Literatura

Dois irmãos, Gabriel Bá e Fábio Moon

Não é de hoje que Gabriel Bá e Fábio Moon demonstram talento e desenvoltura no universo da nona arte. Anteriormente a “Dois Irmãos“, os autores já haviam trabalhado em umas várias outras obras valendo destacar as suas renomadas “Daytripper” (2011) que foi lançada incialmente pela Vertigo (subselo da DC COMICS voltado para quadrinhos “mais adultos”) e posteriormente pela Panini Comics em solo nacional e “The Umbrella Academy” (2008) que foi roteirizada por Gerard Way e lançada pela Darkhorse nos EUA e pela editora Devir no Brasil. Ambas as obras faturaram prêmios Eisners, que seria uma premiação equivalente ao Oscar dos quadrinhos.

dois-irmc3a3os-deus-frc3a8res-two-brothers-fc3a1bio-moon-e-gabriel-bc3a1-conexoes-itau-cultural

Dessa vez, os irmãos gêmeos adaptam um romance contemporâneo da literatura brasileira: “Dois irmãos” (2001) do escritor amazonense Milton Hatoum e vencedora do prêmio Jabuti de literatura. Uma obra que traz em sua estrutura, apesar de ser bastante recente, elementos característicos do gênero literário nacional conhecido como regionalismo. Li a obra de Hatoum para poder entender melhor como a adaptação feita por Moon e Bá foi estruturada. A obra literária é de fácil leitura, com vários focos narrativos e tendo uma série de personagens que acabam se tornando centrais para o entendimento da trama que se é apresentada ao leitor. Eis aí um indício de possível problema, tendo em vista que obra literária e as narrativas gráficas apesar de apresentarem muitos pontos de similitude, tem dois tipos diferente de narrativa.

No universo dos quadrinhos, roteiro e arte visual compõem unidades estéticas responsáveis por desenvolver a narrativa. Pois bem, nesse sentido, tendo em vista essas diferenças de narrar, a Graphic Novel “Dois irmãos” consegue de maneira muito eficiente fazer essa adaptação da obra de Hatoum para o universo da “banda desenhada” sem romper com sua unidade narrativa, fazendo com que haja uma confluência explícita entre  a parte escrita e a parte desenhada.  Os desenhos de Fábio Moon e Gabriel Bá apesar de sua aparente simplicidade, conseguem nos apresentar toda a complexividade das emoções e das tensões presentes na trama de “Dois Irmãos“. Houveram mudanças em alguns elementos no enredo sim, pois se tratam de dois suportes diferentes, mas a essência da obra é mantida fazendo com que a adaptação ganhe pontos muito positivos.

dois_irmaos-10-1-2

A trama centra-se nas tensões entre dois irmãos gêmeos Yaqub  e Omar (ironia do destino? ) e sua relação com a família e, mais precisamente, entre os dois, que são basicamente polos personalísticos bem antagônicos. É uma narrativa que fala sobre a ascensão e queda de uma família de herança cultural do oriente médio, todos os seus dilemas enquanto família e indivíduos, aspirações e desejos, tendo como background narrativo Manaus do pós-segunda guerra mundial.

foto-gemeos

Recentemente a Graphic Novel “Dois irmãos” foi lançada nos EUA pela editora Darkhorse, chegando também a Europa, onde foi lançada na França pela editora Urban Comics. Sem mencionar que a adaptação feita por Bá e Moon ganhou um Eisner na categoria “melhor adaptação em outro meio”. Nacionalmente, a Graphic Novel foi lançada pelo selo Quadrinhos na Cia. no ano de 2015. Os últimos dois anos vem sendo bastante produtivos no sentido de lançamentos de Graphic Novels por várias editoras e de vários estilos diferentes. Essa obra merece ser apreciada.

informações

Cortesia da editora para resenha.
Título: Dois Irmãos
Autor: Fábio Moon e Gabriel Bá
Número de Páginas: 232
ISBN: 9788535925586
Editora: Quadrinhos na Cia.
Preço: 42,90
Classificação: ★★★★☆

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

CommentLuv badge