Cinema

Além da Escuridão – Star Trek (2013)

“Shall we begin?” Finalmente um filme pra salvar a summer season de 2013! J.J. Abrams prova que sabe o que está fazendo com essa sequência do filme de 2009 e garante nada mais do que diversão no cinema (e algumas lágrimas também).

O trailer do longa não entrega muito sobre do que realmente se trata, o que é bom, nada melhor do surpresas ao longo do caminho. Sabe quando o trailer mostra quase tudo o que acontece? Esse não foi o caso, o filme possui muito mais camadas, mudando completamente o que você esperava e superando expectativas com um tom perfeito de elenco, roteiro e direção. Com a Enterprise no meio de uma missão em um planeta ainda primitivo, o ex-membro da Frota Estelar, John Harrison (Benedict Cumberbatch), ataca uma base importante da Frota na Terra, se tornando um inimigo e fugitivo oficial. Kirk (Chris Pine) e sua tripulação devem encontrá-lo e ao fazerem isso Harrison se rende e é capturado, o que acontece de uma forma fácil demais, mostrando que seu plano vai bem mais além do que fugir depois de um ataque.

Além da Escuridão – Star Trek pode não agradar aqueles que não gostaram do primeiro filme, já que possui a mesma essência do que este, mas não é de se ignorar completamente se esse for o seu caso. A balança entre aproveitar e se aprofundar nos personagens e ainda manter um roteiro interessante para a ficção científica continua equilibrada, e talvez ainda melhor do que a primeira vez. Parece que J.J. ouviu a opinião dos fãs e decidiu colocar pelo menos um pouco mais do “fan service” no filme, e isso funcionou. Nada mais lógico do que trazer um dos adversários mais importantes e conhecidos da série Star Trek: (spoiler alert?) Khan. Criou mistério, chamou atenção do público e entregou de uma forma linda.

Claro que existe o pequeno problema de que o Khan original (Ricardo Montalban) é um ator nada parecido com o Khan de Benedict Cumberbatch, e a adaptação nova é conhecida por se manter fiel a aparência física da maioria dos personagens, mas isso não muda o fato de que Benedict é excelente como o vilão; como já mencionado várias vezes em entrevistas com o ator, precisa de mais alguém em cena enquanto ele está lá? O cinema inteiro congelado enquanto ele entregava suas falas na voz mais awesome do mundo prova que J.J. acertou na sua escolha. Outra coisa boa de se aproveitar foram os efeitos, mesmo com os famosos lens flares de Abrams (que na minha opinião não são algo ruim), foi muito bom ver novos cenários, mais Enterprise, planetas, aliens e também uma visão bem futurística de uma cidade grande na Terra, o que não vimos no longa anterior.

Ricardo Montalban                                                                         Benedict Cumberbatch


Outro destaque no filme foi o próprio Chris Pine como Capitão Kirk, o elenco inteiro é ótimo, claro, mas Pine provou o quanto se dedicou ao personagem e o quanto gosta de interpretá-lo, foi lindo de ver. O roteiro ajudou nesse aspecto dando mais profundidade e emoção ao personagem, principalmente no seu papel como Capitão e sua amizade com Spock (Zachary Quinto). Simon Pegg e Karl Urban também fizeram um trabalho lindo com seus personagens, dando ainda mais importância para eles e sua relação com Kirk, como não amar o bromance Kirk/Bones/Scotty? Dito isso, Cumberbatch não é o único que rouba a cena, mas sua performance deixou um gostinho de quero mais e nada mais justo do que a aproveitar a história de Wrath of Khan em um futuro filme. Ainda não é certo se J.J. vai ou não dirigir o próximo Star Trek , já que está ocupado com Star Wars, mas novos roteiristas estão confirmados.

Se você é fã de cinema e filmes como esse, não tem erro, o filme é a coisa mais awesome possível e com certeza um dos melhores do ano.

ficha técnica

 

Direção: J.J. Abrams
Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto, Benedict Cumberbatch, Zoe Saldada, Karl Urban, Simon Pegg, John Cho, Anton Yelchin, Alice Eve
Roteiro: Roberto Orci, Alex Kurtzman, Damon Lindelof
Duração: 132 min.
País: EUA
Gênero: Aventura, Sci-Fi
Trailer: (x)
Classificação:  ★★★★★

 

 

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply
    Larissa Mirandah
    02/08/2013 at 11:21 pm

    Concordo plena e inteiramente Ellen, eu fui ao cinema ansiosa e saí de lá satisfeita, J.J. Abrams fez um trabalho maravilhoso e surpreendente. Eu adorei o Benedict como vilão, acho que ele sabia o que estava fazendo com uma certeza incontestável, ele se tornou um vilão que realmente te faz ficar arrepiado, e eu amo o Pine, eu já vi inúmeros filmes com ele no elenco, mas confesso que sou apaixonada por eles nesses dois filmes de Star Trek, ele é tão Kirk que se torna uma tarefa árdua separar o ator do personagem. Adorei a resenha do filme, e acredito que se o J.J. continuar na direção, podemos esperar outro filme incrível!
    Beijocas
    Larissa Mirandah recently posted..“Always”My Profile

  • Reply
    Sam
    08/08/2013 at 3:20 am

    Só digo uma coisa sobre a não-semelhança entre os Khans: NAILED IT

  • Reply
    Sue Anne
    30/08/2013 at 12:33 am

    De tanto me pedirem pra assistir esse filme (quem terá sido?), me rendi e fui assistir. Algumas partes passaram sem que eu entendesse completamente, até pq não tinha assistido o primeiro, mas concordo plenamente com você, Ells.
    Não há dúvidas que Benedict humilhou no papel de Khan.

    Achei lindo e já estou adicionando o filme anterior na watchlist pq <3

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge