Cinema

Duro de Matar: Um Bom Dia para Morrer (2013)

Não, não foi um bom dia para morrer. Quem sabe na próxima?

Sempre pensei que a falta de expectativa fosse grande fator determinante ao decidir se um filme “sem história” é bom ou não. Já que você não espera nada, chances de boas surpresas são altas, certo? Pelo menos é o que acontece na maioria das vezes. Mas, infelizmente, não foi o que rolou com o quinto longa estrelando John McClane.

Como não tem plot, lá vai a explicação: tretas acontecem na Rússia, o filho de McClane acaba preso, John resolve correr para salvar seu fiote e daí eles acabam no meio de uma trama envolvendo caras maus que fazem de tudo para matá-los, com direito a biscate russa na parada e tudo mais. A fórmula perfeita para ser apenas um filme clichê, mas que acabou sendo um filme errado que se levou a sério demais.

Não estou aqui para falar como fã diehard de Die Hard (#piadas #da #tarde), só como uma adoradora de filmes de ação. E, CARA, a quinta parte da franquia força a amizade na cara de pau. Vi que no Filmow o pessoal achou a ação boa, mas >particularmente< não me empolguei em momento algum (não por isso, pelo menos). E você sabe que tem algo estranho quando destroem todos os carros existentes em Moscou e ainda assim não te anima.

O longa tem duração boa, mas algumas de suas cenas parecem não acabar nunca. Cadê graça numa sequência de ação que consiste em simplesmente a mesma fucking coisa durante uns 10 minutos? Além disso, os tiroteios são blé, o relacionamento entre os personagens é bastante forçado e as piadas e bordões não funcionam. Sem falar que McClane se tornou uma espécie de Superman que sobrevive a situações impossivelmente impossíveis. E não estou falando impossíveis no patamar de Missão: Impossível; são impossíveis até na ficção. Tá que é constante a quantidade de coisas que jamais aconteceriam na vida real acontecendo em filmes, mas, por favor, existe limite até pra isso.

Aí ele vai lá e faz o contrário só de zoeira.

Uma das poucas coisas genuinamente boas é Jai Courtney, intérprete do filho de John e atual amor da minha vida. Ele é um lindo, tem uns braços abençoados (tipo, SÉRIO) e sabe sustentar papel de ação (o moço também fez bonito em Jack Reacher: O Último Tiro e vai dar as caras na adaptação de Divergente). Bruce Willis é Bruce Willis e sustenta o que está fazendo, mas aqui McClane está extremamente chato. Continua fodão (até demais), porém repete a mesma frase toda santa hora e age de forma irritante. Apesar disso, pai e filho têm uma ou duas boas cenas para compensar pelas outras inúteis. É clichê, TODAVIA perdoável. Lindo mesmo foi Mary Elizabeth Winstead aparecendo, e vamos ignorar o fato de que Lucy está tão legal quanto seu pai (OU SEJA, uma mala).

O roteiro tenta parecer sério e é cheio de reviravoltas bestas e personagens avulsos, além de fazer uso contínuo de câmera lenta para dar bossa às cenas. Os efeitos especiais são tão bons quanto o filme, MAS, PORÉM, TODAVIA, a trilha sonora, coitada, se esguelando por entre tiros e destruição, é muito boa.

Em suma, é como se tivessem esquecido de que ação não é só feita de explosões e impossibilidades. Ainda assim eu indicaria o filme para quem curte o gênero, pois minha opinião não é universal e nunca será. É bacana de assistir com a galera e rir com os exageros? Definitivamente. Mas faça melhor: vá assistir a trilogia Bourne* porque AQUILO é bom e me agradeça depois.

Apontar uma arma para a cabeça do próprio pai: QUEM NUNCA? (não, pera)

P.s. Apesar dos apesares, não esqueceram dos bordões clássicos. Yippie-kai-yay, motherfucker!

*A trilogia Bourne consiste em três dos melhores filmes de ação que existem: A Identidade Bourne, A Supremacia Bourne e O Ultimato Bourne (quem ousar citar O Legado Bourne vai levar porrada). E são sensacionais. Amém.

FICHA TÉCNICA

 

Direção: John Moore
Elenco: Bruce Willis, Jai Courtney, Sebastian Koch, Yuliya Snigir, Mary Elizabeth Winstead
Roteiro: Skip Woods
Duração: 98 min.
País: Estados Unidos da América
Gênero: Ação, Crime, Thriller
Trailer: (x)
Classificação: ★★☆☆☆

You Might Also Like

7 Comments

  • Reply
    thanny
    22/03/2013 at 8:06 pm

    Gente, aquela foto do Jai Courtney do IMDB engana… ele é muito sexy! Bom, semana passada eu ia no cinema, mas aí vi os filmes em cartaz e nada me empolgou. Quase decidia por Die Hard, porque, mesmo que não pareça, eu gosto de filmes com bala e explosões para todo lado. Vou seguir sua dica e assistir a Trilogia Bourne (eu só assisti o Legado, então já comecei errada).

  • Reply
    Felipe
    22/03/2013 at 11:20 pm

    Acho muito cansativo esses filmes que tem mais de 3 continuações, acho que lá pro quarto o enredo já está todo perdido.
    Felipe recently posted..Capas pelo mundoMy Profile

    • Reply
      Ells
      23/03/2013 at 2:55 am

      Concordo, é necessário um roteirista muito foda pra conseguir fazer 3 continuações boas…aconteceu isso com Piratas, na minha opinião :/

    • Reply
      Luísa Krummenauer
      23/03/2013 at 4:13 am

      Né, vai ficando muito repetitivo.

  • Reply
    Gleice Couto
    23/03/2013 at 11:58 pm

    TENSO, hein? Pena o filme ser esse fiasco. Uma coisa que vc comentou e que me chamou a atenção foi o fato de o filme se levar a sério demais. Já viu o último do Schwarzenegger? gente, eu amei e ri MUITO com o filme por justamente isso: é um filme despretensioso e ninguém ali leva porra nenhuma a sério! rs

    Enfim, parabéns pela análise do filme. :)

    Beijooooos

  • Reply
    Vanessa Llona
    24/03/2013 at 1:02 am

    Eu gosto muito dos filmes duro de matar, são clichês, são forçados, o Bruce Wilies está velho demais, mas eu gosto. Não assisti esse ainda, só vi o trailer no cinema e me pareceu ser legal, mas pelo jeito não é. Mesmo assim vou ver, mas acho que já deu o que tinha que dar.

  • Reply
    Franciele Alves
    28/03/2013 at 1:24 am

    Não vou falar que amoo filmes de ação , mas adoro os filmes da série Duro de MAtar… mas pelo que vi no seu post… ta tenso esse filme.. vou assistir mesmo a trilogia Bourne pra é o Melhor do melhor do mundo =D

    E o que é esse Jai Courtney ?? OMG!! /cute

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge