Coluna

O manual do WT para quarentenados alto astral

Em tempos de coronga COVID, não há nada mais inteligente do que aceitar as recomendações da OMS e ficar em casa protegendo o grupo de risco que pode sofrer muito com as consequências desse novo vírus, não é mesmo? Mas o que fazer depois de já ter esgotado seu tempo trabalhando, estudando ou fazendo faxina? Não se preocupe, o WT separou mais uma lista marota de maratonas que você pode fazer para passar o tempo – seja assistindo uns filminhos, umas séries, jogos ou botando umas discografias em dia.

Kingdom, por Thanny

Nada como zumbis e uma boa história para passar o tempo. A série sul-coreana Kingdom acabou de ganhar sua segunda temporada com 6 episódios, assim como a primeira, na Netflix. Nela, o príncipe herdeiro é enviado numa missão suicida para investigar uma misteriosa praga que tem assolado o país. A verdade ameaça o reino, quando se descobre um misterioso surto de zumbis. Além disso, há conspirações, intrigas políticas e reviravoltas que fazem você maratonar com tranquilidade. Vale ressaltar que apesar de ter mortos-vivos, a série pende mais para os gêneros de ação, drama e thriller do que terror. Então prepare-se para cenas de lutas e talvez algumas lágrimas.

On my block, por By

Se existe uma série da Netflix gringa que se aproxime da realidade brasileira, essa série é On my block, que retrata a vida de um grupo de adolescentes de cor que moram numa área perigosa da Califórnia. Tudo que eles querem é viver em paz, mas como? Quando se há gangues, lendas urbanas, serviço de imigração batendo na porta, escondidas em cada esquina? O quarteto principal é formado por Cesar, Jamal, Monse e Ruby, e o elenco de apoio é tão sensacional quanto os protagonistas. Com episódios de cerca de 20 minutos, a terceira temporada acabou de ser lançada e vale muito conferir essa dramédia sensacional.

Pokémon Sage, por Cambs

Pokémon Sage é um jogo feito por fãs e não oficial de Pokémon, mas focado na América Latina com seus pokemons, cidades e história. E, como todo pokémon, é digno de se ficar horas jogando. Os pokémon novos são adoráveis, os lugares a se descobrir são super curiosos (e até irritantes @ floresta dos bug poke) e a história e seus antagonistas são similares ao que vemos nos outros jogos de Pokemon, e não é por isso que a gente não fique curioso, não é mesmo? Até agora existe apenas uma versão demo que você pode baixar pela wiki oficial dos desenvolvedores clicando aqui, e bom jogo!

Pokémon Go, por Hypia

Parece contraintuitivo sugerir, em um período de quarentena, um jogo que a principal coisa que ele te pede pra fazer é andar na rua, mas juro que a indicação tem sentido. Há pouco tempo foi incluído um torneio de batalhas entre jogadores com sistema de ranking, que pode ser jogado de qualquer lugar onde você esteja; essa é uma boa oportunidade de testar como seus pokémon se saem lutando contra os de outras pessoas, sem sair de casa.

Taskmaster, por Sam

Tenho uma notícia boa e uma ruim: você pode assistir as quatro primeiras temporadas de Taskmaster gratuitamente (e legalmente!) no Youtube, M A S não tem legenda, então é pra se jogar e colocar o inglês à prova de verdade. A razão de eu recomendar que você vá na fé mesmo se não estiver com a língua inglesa nível 10 estrelas? Taskmaster é o programa mais louco que você vai ver na vida. 5 celebridades (comediantes e o ocasional apresentador) participam de tarefas insanas e sem sentido, tudo para o nosso entretenimento e a chance de ganhar o belíssimo troféu com o rosto do belíssimo apresentador Greg Davies. Além de ser super engraçada, a atração é sensacional por mostrar diferentes formas de resolver o mesmo problema, e quase como uma série de mistério em que você fica se perguntando quem é o verdadeiro culpado do crime, você fica pensando qual seria o melhor jeito de enfrentar determinado desafio. Taskmaster é ideal pra assistir o dia inteiro e fingir que está tudo bem na vida. Você vai rir, chorar de rir, ficar com vergonha alheia e querer cobrir os olhos porque MEU DEUS QUE VERGONHAAAAAAA. Não tem igual, e você PRECISA conhecer essa loucura televisiva.

Discografia do Ateez, por By e Cambi

Se a gente falar assim: o Ateez tem 7 álbuns, vão ouvir!! Vocês ficariam assustados, né? 7 álbuns? Seria a mesma coisa de pegar The Walking Dead desde o começo agora! Exceto que não é o caso. Desses 7 lançamentos, 2 são mini-álbuns japoneses (sendo que um deles tem mais remixes que qualquer outra coisa), 4 são mini-álbuns coreanos e apenas um é full-album, então fazendo as contas, o grupo tem só… 48 músicas (sem tirar os remixes nem tirar as versões). Talvez ainda pareça muita coisa, mas não é. E o tempo ouvindo a discografia de Ateez passa muito rápido. O grupo de k-pop tem chamado cada vez mais atenção, principalmente dos fãs internacionais, e de idols da indústria que chegam a concordar que Ateez é a próxima sensação do estilo. E sabe porque? Porque Ateez é dono de um poder e estilo tão únicos que é incrível de ver. Os piratas vão desde narrações próprias da história que contam, mas que também poderia ser um filme da Disney, e passam por músicas para todos os momentos. Quer ficar na hype? Tem música. Tá na hype mas sem ficar pulando por ai? Tem também. Tá numa vibe calminha pra relaxar? A nossa favorita é Dazzling Light, mas tem outras pra isso também. Quer deitar no chão e chorar? …Tem também, porque Ateez é pau pra toda obra! E você também pode se distrair de ficar em casa tentando entender toda a história que os meninos trouxeram até agora.

Good Omens, por Sam

Provavelmente a melhor coisa que o Amazon Prime vai fazer na vida e a única série que você precisa assistir para se tornar um ser humano completo, Good Omens conta a história de Aziraphale e Crowley, um anjo e um demônio que andam pela Terra desde o começo dos tempos. Quando o fim do mundo se torna um perigo iminente, cabe aos dois juntarem forças para tentar impedir que seu amado planeta não seja destruído. Dividida em seis episódios, a minissérie baseada no livro de Terry Pratchett e Neil Gaiman é uma paixão instantânea: a história é incrível, os personagens maravilhosos, Michael Sheen e David Tennant são os únicos homens possíveis e eu quero colocar o Sheen num potinho e abraçar pro resto da minha vida. Não tem nada melhor do que assistir dois seres completamente opostos lutarem pela mesma causa enquanto fingem que não são os maiores BFFs que já pisaram no Sistema Solar. A única tristeza que Good Omens pode trazer é que ela acaba, e o único jeito é voltar pro primeiro episódio e sofrer mais ainda.

Para ver outras listas criadas pela nossa equipe, dá uma olhadinha nesse fio que montamos no twitter.
E aí, o que vocês acrescentariam nessa lista? O que vocês estão fazendo para se manter distraídos durante essa época de quarentena? Conta pra gente!

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply