Literatura

Adormecida, Anna Sheehan

Já imaginou dormir por tanto tempo que quando você acordasse tudo e todos que você conhecia seriam apenas uma mera lembrança?

Rose Fitzroy é uma garota que aparenta ter 16 anos, mas que na verdade possui mais de cem, se você olhar sua certidão de nascimento. Durante sua vida, ela foi imersa em várias sessões de sono induzido que não permitiram que ela envelhecesse. Sendo que, por algum motivo, ela acabou sendo esquecida em um porão e dormiu profundamente por seis décadas… até ser despertada.

Rose acordou em um mundo futuro, que durante seu sono, passara por diversas transformações e sofrera os Tempos Sombrios. Muitas pessoas morreram, incluindo seus pais. Xavier, por quem era apaixonada, não é mais que uma mera lembrança que domina praticamente todas as páginas do seu bloco de desenho.

Tudo era muito grande, muito sombrio, muito assustador. Fui arrancada do meu tempo, e meu mundo tinha morrido ao meu redor.

No futuro, A UniCorp, uma corporação multimilionária, da qual Rose é herdeira, detém o poder sobre praticamente tudo. E pode-se dizer que ela é dona de algumas pessoas geneticamente modificadas com bactéria alienígena. As pessoas que habitam o planeta Terra vivem numa época em que é natural viajar para colônias interplanetárias e circular de um lugar para outro em uma espécie de barco flutuante.

Narrado em primeira pessoa, com apenas umas partes específicas que são em terceira, Adormecida era o livro que eu estava precisando ler. Possui uma narrativa rápida, repleto de romance, ação, suspense e uma distopia de plano de fundo. Eu passei o dia inteiro lendo e só consegui dormir quando li a última página.

Para todos os efeitos, palavras e gírias utilizadas neste futuro distópico irão aparecer do nada e você irá se sentir tão perdido quanto a protagonista, Rose. É das alturas! Achei bem legal essa maneira que a autora encontrou de nos situar na história da mesma forma que a personagem.

Falando de Rose, quão perdida essa garota estava? Graças aos flashbacks conhecemos o seu passado e a tamanha injustiça que ela sofreu. Seus pais, que ela tanto ama, me deram nos nervos. Criaram a garota para ela ser sempre submissa e ai dela se dissesse um “mas”. Ela mantém um pouco dessa característica quando desperta. Nunca pensa nela mesma. Gosta apenas de desenhar para compreender o mundo. Vaga sem vida, como se fosse um fantasma, sem conversar com ninguém. Salve seus amigos Bren e Otto.

Bren é uma coisa de tirar o fôlego! Objeto de desejo de muitas meninas com aquele corpo moreno e másculo. Foi ele quem achou Rose no porão e a despertou como se fosse a Bela Adormecida, o que não era necessário. Seus olhos são da cor do de Xavier e não é surpresa quando ela começa a sentir algo por ele…

Eu sou uma pessoa que se apaixona fácil e não demorou muito para que eu caísse de amores pelo Otto. Mas bem, ele não é completamente humano. Lembra dos geneticamente modificados que falei lá em cima? Otto é um deles. Possui uma pele meio azulada e olhos amarelos. Não consegue falar. Se comunica de uma forma diferente e ele é tão inteligente, engraçado, sofrido que dá vontade de agarrar e não soltar mais.

“Você deixaria sua filha namorar um alienígena azul?”
“ Se o alienígena fosse tão adorável quanto você, claro que sim.”

Ainda tem o Xavier, que Rose conhece desde o dia que nasceu e era uma espécie de irmão mais novo, que se tornou melhor amigo e consequentemente seu namorado (não tente fazer cálculo de idade, é inútil). Ele também é uma pessoa adorável e ajudava Rose a questionar mais as atitudes de seus pais e a viver a vida.

Questionar foi o que Rose aprendeu a fazer, sem dúvidas. A UniCorp faz muitas coisas que não podem ser consideradas éticas. Só porque, em um passado distante, eles resolveram diversificar a empresa e essa medida de segurança, além de garantir um controle de praticamente tudo, fez com que se uma seção fechasse, eles ainda teriam dinheiro das outras seções. Como herdeira, assim que completasse a idade adulta, Rose iria dirigir a corporação. Mas num mundo onde ainda persiste a briga pelo controle e poder, qualquer um pode ser inimigo. E Rose tem um bastante forte.

A autora conseguiu explorar bem todos esses pontos na narrativa, em uma ótima adaptação do conto de fadas. Há coisas que poderiam ter sido mais aprofundadas, mas nada que me incomodasse o suficiente para reclamar aqui. O final dá brecha para uma continuidade, que, segundo a própria Anna Sheehan, ainda está em processo de edição e ninguém sabe quando será publicada, mas vou torcer para que seja em breve.

Preciso dizer que amei? /cute

Informações

 

Título: Adormecida (A long, long sleep)
Autor: Anna Sheehan
Tradutor: Pedro Sette Camara
Número de Páginas: 272
Edição: 1ª – 2012
Editora: Lua de Papel
Preço: R$32,90
Classificação: ★★★★☆

 

 

You Might Also Like

9 Comments

  • Reply
    Sí Ribeiro
    20/09/2012 at 4:50 pm

    Nossa, me cativou demais essa sinopse e a sua belíssima resenha, está de parabéns! Consegui captar boa parte da história e me interessei muito. E a capa é linda <3<3 Pena que ainda está caro (para mim). Assim que abaixar o preço darei uma chance para o livro. Apesar de distopia agora estar em moda, essa me pareceu bem diferente das outras e o fato de ela ficar adormecida tanto tempo me chamou atenção. Acho que o Otto já me cativou, só por ser azul deixa a história ainda mais engraçada. Beijos! /cute
    Sí Ribeiro recently posted..Instrumentos MortaisMy Profile

  • Reply
    Byzinha
    20/09/2012 at 10:25 pm

    Nossa, 4 estrelas deve ser muito bom mesmo com esse plot confuso ‘-‘ Confesso que olhei meio torto pro livro quando li a sinopse, mas você gostou tanto que talvez eu dê uma chance, quem sabe?

  • Reply
    Ana Death Duarte
    20/09/2012 at 11:40 pm

    Não li a resenha pq naum quero saber detalhezinho nenhum, mas depois volto e comento!… sua má, me fez furar a fila… vou criar duas olheiras no lugar do rosto por sua culpa, rsrsrsrs

    /blink /confuse /cry /gosh /love /omg /roll /sigh /smile
    Ana Death Duarte recently posted..Resenha do livro: Belo Desastre – Jamie Mcguire (com sorteio)My Profile

  • Reply
    Maíra K.
    21/09/2012 at 12:35 pm

    Primeiro: o que é essa capa? LINDA DEMAIS!
    Segundo, mais uma adaptação de contos de fada, porque querendo ou não, você nota a inspiração, algo que me chama demais a atenção para o livro.

    Preciso dizer que eu quero já esse livro na minha estante? *-*

  • Reply
    Mareska
    21/09/2012 at 3:17 pm

    Sua resenha me empolgou, vou dar uma chance pra ele *O*
    Mareska recently posted..Extras (Scott Westerfeld)My Profile

  • Reply
    Ceile
    21/09/2012 at 8:18 pm

    Ahhh, que vontade de ler este livro!

    Jurava que este estava na lista dos hots do momento, não sei pq /confuse

    Já me imagino apaixonada por Otto ?
    Ceile recently posted..Hot! Hot! Hot!My Profile

  • Reply
    Anderson Vidal
    22/09/2012 at 11:36 pm

    Parece ser um livro muito bom, porém li um livro sobre amnésia recentemente e estou um pouco saturado do assunto, talvez eu o leia, só que mais para a frente!

    Abraço, Anderson Vidal /grin
    Hooked for Books
    Anderson Vidal recently posted..FILMography (FILMografia)My Profile

  • Reply
    Gabi
    23/09/2012 at 11:07 pm

    Agoora eu fiquei mais empolgada!
    A história me chamou atenção a princípio, mas ainda fiquei com aquela pontinha de dúvida- embora tenha sido minha escolha esse mês. Teve algumas outras resenhas que também não animaram muito.

    Também me apaixono super fácil -quanto mais sofrido e problemático melhor- e já vi tudo, vou cair de amores também!
    Beijitos
    Gabi recently posted..Eu Quero #21My Profile

  • Reply
    Amanda Faustino
    04/10/2012 at 8:23 pm

    Estava dando nada por esse livro, só gostava e achava muito bonita a capa, mas depois de ler essa sua resenha… Comecei a repensar. Parece ser um livro muito bom, e já quero muito ler. Mas o preço não é tão legal né? rs /cry

    Beijos,
    Mandi – Book and Cupcake.
    Amanda Faustino recently posted..Ergue-se a NoiteMy Profile

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge