Literatura

O Grifo de Abdera, Lourenço Mutarelli

Lourenço Mutarelli talvez seja uma das figuras mais polivalentes da literatura nacional. Iniciou sua carreira nos quadrinhos (Transubstanciação, Diómedes, Quando meu pai se encontrou com um ET, Sequelas) escreveu várias peças (Teatro das sombras – Coletânea composta por 5 peças), teve alguns de seus livros adaptados para o cinema (O cheiro do ralo, O Natimorto, Quando eu era vivo) e atuou em alguns filmes (entre eles Que horas ela volta?). Conhecido por sua premissas estranhas, personagens abjetos, indivíduos que de alguma forma se resignam e fogem a norma, experienciam a solidão, o vazio existencial, os prazeres e desprazeres da vida, tendo como background paisagens urbanas, blasés, um clima noir, lugares comuns para muitos de nós.

Mutarelli

Fonte: http://ghq.com.br/ressaca-literaria-2011-especial-quadrinhos/

Em O Grifo de Abdera a metalinguagem é utilizada em doses cavalares. Se escrever é por um pedaço de si em cada personagem, imaginem só que loucura seria se o ser inventado na narrativa fosse o próprio Lourenço Mutarelli? Na verdade Lourenço é apenas um pseudônimo, adotado por alguns personagens, que são espécies de almas gêmeas, dotados da mesma essência, só que nem todos eles sabem disso. E a coisa seria mais louca ainda se dentro de toda essa hermenêutica mística, as obras produzidas por Mutarelli fossem analisadas por um dos seus duplos, explicando alguns processos de criação, a relação entre autor e editor, os elementos sempre presentes em suas obras, o porque da existência de cada um em cada lugar, além da presença de um quadrinho experimental como parte do livro, produzido por um dos personagens .

mutarelli

Mauro é um tímido escritor que juntamente com o quadrinista Paulo publicam suas obras sobre a alcunha de Lourenço Mutarelli e são representados publicamente por Raimundo que é um bicheiro, alcoólatra e mau caráter que vive perto de onde eles moram. Paulo acaba vindo a óbito, forçando assim Mauro a se aventurar pelos caminhos da literatura, fazendo-o lançar O cheiro do ralo (livro do Mutarelli de verdade) que acaba fazendo bastante sucesso. Em um dado momento outro personagem, Oliver Moreno é percebido como um de seus duplos por Mauro. Oliver que além de ser professor de educação física de ensino secundarista aventura-se amadoramente como desenhista,  o que faz quase que instantaneamente que uma estranha e nada convencional relação entre ele e Mauro se estabeleça, e que consequentemente uma parceria de trabalho inusitada surja daí. Tudo fica ainda mais “doido” quando Mauro recebe anonimamente uma moeda com a imagem do Grifo, moeda esta de Abdera antiga cidade de Trácia que tem sua gênese mítica sob a responsabilidade de Hércules, o que ativa uma certa paranoia no mesmo. Entre devaneios, sonhos, desejo e misticismo somos inseridos em um caminho cheio de armadilhas, “pegadinhas” e tristeza.

mutarelli2

Lourenço Mutarelli tem como característica pregar peças em suas narrativas. Ele sempre te apresenta elementos que fazem automaticamente ser guiado para meios comuns até ser surpreendido por acontecimentos circunstanciais que geram grandes reviravoltas, fazendo com que você tenha a sensação de ao pegar um atalho com o objetivo de racionalizar tempo o que na verdade acontece é a entrada em um labirinto de símbolos e significados. Ler Mutarelli é sempre um processo oneroso de treino da percepção, visto que os indícios, as brincadeiras “ontológicas” propostas pelo autor sempre estão lá, propositalmente soltos e perdidos em meio a referências musicais e literárias utilizadas pelo mesmo, o que acaba fazendo com que a leitura seja um grande jogo de “esconde esconde”. Nada muito forçado, tudo muito “simples”, conduzido com uma certa “naturalidade” até o momento em que vêem à tona e o momento de estranheza é suscitado. É estranho porque é comum, porque é próximo, porque dificilmente refletidos sobre o que é normal, próximo, cotidiano.

Apesar da premissa do Grifo de Abdera soar deveras complicada e confusa, o autor consegue desenvolvê-la de forma bastante fácil. A estrutura de seus textos é simples, com descrições enxutas, diálogos diretos, que pode ser considerado como um de seus grandes méritos enquanto escritor. Talvez o livro soe um pouco mais complicado do que realmente o é para aqueles que ainda não tem certa familiaridade com sua obra anterior, seja nos quadrinhos ou na literatura. O que também pode ser positivo e fustigar o leitor a ir atrás de outras de suas produções. Se você está afim de conhecer um pouco mais da produção literária nacional contemporânea, Mutarelli é uma boa escolha, desde que “consumido” com moderação.

informações


Cortesia da editora para resenha.
Título: O Grifo de Abdera
Autor: Lourenço Mutarelli
Número de Páginas: 272
Edição: 2015
ISBN: 9788535926293
Editora:  Companhia das Letras
Preço: R$44,90
Classificação: ★★★★★

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Coisas Engraçadas
    04/08/2017 at 4:59 pm

    Muito bom! Obrigado por compartilhar… adoro Lourenço Mutarelli
    Coisas Engraçadas recently posted..Pegadinhas Engraçadas e Videos WhatsappMy Profile

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge