Literatura

Branca de Neve e o Caçador, Lily Blake, Evan Daugherty, John Lee Hancock e Hossein Amini

Como é tudo da mesma coisa, vou começar essa resenha reciclando o que a By colocou no post do filme:

Nunca fui aquela garota apaixonada por filmes da Disney quando criança. O que eu queria mesmo era sentar no sofá e ver porradas e tiros (valeu, pai!). Então não posso dizer que me decepcionei porque desvirtuaram a história ou algo do tipo, mas posso imaginar a decepção e as lágrimas de sangue derramadas pelos amantes de contos de fadas.

Na noite de seu casamento, o Rei foi assassinado pela Rainha Ravenna, que é na verdade uma “bruxa” que suga a juventude de meninas para manter sua beleza e poder. Mas ela busca a imortalidade, e para isso precisa devorar um coração puro. Branca de Neve, a filha do Rei, é a dona deste coração. Ravenna então convoca o atormentado e bêbado Caçador para capturar a princesa.

(não sei escrever sinopses, não sei se deu pra perceber)

A leitura é bem fácil, admito. Os capítulos são pequenos em sua maioria, e o livro tem poucas páginas. PORÉM, é aí que mora o problema.

Branca de Neve e o Caçador é baseado no roteiro de um filme, e, vamos admitir, os atores fazem toda a diferença ao dar vida àqueles personagens que estavam no papel. Mas, HEY, isso é um livro, e não um maldito roteiro! Os autores parecem ter se esquecido que, neste caso, a tela é nossa mente, porque não existe aquela substância necessária para que os personagens saiam das páginas e vivam em nossa imaginação. O desenvolvimento é ruim, não existe um aprofundamento sentimental (?), não tem identificação com os personagens. É apático em quase todos os sentidos. Qual é a graça de ler um livro que você passa página por página sem se importar com a história?

Isso é tudo o que a vida tem para oferecer. O tempo passa. A esperança morre. Mas nem tudo está perdido. Pois, pelo menos agora, uma de nós viverá para sempre…

Ravenna prometia ser uma vilã DAQUELAS. Então imagine minha tristeza ao esperar e esperar pelos escassos capítulos de sua perspectiva que, quando apareciam, não mostravam a maldade e o sangue nos olhos da mulher. Sou extremista, adoro aqueles antagonistas sanguinários e doidos que nunca desistem de sua vingança. Me senti traída por não nutrir sentimento algum por Ravenna. Porém é sempre bacana uma personagem que é a Charlize Theron. <3 A protagonista, Branca de Neve, é basicamente uma chata. Aquela fachada de boazinha é um porre, e seus sentimentos acerca de Eric e William não são explicados direito (é aquela coisa de “Will they, won’t they” que ninguém merece). Suas cenas de luta são sem graça, e lá pro meio do livro eu já achava que ela podia morrer a sério pra ter pelo menos uma coisa legal. OH, GOD, WHY.

William me pareceu um cagão que só estava lá para criar um triângulo amoroso; é até fácil imaginá-lo como um dos príncipes de O Fantástico Mistério de Feiurinha. TODAVIA, Eric, o Caçador, é o único que realmente presta na trama toda. Ele é atribulado por seu passado, mas é forte e centrado (?) quando necessário. Toda vez que ele sorria, dava para imaginar direitinho o Chris Hemsworth com um ar meio cafajeste. É um amor. :3

A narrativa, como já comentei, é fácil, mas tão rasa que dói. Tem bastante coisa sem explicação de tão fraco e preguiçoso que o desenvolvimento da história é. E a trama daria muitos acontecimentos bacanas caso fosse aproveitada devidamente. Os cenários até que são interessantes, e a caracterização da Floresta Sombria é bem legal. Mas de qualquer forma, é muito melhor um livro de 400 páginas que te faça berrar e querer arrancar seu coração de tão matante e envolvente que é do que um que parece não saber fazer bom uso de suas 200 páginas.

Nem sei se essa resenha fez sentido, mas enfim. Se você procura um livro para matar o tempo, BdNeoC é uma boa pedida. Só não espere mais do que isso.

Ah, mais uma vez palmas para a Editora Novo Conceito e sua diagramação caprichada. Dá até gosto de ver o carinho e cuidado que eles têm com seus livros. <3

informações

Título: Branca de Neve e o Caçador
Autor: Lily Blake, Evan Daugherty, John Lee Hancock e Hossein Amini
Número de Páginas: 208
Edição: 1ª – 2012
Editora: Novo Conceito
Preço: R$29,90
Classificação: ★½☆☆☆

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    Juliana Pires
    17/09/2012 at 3:24 pm

    Estou fugindo agora desse livro.
    Não que eu não goste de contos de fadas, acho interessante, adoro as novas roupagens que eles estao recebendo. Ahh também cresci assistindo filmes de ação.
    Não tenho nada contra a mundanças se vierem para melhorar, mais não tenho interesse nesse livro, não pela história, mais por que eu não gosto muito desses livros adaptados de roteiros, acho estranho.

    Adorei a resenha!

  • Reply
    Byzinha
    17/09/2012 at 5:07 pm

    BODHAFODHOFISHA
    Sammy, morri com a sua resenha, pfv KKK Esse monte de autor inexperiente só podia dar errado mesmo. Cara, quanto potencial desperdiçado :(
    Até eu escrevia um roteiro/livro melhor

  • Reply
    Axwell Godoi
    18/09/2012 at 1:06 am

    Me assustei quando vi uma estrela e meia na classificação, esperava que o livro fosse bom. Estava muito afim de Lê-lo. Vi o filme e não morri de amor por ele, deixou muito a desejar. Mas esperava que o livro fosse melhor, agora não sei se quero ler ainda. kkk

    OBS: Concordo com a Byazinha, o livro teve 4 autores, era para ser perfeito.

    As Crônicas de Zazuleigo
    http://www.ascronicasdezazuleigo.com
    Axwell Godoi recently posted..RESENHA: PenelopeMy Profile

  • Reply
    Ceile
    19/09/2012 at 12:35 pm

    ENTÃO…

    Fiquei traumatizada com A Garota da Capa Vermelha e quando recebi Branca de Neve e o Caçador, toda aquela diagramação linda e talz, senti um frio na barriga e pensei: “Não, de novo, não…” e li as primeiras páginas.
    Definitivamente, adaptações filme-livro não fazem minha cabeça. Falta aprofundamento, tudo é muito superficial, não tem uma formação da cena =S

    Nem terminei de ler e nem vou fazê-lo tão cedo.

    O único livro que foi escrito através de um roteiro foi Desenrola justamente por ser todo descompromissado de história “profunda” e o livro casou exatamente com o filme e estava lá apenas para complementar.

    Sim, OH, GOD, WHY quantas vezes for preciso repetir.

    Beijos!
    Ceile recently posted..[Resenha + Promo] O Resgate do Tigre – Colleen HouckMy Profile

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge