Coluna

Um desabafo sobre a blogosfera literária

As pessoas ainda leem blogs? Esta é uma pergunta que sempre escuto quando falo que tenho um blog, na verdade dois. As pessoas ainda têm o costume de acessar, ler e comentar? No caso dos blogs literários, com a chegada e a força dos Booktubers, canais literários no YouTube, foi inevitável perder boa parte do nosso público para outra plataforma. Afinal, por que ler uma resenha de um livro se posso ver ou ouvir, certo?

Há esta teoria de que as pessoas estão mais preguiçosas e preferem consumir conteúdo rápido, durante a rotina do dia a dia. Se uma resenha é longa demais, ninguém a lerá por completo, apenas um trecho aqui ou ali. Você já fez isto, não é? Percebemos, principalmente, quando comentam algo aleatório e ignoram alguma opinião importante no texto.

E isso frusta bastante o produtor de conteúdo. Nós estamos na blogosfera há mais de 7 anos e observamos os blogs criados na mesma época ou depois que o nosso deixarem de existir ou simplesmente ficarem naquele eterno hiatus. Quando há uma postagem de encerramento, a justificativa, geralmente, é de que o blogueiro está desestimulado, sente que trabalha para não ter o mínimo de retorno ou que já não se identifica mais com a proposta do blog. E para ser sincera com vocês, todo ano bate uma crise existencial sobre continuar ou não blogando.

Quando criei o “Who’s Thanny?” estava entrando no curso noturno de Comunicação na universidade. Eu tinha praticamente o dia inteiro livre para ler vários livros das editoras parceiras, publicar resenhas, notícias e divulgação de lançamentos, interagir nas redes sociais e sair distribuindo comentários nos blogs amigos. Sendo que com a chegada da vida adulta e uma coisa chamada trabalho em horário integral, a minha paixão por blogar teve que ficar em segundo plano para cumprir minhas obrigações e pagar contas.

Afinal, são poucos os blogueiros que conseguem se sustentar apenas com o conteúdo produzido para o blog. Não se iluda achando que é fácil ganhar 10 mil reais numa foto no Instagram, porque somos influenciadores. Na verdade, os blogueiros literários são os menos valorizados na blogosfera, trabalhando sempre com a velha e boa parceria por permuta.

E mais uma vez tocamos num ponto que desestimula os produtores de conteúdo. Se o meu blog não tem retorno financeiro e consume muito do meu tempo, devo mantê-lo no ar? Se eu já convidei vários amigos para me ajudar a manter o blog atualizado e nem assim sou valorizado? É uma situação complicada e compreensível. Por causa da vida acontecendo, eu e minha equipe já não lemos livros com a mesma voracidade de antes. Os livros de parceria chegam mensalmente e os livros comprados ficam encostados na prateleira por anos. Ler por obrigação de resenhar tornou a experiência de leitura menos prazerosa. Porém, para nossa sorte o WT nunca teve como foco apenas a literatura, nós falamos de tudo um pouco do mundo de cultura pop e cada vez mais tornamos este espaço pessoal.

Acompanhamos os números. As resenhas literárias não são tão interessantes para nosso público quanto antes. Opiniões sobre séries, feminismo, dicas de compras e a nossa pessoalidade são mais acessadas. Com isto, uma solução, vamos mudar um pouco nossa linha editorial para conquistar esses e mais leitores. Sem muitas parcerias com editoras, sem cobranças, escrever como antes, por prazer e sem pressão. Não vamos trabalhar com prazos e sim com a vontade de escrever, com criatividade e com o coração. Vamos nos reinventar, abraçar o YouTube e outras plataformas que forem surgindo e produzir conteúdo diversificado, sem migrar e sim incorporar. E todo esse textão é para avisar para ninguém estranhar se um dia aparecer uma postagem aleatória sobre o cotidiano, “O Who’s Thanny mudou?“, mudou. Seja bem-vindo(a).

Só vem!

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    Alana Pereira Bastos
    March 24, 2017 at 9:56 am

    Parabéns por ter a coragem necessária pra mudar, sempre recebo os posts do blog e estou feliz que ele não vai acabar só se adaptar, bejos!

    • Reply
      thanny
      March 24, 2017 at 2:29 pm

      Obrigada por nos acompanhar e vir aqui deixar seu comentário, Alana. Isso é muito importante para nós, de verdade <3 Beijo!

  • Reply
    Gabriela
    March 27, 2017 at 3:14 pm

    Ontem tive uma reunião com alguns amigos para decidirmos o futuro do Who’s Geek. Começou como site de cultura pop, virou canal literário, o site continuava lá… E o que fazer com ele? O canal dá mais visibilidade, mais dinheiro (pelo menos algum dinheiro) e tem mais retorno. Mas queremos continuar com o site, porque escrever e gravar são coisas totalmente diferentes. É bom saber o posicionamento de outros sites. Sucesso pra vocês \o/

  • Reply
    Emilly Oliveira
    November 20, 2017 at 2:51 pm

    Mudanças são necessárias muitas vezes!
    Eu já fiquei várias vezes desanimada com o meu blog, desde que ele se iniciou. Houve períodos e períodos. Hoje em dia já não faço mais por obrigação e sim quando dá vontade. Tenho muitos planos pra ele, mas o que é difícil é essa questão de conseguir um público.
    Estou fazendo uma pesquisa na faculdade que fala exatamente sobre blogs e o livro que estou lendo fala justamente sobre essa evolução das mídias. Diversas vezes me pego pensando sobre o futuro dos blogs, o futuro da escrita. Claro que sempre terá um público para eles, mas será que ainda será… vantagem?

    Mesmo o post sendo antigo e o blog com certeza já está nessas mudanças, haha fico feliz que o blog não vai acabar e sim, passar por mudanças. Como disse ali em cima, mudanças são necessárias e muitas vezes fazem bem!
    Beijos!

    p.s.: Fazia tempo que não visitava esse blog (vários, na verdade). Lembro de que a última vez que vim por aqui ele era roxo e verde! Estarei por aqui a partir de agora rsrs

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge