntos do dia-a-dia de forma inclusiva e sem preconceitos.

“Com todas essas meninas, com todas as suas histórias e com tudo o que eu lia sobre feminismo, comecei a derrubar diversas imposições e desconstruir o “tenho que emagrecer”. Para quê? Para quem? […] Eu não queria emagrecer para mim – e se não é para mim, eu não tenho que fazer nada, porque o corpo é meu.”
Dani Feno

Neste exemplar contém textos exclusivos das garotas, e como podem ver nesse trechinho, muitos deles são bem pessoais e geram empatia. Cada tipo de garota irá encontrar algo com o que vai se identificar.

Capitolina - o poder das garotas ilustração

Todo o projeto gráfico de Capitolina é bonito. Cada texto acompanha uma ilustração de alguma colaboradora e, para tirar o peso que alguns textos podem fazer na gente, vez ou outra aparece uma dica de receita para fazer, filmes para assistir, livros para ler e músicas para ouvir, além de propor atividades interativas que permitem colocarmos para fora nossos sentimentos.

Capitolina - o poder das garotas interações

Os temas apresentados e a forma como são trabalhados pelas meninas instruem para que possamos ser mais confiantes e capazes de nos amar do jeitinho que somos, independente dos padrões estabelecidos pela sociedade.

“O que acontece é que, embora sejamos todos da mesma raça humana, resolveram dividir biótipos como se fossem raças também. E aí a gente aprende que branco é uma coisa, índio é outra, negro é outra e por aí vai, esquecendo que somos poeira estelar e que essas divisões são ridículas e só servem para estimular as segregações e, assim, a tal da discriminação.”
Laura Pires

Capitolina é um livro que merece ser trabalhado nas escolas, que deve ser lido por qualquer menina, seja qual for a sua idade, pois nunca é tarde para se tornar feminista. E se você possui uma visão deturbada do que é ser feminista nos dias de hoje, esse livro também é para você. Leia, dê de presente. Compartilhe coisas boas.

informações

Cortesia da editora para resenha.
Título: Capitolina, O poder das garotas
Autor: Vários autores
Número de Páginas: 192
Edição: 2015
ISBN: 9788565765848
Editora: Seguinte
Preço: R$ 39,90
Classificação: ★★★★★

Postagens Relacionadas:

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Sabrina Piano
    January 19, 2016 at 1:40 pm

    Já queria ler esse livro desde o dia que vi as meninas da revista no programa Esquenta, também não conhecia a revista e achei muito interessante mesmo o modo como elas reúnem meninas de todo o Brasil pra dar suas opiniões e dicas. Fiquei super interessada no livro, vou comprar com certeza, e espalhar a novidade pras amigas.

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge