Literatura

A Canção de Aquiles, Madeline Miller

Eu sou acostumada, deveras acostumada, a expectativas quebradas e decepções literárias enormes. Preciso de mais algumas mãos para contá-las todas, mas Deus (ou deuses) abençoe, pois A Canção de Aquiles foi, na verdade, tudo e ainda mais do que eu esperava.

Por quase um ano, eu esperei esse livro sair no Brasil. Conheci-o no Tumblr, fuçando pelas tags sobre mitologia e me apaixonando cada vez mais pelo mundo de desastres e deturpações dos deuses antigos, e desde então foi uma lamúria atrás da outra para ler as lindas, lindas palavras de Madeline Miller. Sobrevivi de quotes e graphics na minha dashboard até, surpreendentemente, achá-lo há alguns meses na Saraiva. Eu nem sabia que ele tinha sido lançado aqui. Eu gritei na livraria. Fiz sons inumanos. E ainda enchi o saco da vendedora com a minha voz esganiçada à beira do choro. Não tô mentindo.

Vocês tinham que me ver terminando esse livro. Foi ainda pior.


(gifs daqui)
A Canção de Aquiles é uma obra baseada na Ilíada de Homero, mas narrada por Pátroclo, o companheiro de Aquiles e um personagem que nem sempre recebe atenção pelos amantes de mitologia por aí. Indo desde a infância dos dois até os últimos minutos de uma verdadeira tragédia, a história, as palavras… elas descem pela boca ora doces ora tão ásperas, mas com a mesma poesia de tirar o fôlego, brilhar os olhos e… ah, minhas metáforas já estão ficando clichês.

My mind is filled with cataclysm and apocalypse. I wish for earthquakes, eruptions, flood.

O romance entre Pátroclo e Aquiles é simplesmente encantador e, ora, desesperador. As personalidades de ambos são tão minuciosamente definidas e encaixadas uma à outra, o amor, a dedicação e a obsessão… tudo maravilhosamente trabalhado sobre o pano de fundo da reprodução perfeita da idade dos heróis gregos. Certamente, a relação dos protagonistas salta aos olhos, mas não há o que possa ofuscar o trabalho sem igual da autora ao reproduzir a cultura grega, os mitos, os deuses e os desastres. ACdA é, afinal, muito mais que uma reprodução das tantas lendas, das tantas canções contadas boca a boca nos tempos antigos; é uma oportunidade única de conhecer, de certa forma, as pessoas por trás dos mitos. Pelos milênios, conhecemos apenas os movimentos viciosos, cruéis e brutais dos heróis na guerra, mas aqui ouvimos suas vozes. As vozes que apenas Pátroclo ouviu.

I could recognize him by touch alone, by smell; I would know him blind, by the way his breaths came and his feet struck the earth. I would know him in death, at the end of the world.

Eu senti Tétis me assombrando por dias. Vi os heróis e seus deuses batalharem hora após hora, mesmo depois de ter fechado esse livro. Foi como se eu pudesse tocar todo aquele mundo, do Olimpo a Troia, e não são todos os escritores que podem fazer isso com simples palavras.

É uma benção que não vem a todos.

Não há como negar: a obra de Madeline Miller é, sem dúvidas, uma das melhores que li na minha vida inteira. Como boa fascinada por mitologia, história e literatura, não poderia ser diferente, mas creio que esse livro vá muito além disso, toque muito mais do que nossas fascinações. Toca a natureza humana, o amor do qual somos capazes. E o terror também.

 

Informações


Título: A Canção de Aquiles
Autor: Madeline Miller
Tradução: Gilson César
Editora/Selo: Jangada
Nº de Páginas: 392
Edição: 1ª – 2013
Preço: R$39,90
Classificação: ★★★★★

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Bárbara
    22/08/2014 at 11:14 pm

    Faço minhas as suas palavras. Pra mim é muito difícil achar um romance bom, mas A canção de Aquiles superou qualquer expectativa. Eu não costumo chorar com livros, mas chorei demais durante as 50 últimas páginas. É tudo tão triste, e tão lindo. A forma como Miller constrói os personagens e lhes dá vida é incrível. Um dos meus livros favoritos, com certeza!
    Aliás, lá no meu blog também tem resenha dele. Não fui eu quem escreveu, foi minha amiga, mas se quiser passa lá pra dar uma olhada! ;) https://blogsemserifa.wordpress.com/2014/01/02/resenha-a-cancao-de-aquiles/

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge